terça-feira, 23 de março de 2021

Brasil pode chegar a 1,5 milhão de mortos. É genocídio?

Os matemáticos e economistas gostam de fazer exercícios com os números CALAMIDADE PÚBLICA TOTAL Com esta nova explosão de mortes no Brasil, ando meio assustado com minhas projeções matemáticas de mortes... Imaginem que, tomada a média móvel de mortes apresentada na imprensa hoje, que é de 2.298 óbitos/dia (óbitos aqui são mortes mesmo),se multiplicarmos esta média móvel diária pelos dias que faltam ou faltariam para acabar o mandato de Bolsonaro, o louco, como a posse será em primeiro de janeiro de 2023, ainda faltam 638 dias para a posse do novo presidente. Continuem fazendo contas, mantidas as mesmas codições que hoje, temos: a) 638 dias vezes 2.298 mortes/dia = teremos ou teríamos... 1.466.124 mortes, que somadas as 295,7 que morreram de ontem para trás, teremos um total de 1.761.824 óbitos ou mortes. b) Se tomarmsos como média móvel MIL mortes dia, teremos 638.000 mais 295.700 mortes já efetivadas, totalizando 933.700 mortes. c) Arredondando, poderemos ter entre 1,7 a um milhão de mortes em três anos, mantidas as condições normais de teperatura, pressão e governo Bolsonaro. Mantido este gráfico como referência comparativa, se fosse decretado um ACORDO DE SALVAÇÃO NACIONAL, onde se unissem representantesn de todos os setores da sociedade, deixasse Bolsonaro como presidente que não tenha poderes para boicotar a gestão da saúde nacional, poderemos fazer o seguinte: a) prioridade total e absoluta a vacinar o povo brasileiro em todo o territóri nacional b) para garantir o abastecimento de vacinas, em todo território nacional passa-se a ter poderes de intervenção local e nacional na prioridade do transporte de medicação, profissionais de saúde, de alimentos e de logística em geral; c) estes poderes também valem para estoques de empresas públicas e privadas, no território nacional; COM CERTEZA, como diriam os matemáticos e os economistas, quanto mais rápido for a distribuição e aplicação das VACINAS, e mantida a política de prioridade absoluta à ajuda aos contaminados, quanto mais rápido tivermos as duas variáveis, MENOS MORTES TEREMOS e assim, SALVAMOS MILHARES E MILHARES DE BRASILEIROS e brasileiras. a) O pessoal da saúde, os maiores heróis nacionais nesta conjuntura, estão fazendo milagres e morrendo pelos brasileiros e pela dignidade da profissão. b) A Folha, infelizmente, resolveu dar mais destaque para as eleições de 2023 que a calamidade pública que tomou conta do Brasil, embora a cobertura da Folha seja a melhor até agora; A imprensa tem sido fundamental, mas precisa evitar o caos geral; c) Os empresários e economistas neoliberais, constatando que a economia ficou inviável e sem solução enquanto não se resolver a pandemia, fizeram um abaixo assinado pedindo para priorizar a vacinação do povo brasileiro; Nada de querer privatizar neste período ou querer cortar verbas sociais... d) Os movimentos sociais têm a maior presença na população mais pobre e, se criarmos uma campanha de Salvação Nacional tendo o povo como única missão, ficando proibido campanha eleitoral durante este período de emergência, o Brasil agradece. e) como gostam de dizer os americanos, por último mas não menos importante, todos os níveis de governo e de Estado, devem estar integrados e subordinados aos desafios, às metas e à missão de salvar o povo brasileiro desta calamidade pública. Também está proibido de discutir eleições durante este período de emergêcia nacional. Já que estamos vivendo uma loucura nacional, presidida por um louco que nega a importância da vacina e da higiene, já que todos os dias recebemos notícias de amigos e parentes que estão morrendo, já que até os senadores, governadores, prefeitos, empresários ricos e poderosos estão morrendo, Vamos ajudar a salvar o povo em geral, principalmente os mais pobres. Vamos dar uma renda decente até o fim da campanha, quem come bem, vive melhor e fica menos doente, estuda melhor e absorve melhor o conhecimento adquirido. Vamos fazer uma grande homenagem ao Betinho e seu Comitê Nacional contra a FOME. Vamos fazer UM ACORDO DE SALVAÇÃO NACIONAL DO POVO BRASILEIRO. Eu não assino acordo neoliberal, mas dou meus dias e minhas noites para ajudar a viabilizar esta proposta. Voltando a citar os americanos, já que Biden está dando uma aula prática de como salvar o seu povo, nos Estados Unidos há sempre uma boa campanha: AS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR. People First! E ninguém venha dizer que Biden é comunista nem que vacina é coisa do diabo. Aleluia e pimba na chulipa e sebo na gorduchinha, lembram disto? Nosso qauerido Osmar Santos e as Diretas Já... Vamos que o tempo não para, nem o virus nem as mortes param sozinhas. O povo brasileiro em primeiro lugar. O Brasil merece respito. Viva Betinho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário