segunda-feira, 18 de outubro de 2021

As mulheres estão mudando a advocacia e a medicina

O Brasil já tem MAIS ADVOGADAS que advogados. Em tres ou quatro anos, o Brasil terá MAIS MÉDICAS que médicos... Na história do Brasil temos sempre a imagem dos homens como fazendeiros, construtores e dirigentes, enquanto que cabia às mulheres serem PROFESSORAS e DONAS DE CASA - DO LAR - como aparece em muitos documentos de cartórios. As mulherem continuam sendo ampla maioria das PROFESSORAS do Brasil. Mas, os homens, cada vez mais, também passaram a ajudar em casa e a serem ajudados fora de casa. Foi com satisfação que constatamos que o Brasil já tem mais ADVOGADAS do que ADVOGADOS. O mesmo processo evolutivo e de CONQUISTA vivemos na MEDICINA. Em três ouquatro anos, o Brasil passará a ter mais MÉDICAS que MÉDICOS. Em Novembro de 2020, os registros de profissionais da medicina no Brasil chegava a 547.344, sendo 53,4% de homens e 46,6% de mulheres. A previsão é que, no máximo em quatro anos, o Brasil terá mais médicas... Em 2015, o quadro era de 57,5% de homens e 42,5% de mulheres. Em 1990, portanto há 30 anos atrás, as mulheres eram somente 30,8%. Com a engenharia e a informática possibilitando diminuir os trabalhos penosos e insalubres, vai se ampliando o mundo para as mulheres conquistarem funções que antes eram dos homens. Ante o conservadorismo dos homens, as mulheres precisam ajudar o mundo a ser mais solidário, mais fraterno e mais amoroso. Assim teremos mais condições de respeitar a Natureza, reduzir o desemprego, melhorar as escolas e ter uma vida mais digna para todos e todas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário