sábado, 30 de outubro de 2021

Família, Futebol e Felicidade podem combinar?

Família, futebol e felicidade podem combinar, sim. Podem se houver respeito e educação. Muita gente brigou na familia por ter sido agredido verbalmente. E, muita gente que votou num candidato, se arrependeu e vai votar num candidato melhor. A maioria vai votar no Lula e não quer ser agredido porque errou o voto. Errar é parte do aprendizado. E ninguém sairá ganhando se for agressivo com o outro. Os alemães erraram ao aceitar o nazismo? Erraram. E hoje tem o melhor exemplo. Tem Angela Merkel como pacificadora, sem negar os erros. No Brasil e em toda América Latina vivemos uma ditadura violenta e, ao ver a UOL, que é da Folha, publicar longa resportagem mostrando que os Estados Unidos apoiaram e agiram nas ditaduras, fico contente. Tem gente que nega os fatos. Hoje saiu uma longa matéria com Dom Paulo Evaristeo Arns. Precisamos amar. E os religiosos têm a obrigação de amar. Nós, casados e com filhos, temos a obrigação de falar de nosso amor. E os que não sabem amar ou receber amor, estes precisam ainda mais de todos nós.

sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Eu só queria ser feliz. Pode?

Porque abrimos mão da liberdade e da época de ouro? João Gilberto e Cazuza viveram a época de ouro do Brasil O Brasil de 1958 a 1964. Ano em que a direita resolveu interromper o florescer nacional e jogou o Brasil em 1968, com a ditadura militar total, liderando a escuridão na América Latina. Só para não esquecer, a Folha apoiou todos os golpes de Estado desde Getúlio Vargas. Eu fico triste toda vez que leio o jornal e vejo a manipulação na política atual... É proibido proibir... Triste com a saúde e com o clima criado no Brasil atual, fui procurar alguns subsídios para minhas angústias. Será que estou enlouquecendo? Será que nossa direita é tão estúpida, ignorante e servil que não conseguiremos impedir que ela cometa mais uma estupidez de fazer campanha eleitoral para uma pessoa como Bolsonaro? Fui pesquisar de onde os loucos bolsonaristas tiraram o discurso maluco deles? Comunistas, torturadores, ignorantes, assassinos, são tantos termos pesados que tenho até vergonha em escrevê-los. Em 2016 ainda somos reféns dos loucos de 1960? Os mais de 60 anos não foram suficientes para a gente aprender a viver na democracia e na liberdade? Estou lendo um livro imenso e com assunto que tenho grande dificuldade que é sobre a Índia, a joia da coroa britânica. Chama-se Gandhi e Churcill, de autoria de Arthur Herman. Ante minha ignorância sobre a Índia, fui buscar mais informações em outros livros... Churchil é um dos líderes mundiais da resistência ao nazismo, na guerra, e na paz, ao comunismo. Podemos chama-lo de um monarquista democrata. A Índia foi dominada pelos ingleses desde 1.757 e neste período de ocupação morreram mais de 50 milhões de pessoas, bem mais do que judeus contra nazistas. Além de provocarem a maior migração da Terra, mais de 12 milhões de pessoas. Economicamente os ingleses eram bem menores que a Índia e os ingleses chuparam tudo, deixando o país mais rico da Terra parecendo a Índia atual, isto é, na pobreza, na miséria e com um discurso de que é a maior democracia do mundo... Voltemos ao que fez a América Latina desistir da sua época de ouro. Como o brasileiro é, antes de tudo, um ser pacífico, sempre pensei que este seria o fator principal da nossa pobreza. Mas, como pacifista, achei que a baixa escolaridade fosse o mais importante. No entanto, a Argentina em 1905 acabou com o analfabetismo. Observaram a data? 1905, já era um dos países mais ricos do mundo. Os argentinos, continuam alfabetizados e cultos, porém em constante crise econômica e política. Porque? Pode ser a falta de uma elite burguesa? Só sei que o pouco que tínhamos de empresários, estes desistiram de tudo e foram para Miiami. E não foram levados à força... De tanto procurar, achei uma alternativa para a destruição do Brasil de ouro e da nossa autoestima. Dizem os pentecostais chefes das suas centenas de igrejas, que os responsáveis pela nossa pobreza é a crise dos mísseis russos em Cuba em 1962. Quando questionados sobre o analfabetismo, a pobreza local eles dizem que é tudo invenção. Que é por isso que eles querem ir evangelizar em Angola. Angola? Sim, os cubanos andaram por lá. E quando alertados que o comunismo acabou e que já não existe muro de Berlim nem União soviética, eles respondem que “ser comunista” é um vírus que invade nossas mentes. E por isso os Estados Unidos anda com medo da China. São vacinas com o vírus do comunismo. Fiquei ainda mais confuso. Agora eu acho que sei porque tantos canais de rádio e TVs. São os Bigs Brothers. Meu Deus, nem eu sei o que é isso. Já pensaram a responsabilidade da Folha e da Globo, como suas mulheres peladas, seus homens maliciosos e seus traficantes? Eu fico com mais medo... Eu adoro o povo americano, adoro os Beatles e os Holling Stones, adoro Caetano e João Gilberto. Mas também gosto de música sertaneja, forró. Pode? Eu não vou deixar de ler jornal! Eu preciso ser bem informado. Vou ouvir o Corcovado cantado por Nara Leão. Tem coisa mais linda?

João Gilberto e esta geração de loucos

Estimulador de loucuras. "E o resto é mar..." A Folha publicou neste sábado, no caderno Ilustrada, uma mistura de relatos com fotos e diagramação doidona, casos sobre João Gilberto. A começar pelo convite e calendário loucão: HOJE É DIA 29 DE OUTUBRO. A Folha convida para assistir ao debate dia 25 de NOVEMBRO sobre o disco. Dia 26 de NOVEMBRO, show em homenagem a João. A probabilidade de você esquecer de ir é muito grande. Um livro sobre João Gilberto e escrito por Zuza Homem de Mello é enlouquecedor. Toda vez que passo por qualquer livraria perunto se "João já chegou." Quem entende de música sabe que qualquer livro ou jornal que fale de Zuza e de João passa a ser leitura obrigatória. Até para morrer eles combinaram. João morreu com 88 anos, em 2019, e Zuza morreu com 87 anos. João e Zuza viveram a época de ouro do Brasil. O Brasil de 1958 a 1964, ano em que a direita resolveu interroper o florescer nacional e jogou o Brasil em 1968, com a ditadura militar total, liderando a escuridão na América Latina. Ironicamente, se de um lado o governo americano bancava o Brasil violento, por outro, o povo americano abriu-se para à Bossa Nova e "o cantinho um violão". Se, a ditadura violentava o brilho nacional, hoje graças à tecnologia, quando não lembramos o nome de uma música, basta lembrar uma frase cantarolada e consultar no celular que vem a letra, o titulo, o autor e o sucesso. Por exemplo:..."e o resto é mar... Pronto, surge na tela uma boa imagem e a voz macia de João Gilberto e o autor Tom Jobim. "Amoroso", é um livro brigatório de quem gosta do Brasil. Seja por gostar de João, por gostar de Zuza ou por quem quer conhecer algo sobre a nossa história. Eu sempre me pergunto: Porque, entre ser um grande pais, uma grande nação, o Brasil escolheu pela mediocridade? João e Zuza nos trás a lembrança de que é possível recuperar o Brasil. Mas, com que preço? E para fazer justiça ao autor do texto publicada pela Folha de hoje: "Amoroso é definitivamente a opção por uma narrativa guiada pela EMOÇÃO. Isso transparece até na maneira de Zuza escrever..." É preciso amar e navegar é preciso. É assim que começa uma nação soberana e livre internacionalmente.

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Hospitais cheios para um povo com medo

Com o aumento da vacinação, a procura dos hospitais aumenta Isto em economia chama-se demanda reprimida. O que ercebemos é que está havendo "demanda reprimida" em todas as áreas. Por que as empresas não abastecem as lojas e começam a tranquilizar o povo? Por que, além de quererem impor preços, o próprio governo vem jogando com a crise. Po que o governo faria isso? Para deixar o povo irritado e quando o povo for abastecido no ano que vem, perto das eleições, o governo vai dizer que agora a economia vai funcionar, que o povo vai ter mais emprego e vai poder comprar mais. Imaginem que tem montadoras dizendo que só vai ter carro em um ano! Os hospitais estão caros, as escolas estã ccaríssimas, as lojas já sentem a pressão do consumo, e, até farmácias estão vendendo mais. Quando você precisa de taxi, não tem, nem uber, nem taxi comum... E os pobres qe fiquem nas filas.

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Um Brasil diferente

2021 - Um Brasil diferente Do caos sairá luz para todos.  Como Brasil saiu do paraíso para se transformar num país desacreditado, faminto e governado por mentirosos. Errar é humano, mas, repetir no erro é burrice e estupidez. O Brasil e4stá passando por profundas mudanças.  Um país com mais de 210 milhoes de habitantes já se torna um grande país. O problema é como alimentar tanta gente. Como garantir boas escolas, que garantam conteúdo que prepare nosso povo a saber ler, escrever com qualidade e conseguir bons empregos. Enfrentar estes desafios é responsabilidade de todos os brasileiros e precisamos estar unidos para isso. E este é o melhor caminho para, juntos com Lula, construirmos o nosso Brasil. Abraços, Gilmar Carneiro "gilmarcarneiro@uol.

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Guedes ajuda a matar eleitoralmente Bolsonaro

"Quando um cego guia outro cego, ambos caem no buraco" Urubichaba, Música. Quando eu era menino em Serrinha Bahia, o Sistema de Autofalante da cdade apresentava músicas e notícias. Quando ia tocar uma música depois de noticias, o locutor com a voz empostada dizia um provérbio. Eu sempre considerei o proverbio acima como uma grosseria para com os cegos. Mas foi o que mais me marcou... Quando vejo alguém falar da duple Guedes - Bolsonaro, lembro-me do proverbio. Quanto mais Guedes fica no governo, mais o governo Bolsonaro se afunda em crises. Porque, então, Bolsonaro deixa Guedes tocar a economia? Ou Bolsonar é masoquista, ou estão reféns dos banqueros; ou ambos são malucos...

domingo, 24 de outubro de 2021

INFORME AOS AMIGOS

INFORME AOS AMIGOS Tive uma ameaça de AVC na terça-feira, dia 18, e fiquei fora de combate até sábado, dia 23. Foram três noites na UTI do Hospital Sirio Libanês. Tres noites e quatro dias cheio de fios para tentar descobrir os detalhes. Não descobriram e vou fazer mais exames, mesmo esteja acompanhando de casa. Agradeço muito o apoio do esposa e da filha. Foi tudo muito rápido. Estava na análise e desde o início minha analista, que é médica, percebeu que eu estava alterado: - a máscara facial caia e eu não conseguiua pegá-la; - Quando eu a pegava, ela caia novamente, e eu não falava nada com nada. - a analista pediu-me para voltar para casa com minha esposa indo buscar-me em vez de eu voltar de taxi. - Quando minha esposa chegou, mina analista pediu para ela me levar direto para o hospital... - lá chegando o pronto socorro atendeu-me e mandou-me para a UTI, onde fiquei todos estes dias. - não avisei a quase ninguém para evitar preocupaçoes, Estou salvo, embora continue em observações. - estou em casa e voltando lentamente ao normal. Tenham paciência comigo e muito obrigado a todos e todas. A LUTA CONTINUA Gilmar Carneiro SP, 25/10/2021.

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

As mulheres estão mudando a advocacia e a medicina

O Brasil já tem MAIS ADVOGADAS que advogados. Em tres ou quatro anos, o Brasil terá MAIS MÉDICAS que médicos... Na história do Brasil temos sempre a imagem dos homens como fazendeiros, construtores e dirigentes, enquanto que cabia às mulheres serem PROFESSORAS e DONAS DE CASA - DO LAR - como aparece em muitos documentos de cartórios. As mulherem continuam sendo ampla maioria das PROFESSORAS do Brasil. Mas, os homens, cada vez mais, também passaram a ajudar em casa e a serem ajudados fora de casa. Foi com satisfação que constatamos que o Brasil já tem mais ADVOGADAS do que ADVOGADOS. O mesmo processo evolutivo e de CONQUISTA vivemos na MEDICINA. Em três ouquatro anos, o Brasil passará a ter mais MÉDICAS que MÉDICOS. Em Novembro de 2020, os registros de profissionais da medicina no Brasil chegava a 547.344, sendo 53,4% de homens e 46,6% de mulheres. A previsão é que, no máximo em quatro anos, o Brasil terá mais médicas... Em 2015, o quadro era de 57,5% de homens e 42,5% de mulheres. Em 1990, portanto há 30 anos atrás, as mulheres eram somente 30,8%. Com a engenharia e a informática possibilitando diminuir os trabalhos penosos e insalubres, vai se ampliando o mundo para as mulheres conquistarem funções que antes eram dos homens. Ante o conservadorismo dos homens, as mulheres precisam ajudar o mundo a ser mais solidário, mais fraterno e mais amoroso. Assim teremos mais condições de respeitar a Natureza, reduzir o desemprego, melhorar as escolas e ter uma vida mais digna para todos e todas.

A Justiça no Brasil vai deixar de usar paletó

Eleição da OAB-SP tem candidata a presidenta Pode ser que os homens sejam mais conservadores que as mulheres. Mas que esta chapa liderada por uma mulher vai dar uma sacudida neste ninho de pavões vaidosos, isto temos certeza. A partir de ABRIL de 2021 a OAB federal passou a mostrar uma informação altamente relevante na História do Brasil. O Brasil passou a ter 610.369 ADVOGADAS e 610.207 advogados. De um TOTAL de 1.220.576 bachareis, as mulheres vão redefinindo a imagem da JUSTIÇA BRASILEIRA. Sejam no espaço da frágil Justiça do Trabalho, ou sejam como tributaristas, ou mesmo como advogadas de bancos, as mulheres vão tomando os espaços historicamente ocupados pelos homens... No quadro do Brasil atual, em todos os 27 governos estaduais, os homens estão na presidência das OABs locais. Mesmo considerando que as mulheres já são maioria em São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Rondônia, Goiás, Mato Grosso e Sergipe. São Paulo pode inaugurar este ponto de curva, apresentando um novo Brasil. Com as palavras as mulheres. Que os homens abram os olhos: A LEI NÃO PROTEGE OS QUE DORMEM.

sábado, 16 de outubro de 2021

Dinheiro, governos e mercados - quais mudanças estão acontecendo?

Qual é o futuro do dinheiro? Mais uma boa matéria sobre o futuro do dinheiro, publicado no jornal Valor. 16/10/2021- Qual é o futuro do dinheiro? https://valor.globo.com/eu-e/noticia/2021/10/16/qual-e-o-futuro-do-dinheiro.ghtml 1/9 Qual é o futuro do dinheiro? Criptomoedas estão mudando o sistema financeiro, mas o Estado sempre continuará no controle, escreve o economista indiano Eswar Prasad em livro Por Gavin Jackson, Financial Times 16/10/2021 O dólar continuará se sobressaindo, diz Prasad, graças ao enorme volume de ativos seguros disponível No século XIII, Kublai Khan, neto de Genghis Khan, criou a primeira moeda fiduciária, o dinheiro cujo valor deriva de um Estado declarando que aquele é seu valor. Não foi o primeiro dinheiro de papel — mercadores chineses vinham usando certificados de depósito desde o século VII. Foi, no entanto, o primeiro que não era garantido pelo ouro ou por nenhum outro tipo de commodity, mas apenas pelo poder do Estado. Na verdade, qualquer um que não o aceitasse era condenado à morte. Foi o nascimento do dinheiro da forma como a maioria de nós o conhece hoje. Agora, segundo Eswar Prasad, estamos em meio a uma nova revolução, desta vez lançada por inovações do setor privado. A centelha veio do bitcoin em 2009, a primeira moeda digital que dispensava a necessidade de uma terceira parte confiável — seja um governo, um banco comercial ou uma processadora de pagamentos, como a Visa. De acordo com Prasad, o ideal libertário de seus criadores (um sistema financeiro livre do poder do Estado) está LEIA MAIS: Boom de criptoativos gera novos desafios para estabilidade financeira, diz FMI · Autoridades precisam ser claras como reguladores e não barrar a inovação de criptoativos, diz BC da França · Bitcoin supera US$ 57 mil e mira novas máximas · destinado a ser frustrado, mas o sistema descentralizado de registro que sustenta as criptomoedas nos proporcionará, de fato, meios de pagamento mais eficientes e baratos. Em “The Future of Money” (O futuro do dinheiro, em inglês), Prasad vislumbra uma era de separação monetária entre o Estado e o setor privado. Embora o dinheiro moderno, em sua maioria, consista de depósitos bancários, os bancos comerciais dependem dos bancos centrais para proporcionar as reservas que lhes servem de garantia e para administrar o sistema de pagamentos interbancários. Tecnologia do bitcoin facilita pagamentos mais baratos, mas a moeda é demasiado volátil .Novas tecnologias romperão essa parceria. Embora o dinheiro do Estado ainda servirá para proporcionar uma reserva de valor, as moedas privadas serão usadas com frequência para fazer pagamentos. Vejamos a criptomoeda do Facebook, agora conhecida como diem. É algo que poderia transformar o antiquado e dispendioso mundo dos pagamentos internacionais. Atualmente, os pagamentos entre países pulam de banco em banco, e a cada salto eles adicionam taxas e comissões e repetem o custoso trabalho de fazer verificações contra a lavagem de dinheiro. Em vez disso, as transferências poderiam ocorrer em diem, por meio de sua compra e posterior envio. Isso, por exemplo, pouparia muitos migrantes pobres de ter que deixar no setor financeiro uma boa parte das remessas que querem enviar para casa. O diem é pensado para ser uma “stablecoin” — uma moeda digital estável, de emissão privada, respaldada por uma moeda fiduciária de reserva, como o dólar. Esse tipo de criptomoeda é o único que realmente funciona como dinheiro, argumenta Prasad. A tecnologia por trás do bitcoin facilita pagamentos mais baratos, mas a moeda é demasiado volátil para fazer pagamentos — chega às alturas em um dia e no seguinte desaba. Diferentemente do que se poderia imaginar, a elasticidade de uma moeda fiduciária dá mais estabilidade do que a escassez artificial do bitcoin. Isso faz da moeda fiduciária uma perspectiva muito mais atraente para as empresas, dada a garantia de que, quando os tempos pioram, o banco central pode intervir e imprimir mais dinheiro. Isso significa que os bancos centrais continuarão, nas palavras de Prasad, “centrais”. Sistemas descentralizados de pagamentos podem se tornar mais comuns, mas as moedas digitais estáveis erigidas sobre eles estarão ligadas a moedas fiduciárias, deixando intacto o papel dos bancos centrais no gerenciamento macroeconômico. A criação de moedas digitais próprias pelos bancos centrais também é apenas uma questão de “quando”, não de “se” — as Bahamas já lançaram sua moeda digital, o “dólar de areia”, enquanto grandes bancos centrais, como o Banco Central Europeu (BCE) ainda estudam opções. A combinação de criptomoedas de bancos centrais e de moedas digitais estáveis terá um efeito tanto de expansão quanto de diminuição do poder governamental incorporado à moeda desde era de Kublai Khan. Uma moeda digital estatal tem um potencial enorme como ferramenta de vigilância. Sob muitos aspectos, isso pode ser bom — Prasad lembra que, em sua Índia natal, a corrupção normalmente envolve entregar um envelope de dinheiro —, mas isso pode, sem medidas apropriadas de proteção, significar a perda de privacidade. Por sua vez, novas moedas internacionais limitarão a capacidade dos governos de regular, por meio de controles de capital, o fluxo do dinheiro entrando ou saindo do país, além de proporcionar uma alternativa para driblar sanções dos EUA. O dólar continuará se sobressaindo, argumenta Prasad, graças ao enorme volume de ativos seguros disponível (os títulos de dívida do governo dos EUA). As criptomoedas não têm como oferecer tal profundidade de reservas confiáveis de valor nem a mesma facilidade de negociação, vital em crises. Ainda assim, novos rivais farão com que a posição dominante do dólar se torne mais frágil. O livro é incrivelmente abrangente e um manual vital para quem quer entender como as finanças vêm se metamorfoseando. O estilo, no entanto, pode ser bastante seco, e a linguagem, frequentemente muito acadêmica. E, embora a visão do futuro do escritor seja, em muitos aspectos, plausível, será que essa era é realmente tão nova quanto ele sugere? As moedas digitais estáveis são muito semelhantes aos atuais depósitos bancários. Na realidade, os EUA estudam regulamentar as criptomoedas da mesma forma que bancos. Do ponto de vista do consumidor, o futuro poderá ter uma aparência muito semelhante, ainda que, nos bastidores, os sistemas de pagamento venham a funcionar de maneira diferente. A previsão de Prasad, de que o equilíbrio de poder monetário penderá para o setor privado, não dependerá da eficiência de livros contábeis descentralizados, mas da disposição do Estado de tolerar a novidade. As eras do “sistema bancário livre”, na Escócia e nos EUA, quando os bancos emitiam suas próprias notas de dinheiro, semelhantes às moedas digitais estáveis, chegaram ao fim em meados do século XIX, não por causa de uma tecnologia melhor, mas porque o Estado exerceu seu controle. De fato, desde que “The Future of Money” foi escrito, a oposição por parte dos órgãos reguladores se intensificou. A China, em particular, reprimiu o bitcoin, proibindo a venda no país por bolsas estrangeiras. Também aplicou uma lição de humildade ao Ant Group, firma de serviços financeiros administrada por Jack Ma. O governo a forçou a se desmembrar e a transferir os dados de seus usuários para um empreendimento conjunto parcialmente estatal. O diem, do Facebook, também tem sido ignorado pelos reguladores ocidentais. O bitcoin pode ter desencadeado uma revolução, mas, assim como tantas outras revoluções, agora pode ter percorrido a volta completa de um círculo. The Future of Money: How the Digital Revolution Is Transforming Currencies and Finance Eswar S. Prasad. Harvard University Press (importado), 479 págs., R$ 191, 65 (Kindle)

Brasil anda para trás e o povo sofre

Historicamente os democratas de centro preferem aliar-se à direita fascista, golpista e ortodoxo a se aliar com os sociais democratas, socialistas e comunistas. O Brasil sempre esteve aliado à Inglaterra e depois aos Estados Unidos, posição que sempre ajudou o Brasil a compensar sua fragilidade cultural, econômica e militar. Em função desta parceria explícita com os Estados Unidos, a industrialização nacional ganhou grande ímpeto, possibilitando haver grande crescimento do Brasil, deixando de ser um produtor de café e minérios, para ser competidor em aviões, manufaturados, serviços, esportes e turismo... Chegamos a ficar entre os seis maiores do mundo, na eonomia... Mas, a tal da elite brasileira, desde Portugal, sempre foi meio preguiçosa e sempre gostou de complementar a economia americana em vez de ter seu mercado internacional próprio. De repente, a partir do governo FHC, o neoliberalismo virou mania nacional e de lá para cá vemos a constante destruição da indústria nacional, destruição do mercado nacional, tudo sendo vendidos aos estrangeiros e, mesmo o sistema financeiro vai sendo internacionalizado. A elite empresarial abriu mão de ser proprietários do sistema produtivo nacional, os militares, em parceria com os empresários, também abriram mão da SOBERANIA NACIONAL, e as grandes reservas verdes, como a Amazônia, a Floresta Atlântica que cobre ou cobria a orla continental, tudo isto está acabando, prejudicando a temperatura da Terra... Enquanto isto acontece, a elite nacional discute eleições presidenciais ainda de forma subdesenvolvida, colonizada e passiva. Querem restringir as eleições presidenciais a manutenção ou não de um louco psicopata na presidência, para não continuar o suicídio político, articula também alternaagivas para tentar inviabiliar Bolsonaro, e continua vendendo a alma ao diabo para não deixar Lula ganhar as eleições. Como se LUla não tivessse sido o melhor presidente que o Brasil já teve. Melhor inclusive também para os empresários... Então, porque esta elite caipira não quer Lula na presidência? A resposta é porque Lula ajudou os pobres a consumirem, estudarem, viajarem internacionalmente e a ter casa própria, encarecendo assim a mão de obra nacional. É mole?

Alemanha cresce na sombra da China e dos USA

Grande suficiente para se tornar imprescindível No final do século 19 a Alemanha já estava grande o suficiente para derrotar a França e ocupar Paris em 1870. Na primeira guerra mundial, a Alemanha perdeu contra todos juntos. Devia ter aprendido que os países não deixariam a Alemanha substituir a Inglaterra no cenário internacional. Na segunda guerra mundial, a Alemanha jogou mais pesado ainda, trouxe o Japão como aliado, que não foi na primeira. Perdeu de novo, teve o país ocupado pelos adversários e foi obrigado a consolidar uma democracia participativa como forma de combater o comunismo e como forma de atuação internacional. Enquanto os Estados Unidos se aliaram à China contra a União Soviética - Rússia - os alemães trabalharam muito e se transformaram em grande poder econômico e político. Com o fim do comunismo, a China cresceu e se transformou na segunda ou primeira economia mundial, e a Alemanha conquistou o lugar de segundo parceiro mais importante da China. Enquanto a China cresce e se consolida, os Estados Unidos perde competitividade e capacidade de convencimento, abrindo espaço para a Alemanha consolidar-se como nova fronteira mundial. A economia interfere na política e a China opera com o capitalismo sob controle do Estado e do PCChines, os Estados Unidos volta-se para os conservadores, aliando-se a ditadores e golpistas, e a Alemanha cresce como país governado pela social democracia, sob parlamentarismo e alianças partidárias. Para amenizar seu passado contra os judeus, tornou-se grande parceiro de Israel, sem deixar de investir na relação com os Palestinos. Com o final do vitorioso governo de Angela Merkel, a Alemanha vai aparecer mais internacionalmente. a França e os Estados Unidos que acordem porque "o tempo não pára". Vida longa a Angela Merkel.Viva o Socialismo democrático.

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Terceira via e covardia política

Eleições no Brasil – Terceira via e covardia política O pessoal que se diz da “terceira via” insiste em dizer que farão tudo que for necessário para impedir que Bolsonaro ou Lula ganhe as eleições presidenciais. Este “o que for necessário” inclui “roubar, mentir e matar”? Já andava indignado com a campanha suja que a Folha vinha fazendo contra Lula e contra o PT. De repente, depois de um dia de trabalho, liguei a TV para ver algumas notícias e, ao sintonizar na Globo News parei para ver um documentário com uma retrospectiva dos últimos 25 anos da Globo News. Aos poucos fui percebendo que o documentário sobre os 25 anos era na verdade, um pretexto para se fazer uma longa reportagem de destruição da imagem de Lula e do PT. Reportagem criminosa, mentirosa, manipuladora e ostensivamente orientada para ser usada eleitoralmente. Mesmo já tendo sido alertado de que a Folha e a Globo, se tiver que escolher entre Lula e Bolsonaro, apoiarão Bolsonaro, eu nunca imaginei que isto acontecesse ainda faltando dez meses para as eleições... E porque esta pressa da Folha e da Globo em apelarem para a mentira e para manipulações golpistas contra Lula? Porque a maioria das pesquisas está mostrando que, se for no voto, Lula ganha já no primeiro turno. No voto, a classe média e os evangélicos estão declarando, cada vez mais que votarão em Lula. Portanto, tem que aumentar o terrorismo, a mentira e a violência contra o PT e contra Lula, como forma de impedir que Lula continue crescendo nas pesquisas. E, se a mentira não for suficiente para impedir a vitória de Lula? Os golpistas vão tentar usar pareceres e sentenças de juízes contra Lula e contra o PT. A Folha já vem mapeando onde e quando usar declarações e sentenças contra Lula. E a Globo, no seu documentário cheio de baixarias e manipulações, mostra como fazer o jogo sujo... Precisamos organizar Comitês de Defesa da Democracia e das Eleições de 2022. Estão montando esquema para melar as eleições. Bolsonaro vai manter candidatura ou vai se vender para os “políticos profissionais”? Lula vai manter candidatura ou vai desistir por pressão das “forças ocultas”? Os democratas que hoje estão na terceira via vão se calar, fingindo de morto ou vão defender a democracia e o direito de o povo eleger seus candidatos livremente?

Paulo Guedes desmoraliza o Brasil

Paulo Guedes é ambicioso e oportunista O Brasil desacreditado, desmoralizado e violentado Com qualquer pessoa que você conversa sobre o Brasil, o desânimo é geral. 1 - Taxistas dizem que o preço da gasolina está inviabilizando seu trabalho. 2 - Agricultores estão pagando em dólar por produtos para proteger a produção e garantir a exportação. 3 - Os pobres, além do desemprego, estão enfrentando uma inflação maluca que só aumenta a fome e o endividamento. 4 – As escolas particulares estão tão caras que os pais estão sendo obrigados a tirarem seus filhos das boas escolas... Enquanto isso, os políticos só falam em eleições e bilhões de reais para os fundos eleitorais que poderiam estar cobrindo ajuda para as crianças e os desempregados. O ministro da Economia, além de incompetente, tem conta no exterior onde esconde dólares... Vejam o que diz o jornalista Elio Gaspari na Folha de hoje: - Paulo Guedes encarna o tipo latino-americano do endinheirado ambicioso e OPORTUNISTA que chegou ao poder com grandes planos, descobre que não tem espaço para realiza-los e aninha-se no conforto da cadeira. Todo mundo já sabe que Guedes foi um engodo, uma enganação eleitoral, e, infelizmente, mais um corrupto para desacreditar o Brasil...

terça-feira, 12 de outubro de 2021

Para onde vai o Brasil?

Para onde vai o Brasil? Depois de viver o ganha-ganha, parece que vamos entrar no perde-perde. Redemocratização, Constituinte, eleições presidenciais, governos como o de FHC e Lula, tudo isto mostrava um país feliz e encontrando seu caminho de paz e de sucesso. O que fez com que o Brasil andasse para trás? O medo? O preconceito? Porque os ricos se juntaram para impedir o progresso dos mais pobres? Será que melhorar a distribui;ão de renda, a escolaridade, a saúde, e modernizar o Brasil, será que é impossível? Sabemos que é possível. Mesmo exigindo grandes sacrifícios. O Brasil precisa melhorar, precisa ver seu povo recuperar a autoestima e a dignidade. Recuperar o respeito internacional. Como nos unir para ajudar o povo a melhorar de vida? Precisamos intensificar o trabalho de reflexão na base, nas comunidades e nas familias. Vamos retomar a Primavera e a confiança nas pessoas. Vamos ajudar a eleger Lula presidente, vamos eleger deputados, senadores e governadores que se comprometam com o povo brasileiro. Juntos voltaremos a construir o Brasil que nós amamos. O Brasil para todos.

Folha avisa - Impeachment fracassou

A Folha mandou avisar: IMPEACHMENT FRACASSSOU Temos que tirar Bolsonaro da Presidência no voto. TEMOS DE OLHAr OS FATOS. Fracassamos nas demonstrações nas ruas, colocamos poucas pessoas, e não tem impeachment sem povo. Não adianta ficar insistindo numa tese que não vai a lugar algum se não tem apoio popular. Não vamos conseguir ter impeachment. Palavras do cientista político e novo filiado ao partido Novo, Luiz Felipe D'Ávila. Aparentemente frases que muita gente também acha, mas que não falavam em publico. O que mudou foi que estas palavras estão escritas com grande destaque na edição da Folha de hoje. Isto significa que a Folha está dando o recado. Agora é hora de cuidar das eleições. Cada dia mais os conservadores vão esvaziar as mobilizações e buscar acordos que impeçam Lula de ganhar. O jogo esta sendo jogado...

domingo, 10 de outubro de 2021

A Folha, o Judiciário e a terceira via...

A Folha, a imprensa, o judiciário e a manipulação Quem não lê, mal fala, mal ouve e mal vê... A Folha decidiu dar grande destaque a criação do Novo Partido de Velhos e tradicionais políticos brasileiros. A Folha está fazendo tudo que precisa para viabilizar a terceira via nas eleições do ano que vem. Neste sábado, dia 09/10/2021, a Folha deu grande destaque aos dois jornalistas terem recebidos o Prêmio Nobel da Paz e, ao mesmo tempo, secundarizou a noticia das 600 mil mortes no Brasil provocadas pela pandemia. Depois de fazer uma mais uma matéria de página inteira sobre o novo partido de velhos, vi, na página A8 uma matéria com o título: Petista perde processo para jornalistas e terá de pagar R$.150 mil. Fiquei intrigado com o título e fui ler a matéria. Uma aula prática de manipulação e de pregação do ódio... 1 – O primeiro parágrafo faz uma síntese de “pureza jornalística e jurídica”. 2 – O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que a revista Isto É NÃO cometeu abuso ao publicar a reportagem “Levei Mala de Dinheiro para Lula”, que foi capa da edição de 22 de fevereiro de 2017. 3 – O entrevistado e denunciante, Davinci Lourenço de Almeida, que privava da intimidade da cúpula da empreiteira Camargo Correa, disse TER LEVADO UMA MALA DE DÓLARES PARA LULA EM 2012. 4 – A decisão do TJ-SP é sobre matéria publicada em 2017, véspera das eleições de 2018... estamos em 2021, véspera de novas eleições. 5 – Lula disse que a reportagem era MENTIROSA e processou a revista, os jornalistas e o denunciante. 6 – Lula perdeu o processo na primeira e na segunda instâncias. A Justiça determinou que Lula pague os honorários dos advogados da revista e do denunciante... 7 – Os jornalistas e à revista se defenderam dizendo que NÃO TIVERAM QUALQUER INGERÊNCIA SOBRE O TEOR DAS AFIRMAÇÕES DO ENTREVISTADO. 8 – A revista alegou que a entrevista foi publicada em um contexto em que Lula era investigado por corrupção, de modo que s fatos tinham a verossimilhança necessária para a publicação da entrevista. 9 – O relator do processo no TJ-SP, desembargador James Siano, “afirmou na decisão que o texto teve caráter informativo”. 10 – O desembargador ainda declara: Punir o denunciante por ter prestado informações úteis e necessárias a uma investigação criminal, ensejaria o desestimulo a apuração de responsabilidades pelo cometimento de ilícitos”. Sentindo que a matéria da Folha estava contando as coisas pela metade, fui dar uma pesquisada sobre o assunto. Já na primeira tentativa no Google fiquei surpreso ao ver que o assunto era tratado de forma bem diferente. Wikipedia – Davinci é um brasileiro que ganhou notoriedade em fevereiro de 2017 quando, - POR CAUSA DE NOTICIAS FALSAS QUE ELE MESMO ORQUESTROU ON LINE, CONSEGUIU ENGANAR JORNALISTAS E SER CAPA DS REVISTA ÉPOCA”. Há várias matérias mostrando que Davinci é produtor de FAKE NEWS e que tem vários processos. 11 – Fica evidente que, os jornalistas usaram a manipulação de forma premeditada, quando publicaram a denúncia sabendo de antemão que não comprovariam os fatos, mas que usariam o argumento de que somente a divulgaram, sem entrar no mérito de ser verdade ou mentira. 12 - O curioso é um desembargador decidir como decidiu e neste período novamente pré-eleitoral, evidenciando uma posição antipetista... 13 – Eu não entendo muito de REGULAÇÃO DA IMPRENSA, mas que a Folha e outros meios de comunicação manipulam os fatos e as versões, isto eu não tenho dúvida e isto me deixa muito triste, pelo que a Folha poderia ser no Brasil. A Folha já está em campanha aberta contra Lula, mas isto não dá direito de a Folha ser rasteira, golpista, nem desrespeitar seus leitores históricos que sempre valorizaram a democracia, a pluralidade e a liberdade, mesmo que tenham sido presos, torturados e mortos por defenderem algo que a Folha na época ficou do lado do outro lado. Lula só perderá esta eleição se a direita der novo golpe de Estado, se o Judiciário violentar a Constituição e a Verdade ou ainda se a direita acabar com a vida dele. Cada dia é uma batalha. A verdade vencerá mais uma vez.

sábado, 9 de outubro de 2021

A data mais importante do Brasil: O dia que chegou a 600 mil mortes

Em nenhuma guerra os Estados Unidos morreram 600 mil americanos. O Brasil, que nunca participou de uma guerra de grande porte, chegou ontem a 600 mil mortes provadas pela Covit-19, na pandemia mundial... Se o governo tivesse tomado medidas mais ágeis e mais eficazes, as mortes não chegariam a um terço. Esta é uma data para não ser esquecida. Esta data é tão importante para o Brasil, como a Páscoa é importante ma história da libertação dos hebreus da escravidão n Egito. Todos os Estados brasileiros devem erguer monumentos em homenagem aos que tombaram nesta guerra desigual.

sexta-feira, 8 de outubro de 2021

A Folha e a terceira via conservadora

A Folha e a terceira via consrvadora Porque a Folha tem vergonha de se assumir como conservadora? A Folha encontrou seu grupo de identificação: ACM Neto como porta-voz do empresariado brasileiro e seu partido da terceira via conservadora. Ao estilo do avô - ACM da Bahia - ACM Neto cresce a cada entrevista na Folha... Bem vestidos, educados enquanto são majoritários, experientes na política brasileira, desde antes de 1964... É preciso diminuir o número de partidos. 35 partidos é um absourdo... A política brasileira não precisa viver de dois polos, de radicalismos e que sairá muito grande das urnas, diz ACM neto. Vamos construir pontes, dialogar e contribuir com os governos. O Brasil não é de direita nem de esquerda, o povo gosta de resultados. Tem que entregar o que prometeu na campanha... Não tenho que me preocupar agora de ter de ir com Lula ou Bolsonaro. Nós vamos trabalhar para ter uma alternativa e para que os brasialeiros tenham opção. Se não acontecer, vamos conversar daqui um ano. Belas palavras de um herdeiro literal de ACM avô. E que, se Lula ganhar, com certeza vai convidar todos para reconstruir o Brasil para os brasileiros e para o mundo. Para unir o Brasil, neste momento de angústia e sofrimento, a melhor ponte, o mais democrata e mais trabalhador é Lula. Assim o Brasil vai aprendendo a conviver com a diversidade e a respeitar o voto do povo. A voz do povo é a voz do povo. Fora disto é ditadura. Todas as pesquisas estão indicando que Lula deve ganhar já no primeiro turno.

Direita, Esquerda, Mentirosos e Sérios

Direita, Esquerda, os mentirosos e os sérios Direita no Brasil tem vergonha de ser chamado de direita. Já a esquerda, gosta de ser chamada de esquerda mas trás a imagem de ser “chata”, sectária. Lula, por exemplo, não se vê nem de direita nem de esquerda. Lula é metalúrgico, e se dá muito bem tanto com a esquerda como com a direita. O Brasil agora está conhecendo a EXTREMA DIREITA. A turma de Bolsonaro é de extrema direita, golpistas e violentos. Não tem nada de democratas. O que diferencia a extrema direita da direita, e a extrema esquerda da esquerda? Os extremos NÃO são democratas. Eles aceitam conviver com a democracia, mas, se tiverem oportunidade, viram ditadores e acabam com a democracia. Já os de direita, esquerda e centro, estes são democratas por princípios. O Brasil ainda não aprendeu nem o vocabulário da diversidade quanto mais da convivência respeitosa. No Brasil, a grande imprensa é toda de direita ou extrema direita, como se explica isto? Primeiro porque os canais de rádio e tvs são concessões do Estado e a quase totalidade das concessões de rádio e TVs foram feitas na época da ditadura militar ou por herdeiros da ditadura, que representam ainda a maioria do legislativo e dos executivos brasileiros. A estrutura do Estado brasileiro, mesmo tendo uma Constituição avançada, ainda é bem conservadora e direcionada para a direita conservadora e manipuladora. Imaginem que todos os políticos e jornalistas falam que são democratas, mas a grande maioria sempre está de acordo com os golpes de Estado e com ditaduras camufladas. Se Lula for de esquerda e Bolsonaro de extrema direita, significa que o povo brasileiro está ficando radical? Não, significa que está aumentando o descontentamento com governos que prometem mito e fazem pouco. Portanto, sendo mais mentirosos e corruptos do que bons administradores e bons representantes do povo. Vai chegar o dia que teremos um de direita contra outro de extrema direita, ou, dois de esquerda – um contra o outro. Disputar eleição Covas e Martha, por exemplo, foi uma boa disputa. Haddad contra Bolsonaro, Haddad perdeu porque o PSDB, liderando o centro e a direita, fizeram campanha para Bolsonaro. Agora, a tendência é a maioria deste pessoal votar mais para o centro do que para os extremos. E Lula é extremista? Não, Lula sempre foi um democrata e um grande líder. Vai ter terceira via nas eleições do ano que vem? Vão ter vários candidatos se autoproclamando como democratas. Mas a tendência, caso de mantenha o quadro atual, a tendência é Lula ganhar já no primeiro turno. Isto não é ruim, muito pelo contrário, quanto mais diálogo e respeito tiver, mais governabilidade o Brasil terá. E o Brasil precisa de paz, trabalho, democracia e liberdade.

quarta-feira, 6 de outubro de 2021

Eleição no primeiro turno pelo bem do Brasil

Nova pesquisa mensal da Genial-Quest, realizada neste final de semana, reforça a tendência de Lula ganhar já no primeiro turno. LULA há quatro meses vem mantendo 44 a 45% de votos, Bolsonaro vem caiu de 28 para 26% e todos os demais candidatos, ficam atrás de Ciro Gomes, que vem com uma média de 10%. A piora do governo Bolsonaro aparece em todos os niveis, quando se toma como base a renda familiar. O curioso é que, entre os Evangélicos, enquanto a avaliação negativa cresce em todos os níveis, a avaliação positiva também diminuientre todos os pesquisados. No ritmo que vão as coisas, o povo não aguenta mais ficar refem de candidaturas deste ou daquele partido, enquanto o povo passa fome, fica desempregado e morre de pandemia... Além de acalmar o Brasil, precisamos fiscalizar para o pessoal que está perdendo, tentar melar o jogo. Fé em Deus, muito trabalho e orar e vigiar muito. Pois, muitos serão chamados, mas, poucos serão escolhidos para falar em nome de Deus e do Povo brasileiro.

terça-feira, 5 de outubro de 2021

China está comendo pela beirada

China vai deixando os EUA para trás, sem fazer barulho Os americanos estão morrendo de inveja China encosta nos EUA em número de bilionários, mas só deve ultrapassar a partir de 2030 A diferença entre as duas superpotências vem caindo ano a ano e, em 2021, Nova York perdeu o posto de cidade com mais bilionários para Pequim Por Cris Almeida, Valor Investe — Salvador 05/10/2021 06h00 · Apesar do crescimento contínuo, a China não é o país com o maior número de bilionários do mundo. Ainda. Em 2021, a distância para os Estados Unidos diminuiu consideravelmente. Segundo dados divulgados pela Forbes recentemente, o país chinês saltou de 456, em 2020, para 698 bilionários, atrás apenas da nação americana, que atualmente tem 724 – 110 a mais do que no ano passado. Um crescimento de 53% da China contra 18% dos EUA. A diferença entre as duas superpotências vem caindo ano a ano e, em 2021, Nova York perdeu o posto de cidade com mais bilionários para Pequim. O professor de economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Joelson Sampaio, citou o crescimento da China como principal motivo do nascimento de novos bilionários. “De um modo geral, a China tem um crescimento muito superior aos Estados Unidos, e isso ajuda a entender um pouco essa encostada do país oriental do ocidental”, disse. Para Sampaio, no entanto, ainda vai demorar para a China ultrapassar os americanos nesse quesito. “Vai levar um tempo ainda, mas tem essa chance. Não diria no curto prazo porque em termos de Produto Interno Bruto (PIB), os EUA ainda têm uma vantagem considerável, então leva um certo tempo para compensar essa diferença. Algumas projeções apontam que, se o cenário não mudar, isso deve acontecer [a economia chinesa ultrapassar a americana] em 2030". Atualmente, os EUA têm um PIB de US$ 22,4 trilhões e a China, US$ 16,1 trilhões, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Apesar da despontada da superpotência oriental, nenhum bilionário chinês aparece no ranking dos 10 mais ricos do mundo, com riqueza acima de US$ 100 bilhões. Nessa lista, mais da metade é dos Estados Unidos – que começam e encerram o top 10 de bilionários. Jeff Bezos, fundador da Amazon, empresa de comércio eletrônico, encabeça a lista pelo quarto ano consecutivo, com fortuna avaliada em mais de US$ 195 bilhões. Crescimento do número de bilionários da China e EUA Superpotências ainda mantêm distância no PIB EUA (PIB 2020: US$ 20,9 tri) China (PIB 2020: US$ 14,7 tri) Bilionários em 2020 Bilionários em 2021 614 456 724 698 Quem encerra o time de bilionários é o também americano Warren Buffett, presidente do conselho e diretor executivo da Berkshire Hathaway, com US$ 101 bilhões ‘no bolso’. No meio estão nomes como Elon Musk (US$ 193 bilhões), presidente da Tesla e Space X; o magnata francês Bernard Arnault (US$ 179 bilhões), presidente da LVMH, conglomerado que inclui marcas como Louis Vuitton, Christian Dior e Sephora; Bill Gates (US$ 152 bilhões), cofundador da Microsoft; Mark Zuckerberg (US$ 133 bilhões), fundador do Facebook; Larry Page (US$ 121 bilhões), cofundador do Google; Sergey Brin (US$ 117 bilhões), cofundador do Google; Larry Ellison (US$ 103 bilhões), cofundador da Oracle Corporation; e Steve Ballmer (US$ 103 bilhões), ex-presidente da Microsoft.

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

As Forças Ocultas travaram a internet global

INIMAGINÄVEL bloquearam o sistema mundial de internet Foi a China? Foi a Rússia? Foi Bolsonaro? O mundo parou nesta segunda-feira. Não foram os virus da pandemia, foi outro tipo de pandemia... Vamos ver se os governos e as empresas vão abrir as informações. Será que foi reação do mercado a mais uma pesquisa que sinaliza que Lula vai ganhar no primeiro turno? E agora falta menos de um ano para as eleições... Talvez, para evitar mais sofrimento, para evitar que apareçam mais dólares em contas misteriosas, para evitar que o Flamengo cotinue ganhando... Eu quero minha mãe... Digna de ZÉ Sião: Presidendte do PT de Brasilia tem celular roubado na maifestação política e fica sem receber parabéns de aniversário. O povo já anda até roubando hóstias de altar de igreja. Saravá! Aleluia!

domingo, 3 de outubro de 2021

Um ano, doze meses e 365 dias para as eleições

UM ANO, 12 meses e 364 dias - Contagem regressiva das eleições de 2022 O Brasil viverá seu pior ano pré-eleitoral de sua história Um ano de vale tudo: traições, mentiras, violência física, facadas, tiros? Como impedir que Lula ganhe no primeiro turno? Como impedir que Bolsonaro vá para o segundo turno? Como achar um “tucano-DEM-EB-X”, para concorrer com Lula? Como impedir que as Instituições, públicas e privadas, sejam manipuladas? E pensar que tudo isto pode acontecer em nome do povo e da democracia? Que povo? Que democracia? Que aconteceu neste dia 02 de outubro de 2021? 1 - Por coincidência, ontem, dia nacional de manifestações pelo impeachment de Bolsonaro, foi a data de contagem regressiva de um ano para as eleições. 2 - A Folha e seus aliados ficaram indignados com a ausência de Lula. Hoje, a Folha promove Moro, como um colaborador relevante para não deixar Lula ganhar no primeiro turno. 3 – O Brasil foi bem e São Paulo furou na quantidade de gente nas ruas... São Paulo é como Nova York, se São Paulo não foi o melhor, então algo grave aconteceu. 4 – O que aconteceu com São Paulo? Uma avaliação de que como quase todas as direções e lideranças vivem em São Paulo, a massa iria para a Avenida Paulista ouvir suas lideranças. A massa não foi. A massa deu algum recado para as lideranças. 5 – A massa ainda não vê em Bolsonaro o único responsável por tantas tragédias juntas. Pandemia, desemprego, inflação, violência, mortes, brigas diárias. Será que o tal de Guedes – o homem do Posto Ipiranga – será que ele não é um embuste? Algo que disse que sabia de economia, mas, na verdade, não sabe de nada? Tirando o crime de ser mentiroso, violento e ter deixado morrer 600 mil brasileiros, porque condená-lo sozinho? 6 – Até o PSDB ficou a favor do impeachment, será que é para valer? 7 – Empresários, mercado, imprensa, todos escondem suas verdadeiras opiniões... 8 – O Judiciário tem sido mais decente. Foi dado um prazo de seis anos para os políticos conservadores botarem o Brasil em ordem. O Brasil só tem piorado. O Judiciário não pode fazer o papel de “leão de chácara” dos incompetentes. Afinal, quem não tem competência não se estabelece. Se Lula ganhar no primeiro turno não será por causa do judiciário. 9 – O Brasil tem 35 partidos políticos, todos brigando por tempo de televisão, dinheiro do fundo partidário e boquinhas em cargos públicos... O povo quer que acabem com esta bandalheira. 10 – Os jovens estudantes querem garantias de emprego e trabalho quando se formarem. O povo quer o fim da violência. As mulheres e os homens, os pobres e os negros, todos querem trabalhar por um salário decente, que dê para cobrir as despesa de casa. 11 – A defesa da Amazônia e a proteção do verde e dos índios é inegociável. 12 – Os militares não aceitam ser responsabilizados pela incompetência de Guedes na economia e Bolsonaro na presidência. Mas não podem transformar o governo em boquinha de empregos... 12 – O Brasil mudou e os políticos não falam por este novo Brasil. O novo Brasil tem 80% da população morando nas cidades. O novo Brasil tem 84% dos trabalhadores ganhando até 10 (dez) salários mínimos. No novo Brasil temos 110 milhões de pobres e 20 milhões de famintos. No novo Brasil, além de faltar tudo, falta a verdade, a transparência na administração pública e privada. O novo Brasil tem vergonha de ver o que estão fazendo com ele. Perdendo a autoestima e a soberania nacional. 13 – Por todas estas razões, Lula tem evitado ir para as ruas participar das manifestações, contra ou a favor deste ou daquele grupo político. Lula governou com todos os trabalhadores, empresários, juízes e professores. Lula unificou o Brasil e ajudou o Brasil a crescer e distribuir renda e qualidade de vida. Lula quer contribuir para a paz, o trabalho e o respeito à família e suas comunidades. Temos um ano até as eleições do ano que vem. Temos 12 meses para as eleições gerais. Temos 364 dias para o povo, soberanamente, com sua consciência, escolher o futuro presidente do Brasil. E o povo está mostrando nas pesquisas quem é a pessoa mais qualificada e mais comprometida com o povo para representa-lo. Esta pessoa chama-se Luis Inácio Lula da Silva. O nosso presidente Lula, provado e aparovado pelo povo brasileiro e reconhecido pelo mundo todo. Com fé, esperança e muito trabalho, vamos ajudar LULA a se eleger e eleger governadores, senadores e deputados comprometidos com o PROJETO DE LULA PAZ, AMOR E TRABALHO PARA TODOS.

sábado, 2 de outubro de 2021

Conspiração e Golpe de Estado

Um bom livro e uma má notícia para o Brasil O lvro é uma tese de doutorado, mas tanto conspirações como estudos sobre a necessidade de dar mais um golpe no Brasil para não deixar Lula tomar posse estão na ordem do dia, tanto dos militares, como dos civis, principalmente os grandes empresários. As forças ocultas já estão interferindo nas redes sociais, bancos, empresas e governos. Invasão de privacidade, perturbação da ordem e da segurança. 'Tudo está virando um inferno. Amanhã tem mais noticias... Orai e Vigiai. Desconfiai das pessoas que prometem a paz das armas e da violência geral. O Brasil precisa de paz, trabalho e alegria.

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

UB - o partido com a cara do Brasil tradicional

O partido com a cara do Brasil tradicional DEM + PSL = UB Vejam as importantes informações publicadas na Folha de hoje: 1 – As direções do DEM e do PSL decidiram ontem (30/09), que O NOVO NOME deles e do novo partido será UB, de União Brasil, e o número do partido é 44. 2 – Já nesta quarta-feira, dia 06, os dois partidos velhos convenções nacionais. 3 – Havendo a confirmação da fusão, o processo será encaminhado ao TSE. 4 – Uma vez consolidada a fusão, a tendência é que o PSL perca metade da bancada federal, que hoje é de 53 deputados... 5 – A ideia dos dirigentes do NOVO PARTIDO, é lançar candidato próprio para presidente OUAPOIAR FORMALMENTE um candidato QUE NÃO SEJA NEM BOLSONARO, NEM LULA. 6 – Já nasceu apoiando a Terceira Via... 7 – O novo partido TENTARÁ TRAZER Geraldo Alckmin e Romeu Zema, governador de Minas Gerais. 8 – O novo partido vai herdar um dos maiores tempo de TV em 2022, além de MUITO DINHEIRO, do fundo partidário. 9 – Herdará também a boa amizade que sempre tiveram com FHC. 10 – Além de servir como efeito eleitoral, o novo partido terá importante bancada para negociar com o presidente a ser eleito no ano que vem. 11 – Como diz Chico Buarque, é sempre bom lembrar que o PSL foi a legenda de Bolsonaro e que foi decisivo para eleger a maior bancada. 12 – Já o DEM, com a chegada do PT ao governo, o DEM foi para oposição e entrou em declínio... Em 2014 chegou ao fundo do poço quando elegeu APENAS 21 deputados. O que salvou o DEM foi o impeachment de Dilma, em 2016, e assim voltou a ser presidente da Câmara e presidente do Senado. 13 – Como é da natureza dos políticos brasileiros, partido tem que fazer parte do poder constituído, seja com o voto do povo, seja contrariando o voto do eleitor ou ainda dando golpe de Estado ou usando o judiciário, a imprensa e a polícia. 14 – E por último e não menos importante, a sigla do novo partido é UB, que se parece com US. Sabem o que é US – United States, mais conhecido como Estados Unidos. Foi mera coincidência ou, como dizem os freudianos, foi um ato falho. 15 – God save UB!