sábado, 18 de setembro de 2021

Eleição na Alemanha e eleição no Brasil

Democracia e barbárie Enquanto o mundo se prepara para receber o resultado das eleições que acontecem na Alemanha, particularmente com a despedida de Angela Merkel, o Brasil se envolve numa campanha eleitoral de loucos, corrompidos e degenerados de todo tipo. Os normais, mesmo sendo maioria da população, assiste de longe tão louco procedimento. Para os alemãs, é a primeira vez em 75 anos que o governante não sai candidato à reeleição. Angela Merkel, depois de 16 anos, deixará o cargo por livre e espontanea vontade. Com a despedida de Merkel, seu partido, de centro-direita, deve perder as eleições para os sociais democratas, de centro-esquerda. Morreu alguém na eleiçào alemã? Não, lá todos os grandes partidos participam do governo, por ser parlamentarismo e fazer unidade programática é a tradição. No Brasil, a cada dia que passa e a cada pesquisa que a Folha faz, mais Lula se consolida como provável presidente a ser eleito mais uma vez, no ano que vem. Será uma grande responsabilidade para Lula e para todos nós, que defendemos a democracia como princípiio e como aprendizado democrático e social para todos os brasileiros e brasileiras. Afinal, ganha-se em duas ou tres eleições e tambem se perde em duas ou tres eleições e todos colocam o país e o povo em primeiro lugar. A mesma Alemanha que espalhou o terror nazista no século passado, depois de perder duas grandes guerras, resolveu praticar para valer a democracia e a pluralidade. Todos ganhamos com isso. O Brasil só tem ma ganhar se incorporar os fatos positivos da Alemanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário