sexta-feira, 19 de março de 2021

O governo federal deve explicações sobre a morte do Senador Major Olímpio

O presidente da República deve explicações sobre a morte do Senador Major Olímpio. Morrer o Zé da Silva é normal, é um cidadão comum e, mesmo sendo bem atendido pelo SUS ou pela rede privada, está passível de morrer. Difícil, mas está acontecendo, é ver ricos e poderosos morrerem por causa do vírus, o Covid-19. São Paulo é o Estado mais rico do Brasil, é onde tem mais médicos especialistas, onde tem os melhores hospitais e onde tem mais dinheiro e poder. No entanto, não está conseguindo conter o vírus, nem evitar que alguns ricos e poderosos também morram. Mesmo com toda a arrogância do governador do Estado de São Paulo, mesmo considerando que ele tem feito um esforço imenso para combater o vírus, mesmo assim alguns poderosos também estão morrendo. Acompanhar a morte de um dos seus representantes no Senado Federal e não poder fazer nada é terrível. Um senador com mais de 9 milhões de votos, um senador que também é major da polícia militar do estado de São Paulo, morrer em função do vírus faz a gente se sentir pequeno. Faz a gente se sentir um nada. A morte do senador Major Olímpio, um jovem de apenas 58 anos de idade mexe com todo o Brasil. Onde estamos errando? Porque, em vez de castigar os que são contra a vacina, mata um jovem e promissor político que vinha defendendo todos os recursos para salvar o povo da morte? É evidente que, das 300 mil mortes já realizadas, 90% são pessoas comuns. Mas, como numa guerra mundial, a morte, depois que a guerra começa, atinge a todos, ricos e pobres, crentes e não crentes. Para morrer em quantidade, basta ter guerra. A luta mundial contra o vírus equivale a uma terceira guerra mundial. Onde o governador de São Paulo errou? Onde a Polícia Militar errou? Onde o Senado errou? Onde o Hospital onde ficou internado errou? Se é que alguém errou... Mas o momento é de solidariedade aos familiares do senador e de sofrer junto com todo o povo brasileiro, buscando, imediatamente, agilizar vacina para toda população. O governo federal não pode continuar atrapalhando o tratamento contra o vírus. De forma ingrata e grosseira, o presidente da República sequer enviou condolência para os familiares do senador. O Brasil não merece o presidente que tem. O Brasil merece respeito. O senador merece respeito. Os mais de 9 milhões de eleitores que votaram nele merecem respeito. Os mais de 200 milhões de brasileiros merecem respeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário