quarta-feira, 22 de setembro de 2021

O Brasil está ficando inviável

O Brasil desistiu de ser um país para todos? Pegamos um país rico e o transformamos numa massa falida? Vivemos um momento em que nada tem dado certo e ficamos com a sensação de que o Brasil faliu. O mais estranho é o fato de que foi a partir da redemocratização que o Brasil desandou. Precisamos retomar o crescimento econômico, mas os especialistas dizem que somente a partir de final de 2023 teremos algum crescimento. Sem crescimento, a crise continua. Fazer diagnóstico dos problemas ficou relativamente fácil de identifica-los. Difícil mesmo continua ser solucionar os problemas encontrados. Desemprego, inflação, câmbio, infraestrutura deficitária, déficits públicos em todos os níveis, população irritada e descrente, políticos falam muito, mas não apresentam resultados. Saúde, educação, custo de vida, distribuição de renda, a volta ao consumo, etc. A sensação que fica é comparável com sair de férias escolares com os filhos e no meio do caminho o carro faltar gasolina e ninguém se responsabilizar por não ter feito a tarefa. Os militares querem receber mais que os funcionários públicos, que, querem ganhar mais do que os trabalhadores CLT, que querem ganhar mais do que os terceirizados, que querem ganhar mais do que os trabalhadores rurais, que acham que alimentam o Brasil, que a maioria não paga os impostos devidos, por considerar que o governo gasta mal. Nesta cadeia produtiva tem o judiciário e o legislativo que gastam muito do dinheiro público e também acham que não são reconhecidos, mas estes aprovam leis que prejudicam os aposentados. Ao mesmo tempo temos milhares de fechamento de empresas e importamos mais do que exportamos, gerando déficits estruturais. Se todo mundo quer ganhar sem pagar, esta contabilidade nunca vai dar certo. Como o todo é mais do que a soma das partes, OU todos se unem para superar os problemas, OU o Brasil vai falir. E quem vai pagar a conta?

Nenhum comentário:

Postar um comentário