domingo, 13 de dezembro de 2020

A economia engana a política e o social

Custo de Vida, Inflação e Dólar "matam mais que bala de revolver" Cuidar da saúde ficou mais caro que cuidar da comida. Os preços dos remédios continuam subindo, o virus não morre e quem morre são são as pessoas... Fazer feira, padaria, supermercado e mercadinhos está deixando o povo envergonhado, sem dinheiro e sem saber o que fazer. Enquanto isto, tanto o governo como a imprensa, continuam insistindo na informação de que a inflação é de apenas 2 ou 3% AO ANO! Além dos preços subindo sem parar, o desemprego aumenta, os que estão desempregados não voltam para o mercado de trabalho, aumentando a angústia geral. Mesmo assim, a maioria da população, quando vai votar, ainda vota em políticos conservadores e subservientes às políticas econômicas. Vão deixar o governo Bolsonaro vender todas as estatais? Vão vender a soberania nacional? Por que os empresários também não reagem? Que os banqueiros concordem com a economia maluca de Guedes, ainda é compreensível, mas os demais setores como comércio e indústria estão perdendo dinheiro e qualidade de vida. Porque há uma separação da economia da política? Uma coisa é o que se está destruindo de economia e social no Brasil, outra coisa é a política implementada pelo Congresso Nacional e pelo governo. Até o judiciário tem interferido na economia. Qual é o limite disto tudo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário