terça-feira, 20 de outubro de 2020

Duas semanas para Trump formalizar sua derrota

Fazer a contagem regressiva agora ficou mais fácil. 14, 13, 12, 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, aí o mundo conhecerá formalmente o próximo presidente dos Estados Unidos. Um homem idoso, experiente, teve a honra de ter sido o vice-presidente de Obama, um dos melhores presidentes que os Estavdos Unidos já teve, e que dialoga com todos os americanos e com o mundo. Os Estados Unidos vão voltar a ter brilho próprio, vai voltar a ser competitivo sem precisar fazer baixarias nem fazer guerras com outros povos. O mundo quer saúde e paz. Os Estados Unidos precisa ter um presidente que unifique o país. Faltam apenas 14 dias. Literalmente faltam duas semanas. A Bolívia amanheceu em festa. Os golpistas perderam as eleições no primeiro turno. Mas Evo Morales também aprendeu que governar é coletivo, confiar nos outros, construir caminhos onde todos possam contribuir. É preciso amar, é preciso ser solidário, é preciso preservar o planeta Terra. Nas eleições passadas, em 2016, Hillary teve quase 3 milhões de votos a mais do que Trump. Mas, mesmo assim perdeu no Colégio Eleitoral. Desta vez, Biden, o democrata, está ganhando em quase todos os estados que na eleição passada foram decisivos para Trump. De 14 estados que podem virar o jogo, Biden está ganhando em 12. Isto é de 14 = 12 Biden e apenas 2 para Trump. Mas o jogo só acaba quando o juiz apita. Mais de dez milhões de americanos já votaram. Quanto mais gente votar melhor. É Biden na cabeça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário