terça-feira, 20 de abril de 2021

Depois de 20 anos de guerra de ocupação, USA desiste do Afeganistão

Biden se rendeu e assume derrota dos USA Na Vacinação do povo americano, Biden, o presidente dos USA, tem sido brilhante. Na questão internacional, Biden está enfrentando desafios assustadores. É um passivo acumulado desde a segunda guerra mundial. A economia implodiu o império soviético. Reagan, presidente dos USA na época, 1989, achou que foram suas grosserias que tinham derrotados os russos. Ledo engano... A economia também está implodindo o império americano. Milhares de vidas e trilhões de dólares foram necessários para derrotar os nazistas, na segunda-guerra. Milhares de vida e trilhões de dólares foram necessários para enfrentar a guerra fria, sustentar os golpes militares e civis, sustentar a presença militar em todos os rincões da Terra e mais trilhões de dólares para chegar primeiro em Marte e outros planetas... Querer ser o “dono da bola” sozinho não é fácil para ninguém. A Europa está sofrendo muito mas está construindo seu modo de funcionar de forma integrada, respeitosa e compartilhada. O editorial da Folha de hoje retrata um lamento por constatar que perdemos – americanos e não americanos – mais uma guerra insana... Biden, o presidente americano, depois de 20 anos de guerra de ocupação no Afeganistão, determina a retirada dos soldados e a entrega do poder local ao Taleban. Putin, perto dos talebans é um democrata radical . Depois dos ingleses, dos russos, agora chegou a vez dos americanos também terem que sair derrotados do Afeganistão. Morreram 2,5 mil americanos e gastaram US$ 2,26 trilhões, mataram milhares e milhares de pessoas no Afeganistão e o resultado é que, além de perder a guerra, ajudou a criar monstros ditatoriais... Talvez, diminuir a quantidade de militares americanos no mundo seja bom, tanto para economizar, como para tentar criar relações de corresponsabilidade e cogestão. É como casar e ter filhos. Dá mais trabalho, mas o resultado é melhor. Que Deus salve a América! Que Deus ajude Joe Biden a manter a lucidez e a sensibilidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário