sábado, 16 de outubro de 2021

Brasil anda para trás e o povo sofre

Historicamente os democratas de centro preferem aliar-se à direita fascista, golpista e ortodoxo a se aliar com os sociais democratas, socialistas e comunistas. O Brasil sempre esteve aliado à Inglaterra e depois aos Estados Unidos, posição que sempre ajudou o Brasil a compensar sua fragilidade cultural, econômica e militar. Em função desta parceria explícita com os Estados Unidos, a industrialização nacional ganhou grande ímpeto, possibilitando haver grande crescimento do Brasil, deixando de ser um produtor de café e minérios, para ser competidor em aviões, manufaturados, serviços, esportes e turismo... Chegamos a ficar entre os seis maiores do mundo, na eonomia... Mas, a tal da elite brasileira, desde Portugal, sempre foi meio preguiçosa e sempre gostou de complementar a economia americana em vez de ter seu mercado internacional próprio. De repente, a partir do governo FHC, o neoliberalismo virou mania nacional e de lá para cá vemos a constante destruição da indústria nacional, destruição do mercado nacional, tudo sendo vendidos aos estrangeiros e, mesmo o sistema financeiro vai sendo internacionalizado. A elite empresarial abriu mão de ser proprietários do sistema produtivo nacional, os militares, em parceria com os empresários, também abriram mão da SOBERANIA NACIONAL, e as grandes reservas verdes, como a Amazônia, a Floresta Atlântica que cobre ou cobria a orla continental, tudo isto está acabando, prejudicando a temperatura da Terra... Enquanto isto acontece, a elite nacional discute eleições presidenciais ainda de forma subdesenvolvida, colonizada e passiva. Querem restringir as eleições presidenciais a manutenção ou não de um louco psicopata na presidência, para não continuar o suicídio político, articula também alternaagivas para tentar inviabiliar Bolsonaro, e continua vendendo a alma ao diabo para não deixar Lula ganhar as eleições. Como se LUla não tivessse sido o melhor presidente que o Brasil já teve. Melhor inclusive também para os empresários... Então, porque esta elite caipira não quer Lula na presidência? A resposta é porque Lula ajudou os pobres a consumirem, estudarem, viajarem internacionalmente e a ter casa própria, encarecendo assim a mão de obra nacional. É mole?

Nenhum comentário:

Postar um comentário