domingo, 29 de novembro de 2020

Eleição volta a piorar

Divisor de aguas... o mundo está tenso e desconfiado. Ontem, sabado, na feira da VILA Madalena, só vi uma velhinha que declarou votar em Bruno. Os trabalhadores nas barracas, a maioria estava apoiando BOULOS e ERUNDINA. HOJE, domingo, parece que a imprensa fechou apoio aberto aos candidatos conservadores. A imprensa percebeu que o povo está votando contra os bolsonaristas. Democracracia é a pratica da liberdade. A IMPRENSA precisa aprender a respeitar a vontade do povo. Vamos ver à noite o que vão dizer as pesquisas de boca de urna e o que o TSE vai dizer. NEm sempre ambos expressam o que o povo quer. O Brasil de olho na Tv e nos celulares.

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Pesquisas tentam alterar o desejo do povo

Pesquisa ajuda ou atrapalha? Se for séria e bem feita, ajuda. Por exemplo, pesquisa de produtos. Se você errar nas amostragens, o resultado vem contaminado... Pesquisa eleitoral, para qualquer tipo de disputa, sempre há uma forte dose de emoções e de interferências nos resultados. Por exemplo, se você quer superestimar os números de seu candidato, você aumenta o segmento que ele é forte e diminui onde ele é fraco. Este tipo de manipulação tem um margem de erro para não desacreditar a pesquisa. Outra forma de alterar resultados de pesquisas é mexer no desvio padrão. Mais ou menos três pode levar a uma diferença de seis pontos, o que afeta o resultado geral. Vamos olhar para a nova pesquisa das eleições em Recife. É muito provável que o universo pesquisado pelo DataFolha foi diferente do pesquisado pelo Ibope. Quem está mais próximo da realidade? Vamos ver a evolução até domingo para ter a resposta. Tudo indica que o Ibope de hoje forçou a mão, protegendo o candidato do governo e prejudicando Marilia Arraes. Pode acontecer de a pesquisa do Ibope interfira no emocional dos dois candidatos e provoque um resultado final diferente do que vinha se desenhando. É o tal do "limite da ilegalidade". Da mesma forma do exemplo de Recife, a eleição em São Paulo também sinaliza que o Ibope forçou a mão à favor do candidato tucano, evitando que a notícia da Folha crie pânico nas fileiras tucanas... Tudo indica que "as montanhas estão se movendo". Pode acontecer de Marília continuar crescendo em Recife e ganhe com boa margem de vantagem. Como pode acontecer em São Paulo, de a dupla Boulos/Erundina crescer muito mas não o suficiente para ganhar. Lembra da eleição americana? Todo mundo dizia que ia ser um banho para Biden, e, no final ele teve que comemorar o 51 a 49%. O importante foi vencer. Os tucanos devem estar fazendo a mesma conta e contam muito com a imprensa para forçar este resultado continuísta. Na verdade, como disseram os democratas nos Estados Unidos, o fundamental é que o máximo de eleitores compareçam para votar. Afinal, o voto é o instrumento mais importante da Democracia e da Liberdade. E seja o quê o povo quiser

A Folha e o PSDB sentiram a virada

São Paulo quer mudança A Folha, que apoia Bruno, alertou aos tucanos. O POVO está querendo BOULOS E ERUNDINA.

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Mário Covas não concorda com Bruno

Propaganda Eleitoral Negativa Bruno não honra o nome do avô com este tipo de propaganda eleitoral Todo mundo que me conhece sabe que sempre gostei de Mario Covas e Franco Montoro. Apoiei Covas em várias eleições, almoçamos juntos para trocar figurinhas, etc. Quando fui eleito pela primeira vez presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, fiz questão de convidar Mário Covas para a posse, ele sentou-se à mesa principal e teve direito à saudação pública. Estive presente e continuo mantendo contato com a Fundação Mário Covas. Nesta eleição para prefeito de São Paulo, enquanto o debate era "quem iria disputar o segundo turno contra Russomano", a discussão estava fácil. Era igual a Mário Covas contra Maluf. Acontece que a Folha estimulou tanto que Boulos dificultasse o crescimento de Jilmar Tato, que Boulos passou para o segundo turno exatamente contra Bruno. Que de Mário Covas herdou muito pouco... Vendo o noticiário na TV vi Bruno Covas dizendo que "votar no Boulos era votar no PT". Reforçando o discurso direitoso e fascista contra o PT... Ouvindo a propaganda eleitoral no rádio do carro hoje, ouvi uma propaganda que era assim: "O que Caetano Veloso, Chico Buarque, e todos estes nome de artistas tem que querer dar palpite em São Paulo se eles nem moram em São Paulo? Eu achei que estava ouvindo mal. Reduzi a velocidade do carro para poder prestar mais atenção. A propaganda era hostil aos artistas.... Fiquei lembrando de Mário Covas, governador de São Paulo, e eu nas reuniões do Conselho de Administração do BNDES defendendo que o banco emprestasse dinheiro para o Metrô de São Paulo. Covas dizia que São Paulo precisava do Rodoanel e do Metrô, mas o Estado não podia se endividar muito...Covas sabia que eu era petista, sempre soube e isto nunca foi empecilho para nosso relacionamento. Por conhecer mais o Mário do que o Bruno, eu achava que Bruno poderia ser melhor que Dória, melhor que Russomano, Maluf entre outros. Enganei-me e agora estou entendendo porque em todos os lugares as pessoas estão dizendo que estão mudando seu voto do primeiro turno. Muitos estão dizendo que vão votar em Boulos e Erundina. A acusação de que Boulos vai incendiar São Paulo e ocupar todos os prédios NÃO está pegando. Boulos é light. Boulos e Erundina formam uma boa combinação do novo com o mais velho. Os jornais também estão dizendo que Bruno Covas está pedindo ajuda para todas as igrejas pentecostais. Inclusive Edir Macedo. Era isto que a Folha queria? Eu amo muito São Paulo. Trabalho há 50 anos no Centro de São Paulo. Nunca o Centro esteve tão destruído como está agora. Vamos fazer São Paulo melhor! Vamos ajudar as pessoas a terem moradia, escolas para os filhos, hospitais por bairro e transporte coletivo de qualidade e quantidade. Vamos criar as condições para o povo ser Feliz. Liberte este lado solidário, fraterno e acolhedor. Vamos votar em quem pode fazer São Paulo uma cidade para todos, com todos e de todos. Vamos votar em Boulos Erundina, para construir juntos uma vida melhor. E, por tabela, vamos dar um presente especial no aniversário de Erundina, no dia 30 de novembro. A Vitória no dia 29. Vamos votar no 50, sem medo de ser feliz

domingo, 22 de novembro de 2020

Estão escondendo as pesquisas?

Algo está errado nas pesquisas Com o segundo turno muito curto, seria de bom senso ter muitas pesquisas. Tivemos a pesquisa para o dia 15, depois tivemos uma para o segundo turno. Neste final de semana as empresas e institutos não apresentaram novas pesquisas. Porque? Para se ter uma tendência clara do eleitorado, precisamos ter no mínimo três pesquisas no segundo turno. Uma pesquisa para saber o ponto de partida do segundo turno; Uma segunda pesquisa para saber qual foi o primeiro movimento do eleitorado; E uma terceira pesquisa na reta de chegada, isto é, no próximo sábado. Sendo que a eleição é no domingo. Com as três pesquisas podemos afirmar que a segunda pesquisa define uma reta e a terceira define uma tendência para cima ou para baixo. Só é permitido publicar pesquisas registradas no TSE. Mas, onde há candidato há pesquisa contratada. O Datafolha e o Ibope estão subordinados à Folha e a Rede Globo, E os demais institutos e partidos? A impressão que fica é que o clima eleitoral está melhorando para os candidatos da oposição... Paes já liquidou a fatura no Rio de Janeiro. Marília Arraes vem crescendo em Recife. E São Paulo? E Porto Alegre? E as grandes cidades? O que eu ouço de São Paulo é que Boulos e Erundina estão crescendo. A dúvida é se o crescimento será numa velocidade que dê para ganhar no próximo domingo. Existe uma tensão entre os apoiadores de Bruno Covas. É a síndrome do "Cavalo Paraguaio". Bom de partida e ruim de chegada... Erundina virou sobre Maluf em apenas uma semana. Mas era outro tempo onde o antimalufismo era muito grande. Agora, há um terço do eleitorado que tende a não votar. Quem conseguir atrair mais votos desta "maioria silenciosa" tenderá a vencer as eleições. Bruno Covas serviu para derrotar os bolsonaristas - base malufista e janista. Boulos serviu para derrotar o PT, mas a Folha não acreditava que ele tivesse chance de vencer. Acontece que a dupla Boulos - Erundina está animando o eleitorado e nos bairros já ouvimos as pessoas dizerem que vão votar em Boulos e Erundina. Como uma onda no mar, tudo pode acontecer até dia 29, próximo domingo. Lembram do voto silencioso? Tem eleição que o povo não abre o voto, não diz em quem vai votar. E quando abrem as urnas, os votos contrariam as pesquisas. Nada do que foi será

sábado, 21 de novembro de 2020

O Brasil do passado quer matar o Brasil do presente

O Brasil do passado teima em bloquear o BRASIL do presente 1 - Assassinato de negro em Carrefour de Porto Alegre horroriza o mundo 2 - História da Odebrecht também poderia horrorizar o mundo 3 - Diretor de estatal ganhar R$ 2,9 milhões ao ano também é um horror Tudo isto num mesmo caderno de Mercado na edição da Folha de hoje. – Matar negro e pobre no Brasil sempre foi ROTINA. Por mês morre mais gente no Brasil do que na maioria dos países em guerras. – Acontece que não existe PENA DE MORTE no Brasil. Se nem ao Estado/Governo é facultado o direito de matar pessoas, porque se mata tanta gente? Porque sempre houve uma tolerância por parte dos poderes e da própria população. – O mundo não aceita mais essa impunidade e essa violência contra o cidadão comum. E o Brasil, apesar da resistência, está sendo obrigado a respeitar as pessoas e as instituições. - Além de não se poder matar, deve-se parar de contar piadas preconceituosas, agredir pessoas verbalmente e parar de achar que pobre e/ou negro não merecem respeito. - João Alberto Silveira Freitas, jovem de apenas 40 anos, negro, morador em Porto Alegre, cidade das mais cultas do Brasil, de repente é assassinado cinematograficamente por seguranças de uma rede internacional, com sede em Paris. O Carrefour não honrou a imagem de seu país, não respeitou às leis brasileiras e agora vai ficar com a marca de empresa que mata facilmente... 2.1 – Matar pobres e negros é uma prática vergonhosa para um pais que quer modernizar-se como o Brasil. Mas a história da corrupção no Brasil também ainda está longe de acabar. 2.2 – A jornalista Malu Gaspar acaba de lançar o livro “A Organização – A Odebrecht e o Esquema de Corrupção que Chocou o Mundo”. Pela Companhia das Letras. 2.3 – Segundo a jornalista, as omissões apontadas por Marcelo nas conversas com seus familiares incluíam detalhes sobre o relacionamento da Odebrecht com os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Fernando Collor (Pros) e José Sarney (MDB), além de parlamentares que foram alvo da Lava Jato. 2.4 – A IMPRENSA E A ODEBRECHT Curiosamente, no cantinho inferior direito da página inteira sobre a Odebrecht, há uma notinha da Folha com os seguintes dizeres: “Grupo buscou aproximação com imprensa nos anos 1990, diz autora – O livro de Malu Gaspar conta que Emílio Odebrecht fez um esforço para se aproximar dos principais veículos de comunicação do país nos anos 1990, quando a imagem da sua empresa foi atingida por vários escândalos. Ela afirma que a construção do parque gráfico inaugurado pela FOLHA em 1995 fez parte da estratégia. A Odebrecht executou a obra, e a Folha pagou pelos serviços com espaço para anúncios da empreiteira no jornal. Segundo Gaspar, a Odebrecht também construiu um parque gráfico para O GLOBO e adiantou recursos para o ESTADÃO, Gazeta Mercantil e Jornal do Brasil na mesma época.” Para bom entendedor, meia palavra basta. As afirmações acima já seriam suficientes para se fazer um bom livro e vários processos... Diretor de ESTATAL ganha até R$ 2,9 milhões ao ano... Este total equivale a uma renda mensal de aproximadamente 240 mil reais – POR MES – sendo que o salario dos concursados é de APENAS 31,3 mil por mês. O pagamento mais alto é da Petrobrás com 2,9 milhões ao ano; O Banco do Brasil é de 1,6 milhão de reais por ano; Na Eletrobras, em média foi de UM MILHÃO ao ano; Mesmo o Banco do Nordeste a remuneração chega a 958 mil por ano. Vejam que, em apenas três páginas de um jornal, encontramos assuntos que deixa qualquer cidadão de país civilizado assustado. O Brasil ainda está longe da civilidade, da transparência e do equilíbrio orçamentário. E o SALÁRIO MINIMO no Brasil ainda está em 1.045,00 Um mil e quarenta e cinco reais por mês. Sem contar os milhões de brasileiros que não ganham nem um salário mínimo.... E ainda chamam os pobres e negros de radicais

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Eleições municipais estão melhorando o clima no Brasil

O silêncio de Trump e Bolsonaro e as eleições no Brasil A disputa eleitoral ainda é menos traumática que as guerras bélicas. Trump perdeu a eleição e o mundo parou de ouvir provocações baratas do presidente americano. Depois de Trump e das eleições municipais, foi a vez de Bolsonaro recolher-se e deixar o país viver um segundo turno mais tranquilo. O mundo, com o vírus, vive um momento de muita insegurança, muita incerteza. Nestes momentos, as pessoas precisam ter calma, paciência, cuidar de si e dos demais, contribuindo para a doença não se espalhar e matar mais gente do que o necessário. Precisamos pacificar o Brasil, ajudar a retomar a economia e o crescimento econômico como forma de gerar trabalho, emprego e renda. A postura belicista, de querer brigar com todo mundo é muito perigosa. É só ver o caso do Azerbaijão com os armênios. Morreram milhares de pessoas, destruíram casas, igrejas e escolas. Agora estão expulsando moradores. As feridas da região dos Bálcãs voltam cada vez que uma cidade, um povo ou um país parte para nova guerra em busca de um passado que não volta mais. A paz deve ser condição indispensável para um país receber ajuda dos países ricos e democráticos. Pão, paz, terra, educação, saúde e liberdade são tão importantes quanto o oxigênio e a comida. Que cada um faça a sua parte. Paz na Terra às pessoas de boa vontade.

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Vamos dar um presente de aniversário a Erundina

O segundo turno é dia 29, e o aniversario de Erundina é dia 30. São Paulo precisa de pessoas respeitosas, agregadoras, humanas,que goste de andar oelos bairros conversando e resolvendo problemas dos moradores. ERUNDINA É UMA DESTAS PESSOAS. Erundina foi a melhor prefeita na area de Educação, Erundina sempre respeitou o funcionalismo da prefeitura. Até hoje o povo comenta que a periferia adora Erundina. É preciso gostar do que faz para ser uma boa prefeita. É preciso amar as pessoas e a cidade. Em outras eleições já nos unimos a Mario COVAS, em defesa da democracia e de São Paulo. Agora devemos nos unir por São Paulo. Pela democracia e na luta contra o virus, contra o desemprego e o desamparo. A juventude já se uniu com Boulos e Erundina. Os mais velhos também já se uniram para dar um belo presente a Erundina. Vamos combinar? A gente vota em BOULOS E ERUNDINA, no dia 29, dando um presente muito especial a ERUNDINA que faz aniversario no dia 30. ERUNDINA faz aniversario, e quem ganha o presente é você. É preciso amar, respeitar, valorizar, ter paciencia, ter saúde e muita alegria. ERUNDINA FAZ ANIVERSARIO E todos nós comemoramos juntos. Sem medo de ser feliz.

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Erundina e os sonhos. Vamos sonhar juntos?

ENTREVISTADOR - Sobre as críticas à sua idade: dizem por exemplo que passou da hora da senhora se aposentar da política, que deveria ceder lugar para gente mais nova. Qual é sua resposta para esse tipo de comentário? ERUNDINA - Que se danem! Estou vivendo meu tempo, minha saúde e inteligência, minha experiência. Estou fazendo mal para alguém? Não estou. E quero que mulheres com a minha idade também se sintam assim, que sejam contagiadas pela minha vivência e vontade de seguir trabalhando. E, para aqueles aqueles que se sentem incomodados, desejo que tenham a sorte de chegar onde cheguei com a energia e convicção que tenho. Sabe, se você perde seu projeto de vida, tudo perde o sentido. E meu projeto de vida não termina no meu tempo. Meu projeto é sonhar com outro futuro. Não quero só mudar São Paulo e Brasil, quero mudar o mundo. O meu sonho, de uma sociedade socialista, fraterna e igualitária, infelizmente não vai acontecer no meu tempo, tenho consciência disso. Mas se eu não fizer minha parte agora, esse modelo de sociedade não vai acontecer nunca. A velhice não é doença, não é defeito, a velhice não impede o sonho. Portanto o sonho que me move, em relação às transformações que a sociedade precisa, não envelheceu

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Eleições são para confundir, não para esclarecer.

TRES DIAS tentando entender as pesquisas, entender a imprensa e a militancia. Cada vez mais confuso, chegamos à conclusão que a ideia de ter eleicoes nao é e nao foi ajudar o povo a entender e a votar consciente. os jornais apresentam artigos imenso para provar que não provam nada. A Folha está comemorando que o PT NAO foi para o segundo turno em Sao Paulo. E SE Boulos ganhar as eleicoes, como BOLSONARO GANHOU para presidente, com que cara vai ficar a FOLHA? POULOS PODE GANHAR NO SEGUNDO TURNO? Claro que pode. Até agora nao sei efetivamente quem ganhou e quem perdeu. Eu acho que todos perdemos. A enganacao vai continuar a mesma, a violencia vai aumentar e ninguem sabe como vai ficar o Brasil até 2022. TUDO indica que Bolsonaro vai voltar para sua pequenez e o BRASIL vai na sua marcha lenta cantando o " dois passos para tras e um para frente". Estamos perdendo o trem da HISTORIA.

domingo, 15 de novembro de 2020

Clovis, o Metalurgico, morreu

Clovis morreu. Quem foi Clovis? Militante histórico morre no dia das eleições Clovis de Castro, companheiro militante modelar, sempre presente nas lutas dos trabalhadores, na história da CUT e do PT. Sempre esteve nas atividades do Sindicato dos Bancários de São Paulo, onde gostava de montar sua banca de livros sobre a esquerda brasileira, latino-americana e mundial. Clovis de Castro, entre muitas coisas, viveu na época pesada da ditadura militar, foi quadro do Partido Comunista e foi preso pelos ditadores. Em liberdade, atuou na Oposição Metalúrgica de São Paulo. Mesmo com toda atuação política, teve família, filhos e netos. Sempre que eu o encontrava repetia a mesma pergunta: Quem foi Clóvis? Nosso Clovis já sabia, porque eu contara a história do Clóvis mais antigo que eu conhecia. No início dos anos setenta, nós estudávamos no Colégio Presidente Roosevelt, na Liberdade. Tinha um professor de História muito metódico que passava uma lista de perguntas para a classe responder e depois alertava os alunos que daquelas perguntas, quatro cairiam na prova. Quando terminava a aula, íamos da Rua São Joaquim até o Bixiga, onde morávamos, um grupo de colegas comentando sobre as perguntas. Uma delas era: “Quem foi Clovis?” E nós respondíamos: “Neto de Miroveu, fundador da Dinastia Mirovingia”. A Dinastia Mironvindia dos francos, que pega a França, Bélgica e outras partes da Europa. Conviver com os dois Clovis sempre foi muito agradável. Clóvis de Castro, nosso metalúrgico que gostava de vender livros de esquerda e Clóvis, neto de Miroveu, que criou um grande império no coração do mundo. Abraços, Gilmar Carneiro

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Pesquisas contraditórias para este domingo

Eleições e a falsa representatividade Quem representa quem na cidade de São Paulo? A dificuldade de dialogar com as pessoas, O quê as pessoas falam, pensam mas não falam, e coisas que sentem mas não sabem como lidar com elas. Vendo o desespero da imprensa em querer entender o que vai acontecer no domingo e também vendo o quanto a imprensa atua tendo lado, tomando partido, fui pesquisar algumas informações para tentar ajudar na reflexão sobre as eleições deste domingo, para prefeitos e vereadores... 1 – O que as pessoas mais gostariam que “os prefeitos” fizessem, mas não fazem: cuidar da segurança e da limpeza dos espaços públicos; cuidar da saúde, da educação e do transporte coletivo; atuar em conjunto com os governadores e o governo federal; prestar conta para a população nas comunidades; 2 – Quem influencia o povo na hora de decidir em quem votar? atualmente as Igrejas influenciam mais que os partidos políticos; a imprensa sempre esteve à serviço dos candidatos apoiados pelos mais ricos, mas também ajuda alguns outros candidatos sociais; os partidos são um mal necessário, as pessoas votam em pessoas, não em partidos; o judiciário, tem grande influência no processo eleitoral e tenta ter mais poder do que os governantes. O povo ainda acha que o judiciário é neutro; os movimentos sociais atuam em unidade com as Igrejas, os partidos e, aos poucos, a imprensa e o judiciário estão virando “aparelhos” das Igrejas. Isto é, só melhora se houver o apoio das Igrejas... 3 – Qual é a renda da família que mora em São Paulo? Existe a renda formal, que consta da declaração do Imposto de Renda, e a renda informal, que possibilita as pessoas a ter um padrão de vida melhor do que a renda formal lhe possibilitaria; Porém, a renda formal serve como indicador comparativo entre as famílias, as pessoas e as comunidades... Pegando os dados de uma pesquisa realizada na última semana de outubro, verificamos que: 51% das famílias têm até 2 salários mínimos(SM); 33% das famílias têm entre 2 e 5 SM; 84% das famílias têm até 5 SM; 10% das famílias têm entre 5 e 10 SM; 43% das famílias têm entre 2 e 10 SM; 3% das famílias têm entre 10 e 20 SM; 1% das famílias têm mais de 20 SM; 2% das famílias não sabiam ou não responderam. 4 – O quê os moradores da cidade mais rica do Brasil acham da sua Qualidade de Vida? 54% das pessoas estavam SATISFEITAS; 10% das pessoas estavam MUITO satisfeitas 26% das pessoas estavam INSATISFEITAS 10% das pessoas estavam MUITO insatisfeitas Podemos dizer que 54% das pessoas satisfeitas, MAIS os 10% das pessoas MUITO SATISFEITAS, totalizando 64% das pessoas, correspondem as pessoas pró manter as coisas como estão... Da mesma forma, podemos dizer que, 26% das INSATISFEITAS, mais 10% MUITO insatisfeitas, podem representar as pessoas mais receptivas a serem contra o governo. Quando comparamos as declarações das pessoas satisfeitas (54%), mais as muito satisfeitas (10%), com a renda declarada, percebemos que 49% das pessoas ganham mais de 2 salários mínimos. O que levaria as pessoas que ganham menos de 2 mil reais por mês a se declararem satisfeitas ou muito satisfeitas com a vida? Somos um país de conformistas? Ou a economia informal é bem maior do que imaginamos, quando comparada com a economia formal, ou a é mais social do que econômica. Talvez este otimismo todo tenha a ver com a cultura religiosa e cordial dos brasileiros e brasileiras... Vamos ver se as eleições municipais nos ajudam a entender este dilema.

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Eleições no Brasil são feitas para enganar o eleitor

Cada eleição a regra muda Depois dizem que o eleitor é ingrato, que não sabe votar ou que é fisiológico. Vejam alguns exemplos que confundem os eleitores: 1 - O prefeito e candidato Covas procura EDIR MACEDO para herdar os votos de Russomano Esta notícia passa a ideia de que Covas é oportunista e quer que o religioso abandone Russomano. Russomano, por sua vez, demonstra que só é candidato porque trabalha para o religioso e obedece a ele. Já o religioso, que pela função de ser BISPO, deveria dedicar-se a aproximação do povo com Deus, na verdade, o religioso aproveita-se das eleições para barganhar interesses escusos, como canais de TVs, estações de Rádio, isenções tributárias e outras coisas pessoais. E a Imprensa, como a Folha, divulga tudo isto como se fosse a coisa mais natural do mundo... 2 - A campanha para prefeito de São Paulo trás uma dupla que a imprensa não consegue traduzir porque não quer, ou porque não conseguiu ainda entender a sua peculiaridade. Quem é mais conhecido na periferia Boldo ou Erundina? Eu ouso dizer que, com certeza é Erundina. Porque se divulga que Boulos é o candidato a prefeito e aparece tão pouco que Erundia é a vice na chapa de Boulos e que Erundina poderia ter sido a encabeçadora, tendo bem menos resistência do que Boulos? Há uma pressão muito grande para que os petistdas votem no primeiro turno em Boulos, sacrficando o candidato do PT, Jilmar Tatto. Fazer esta opção no primeiro turno é desprezar o significato dos dois turnos. Votar no segundo turno para Boulos/Erundina ou Tatto/Zaratini é a coisa mais política do mundo. Se não for para exercitar o aprendizado democrático, para que se faz eleições em dois turnos? 3 - Uma eleição que parece gravidez in vitro, acéptica. Não tem comícios por causa do virus. Não tem agitações em portas de empresas por causa do virus. As eleições vão ser um banho de água fria por causa do virus. Então, porque se manteve as eleições? Porque interessa aos conservadores? Porque achavam que o povo votaria em quem estivesse no governo? Talvez isto não aconteça. Vamos esperar segunda feira, dia 16 de novembrode 2020. Saudações democráticas

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Preços sobem, salários descem e a recessão aumenta

Uma guerra rápida pode ser uma solução, uma guerra demorada pode virar tragédia. A pandemia, no início serviu para melhorar a imagem da maioria dos governantes. Foi passando o tempo e as pessoas foram se irritandi, irritando e agora VOTAM CONTRA os governantes. Trump perdeu e tem muitos candidatos negando apoio de Bolsonaro ou mesmo de Doria. As pessoas estão sem dinheiro, as empresas estão sem dinheiro,é su os governos estão sem dinheiro, Só quem tem dinheiro são os bancos. E agora querem aumentar as demissões, precarizando ainda mais as conições de trabalho e prejudicando a qualidade do atendimento aos clientes. Passada a eleição neste domingo, o Brasil precisa de uma forte campanha de retomada do crescimeto econômico, com geraçÃo de empregos e de renda. Ou o Brasil volta a crescer, ouveremos um clima de insubordinação na população. Adiar a busca da solução para os problemas econômicos é irresponsabilidade.

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Inflação quase acaba com churrasco

Brasileiro adora churrasco Uma boa massa, como lembrança da Itália, e um bom churrasco são dois momentos que todo brasileiro gosta de reunir a família e contar histórias e assistir ao futebol. Os economistas brasileiros inventaram uma forma de medir inflação onde a maioria dos produtos não está incluída na medição. Quer alguns exemplos? Nosso amigo, Nelson Canesin, sentindo o clima das eleições municipais decidiu organizar um churrasco com os amigos. Como sempre faz, telefonou para mercadinho perto da casa dele e ediu um quilo de contra filé e um quilo de linguiça toscana. Quando foi buscar a carne, ao chegar no caixa achou que a conta estava errada... O contra filé estava custando 56,00 reais o quilo e a linguiça estava a 28,00 reais! O dono do mercadinho avisou que a PICANHA está a 60,00 reais o quilo. Pagou e saiu reclamando, afinal tinha que comprar ração para os peixes e milho para as galinhas. Outro susto! O saco de milho, que estava a 65,00 no mes passado, está custando 90,00! A ração para os peixes, subiu menos: Foi de 65,00 para 80,00 reais. E o governo diz que a inflação é de 2,55. MENTIROSO! Agora entendi porque Nelson Canesin anda mais magro. É o regime inflacionário...

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Brasil perde na economia e na democracia

De 6a. economia mundial, para 12a. em 2021 Quando Lula estava na presidência o Brasil chegou a ser a 6a. economia mundial. Agora, além da milhares de mortes, além da destruição da Amazônia e do Pantanal, o Brasil vai para 12a. economia mundial. Que tristeza! Na política e no social, o Brasil está .ainda pior. Além do aumento do desemprego, da recessão, da inflação e do custo de vida nas alturas, o Brasil passa por uma eleição municipal que é a pior que já tivemos em todos os tempos. Culpa da pandemia? Em parte. O Brasil está se desintegrando, destruindo sua infraestrutura, suas políticas públicas e sua presença internacionsl. Outra questão vergonhosa para o Brasil é a perda da soberania nacional. Perdeu sua autonomia, sua presença nos foruns internacionais. Até no futebol, a mediocridade tomou conta dos times. Na política, estamos nas mãos do Centrão - direita fisiológica - o empresariado também abriu mão de um projeto nacional. As indústrias farmacêuticas estão fechando no Brasil e importando os remédios. O judiciário descaracterizou-se, transformando-se em aparelho das políticas neoliberias e entreguistas. O PSDB, que teve papel importante na redemocratização, tenta substituir o MDB, como aliado dos fazendeiros, dos comerciantes e da burocracia. As esquerdas trabalham para sobreviver eleitoralmente, em função do fim das coligações partidárias. Com a população desacreditada da política e apoiando a extrema direita como alternativa instituição para manter um mínimo de segurança, os partidos de esquerda pode sair destas eleições menores do que já são. Um outro Brasil é possível? Sim, é possível. Desde que tenhamos capacidade de ouvir o clamor do povo e transformar este clamor em projeto social viável e eficaz. O sistema de representação e de governabilidade está exaurido. Chega de democracia de fachada e de políticos que só aparecem em época de campanha eleitoral. Vamos votar em quem faz!

domingo, 8 de novembro de 2020

A festa tímida da vitória de Biden

Mais alegria por adiar a tragédia que impedir que aconteça Os sinais das eleições americanas Metade dos eleitores se identificou com o louco Trump. Porque? Porque a economia está mostrando a instabilidade que predomina no país. A pandemia apenas ajudou a mostrar que o povo quer governo forte, porém, não quer governo irresponsável. Para os democratas, progressistas e mesmo de esquerda, há motivos de sobra para comemorar a derrota de Trump. O que é diferente de comemorar a vitória de Biden. Mas, sem Biden, não haveria derrota de Trump. Como no século passado, o fim da primeira guerra mundial não significou o fim da guerra, significou apenas que ela foi adiada temporariamente... Historicamente, as democracias não são capazes de conter a barbárie humana. Se a maioria não quer o fascismo, esta mesma maioria também não quer o comunismo, mas, também não quer a estagnação econômica, política e social. Os extremos estão mais mobilizados que o grande centro. E é aí que mora o perigo. A resistência em agir preventivamente sempre jogou o centro no meio das guerras. Onde a maioria morre ou fica mutilada... Biden está certo quando diz que “é preciso curar os Estados Unidos”. Não sei se será possível, mas precisa ser tentado. A pandemia é tão importante quanto a economia. Um não existe sem o outro. O mundo precisa de um novo acordo de paz e inclusão social. O sistema criado com a revolução francesa está superado. A democracia representativa substituiu a monarquia. A democracia participativa precisa substituir a representativa. Biden pode ser o último suspiro da democracia representativa americana. Incluir os negros, as mulheres, os imigrantes e os latinos exige também que os brancos conservadores que se sentem donos da América não se sintam excluídos. É preciso amar, refletir, ouvir, ceder, pedir ajuda e dialogar com o mundo. Aí pode estar a grande contribuição da vice-presidente.

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

O mundo espera uma solução americana. Parece que está difícil...

É preciso ter humildade e solidariedade. Contra o virus, só o povo unido com os governos e as empresas. O virus é bicho grande e perigoso.

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Em 2 de Novembro de 1970 Dom Paulo Evaristo Arns foi nomeado Arcebispo de SP

Dom Paulo disse que "Trazia uma mensagem de Paz e de Deus". A partir da posse de Dom Paulo, em São Paulo, o movimento pela redemocratização do Brasil ganhou apoio internacional. O Brasil vivia o período mais duro da ditadura militar, que começou em 1964. O governo prendia e matava quem quisesse; censurava e demia quem quissesse Mesmo aqueles que deram o golpe militar também podiam sofrer a perseguição da ditadura. Dom Paulo acompanha pessoalmente o movimento de resistência, Dom Paulo ia pessoalmente aos órgãos de repressão e tortura, Dom Paulo ia verificar se os nome que os familiares lhes entregavam constavam na lista dos presos. 1970, neste ano eu já trabalhava em um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil, o Moura, Teixeira, Gouveia e Silva - Advogados, um dos melhores empregos que tive. Eu tinha chegado em São Paulo em janeiro e tinha apenas 16 anos. Dom Paulo mudou nossa vida. A partir da nomeação de Dom Paulo, eu passei a conviver com a Igreja e suas Pastoras. Até hoje convivo com os familiares de Dom Paulo. Dom Paulo deixou o Arcebispado muitos anos depois, já no governo Reagan como presidente dos Estados Unidos, os conservadores da Igreja Católica fizeram um acordo com o presidente dos Estados Unidos onde o governo americano ajudava a implodir a União Soviética, e, em contrapartida, a Igreja acabava com a Teologia da Libertação... Como Franciscano, Dom Paulo, humildemente, foi morar na Freguesia do Ó, num dos seminários da Igrea. Mais tarde, um outro Franciscano seria eleito PAPA com a função de reunificar a Igreja no mundo e para reaproximar a Igreja do povo simples do mndo. Este novo franciscano é o Papa Francisco. Dom Paulo e o Papa Francisco, viveram e vivem pregando a PAZ e a palavra de DEUS. Amanhã, dia 03 de Novembro de 2020, o povo americano estará elegendo um novo presidente dos Estados Unidos e, todos esperam, um novo líder da comunidade internacioal. Um líder que também defenda a PAZ e a palavra de DEUS.

domingo, 1 de novembro de 2020

Faltam 2 dias para a eleição americana. Trump pode fraudar?

Se TRUMP roubar a eleição, o povo americano vai deixar? O CLIMA NO MUNDO INTEIRO É DE ARMAÇÃO Acredito na boa fé da rapaziada. Cantaria GONZAGUINHA.