quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Só a morte impede Trump da derrota eleitoral em novembro

Uma mulher no caminho de Trump

Os astros agiram contra Hilary Clinton na eleição presidencial americana passada.

Agora, os astros estão mostrando que Trump não se mostrou a altura da importância de ser presidente do país mais importante do mundo na atualidade.

Com a escolha da senadora Kamala Harris como vice, Joe Biden, o candidato democrata e que está na frente nas pesquisas, sinalizou para as mulheres e para os negros que os tempos exigem mais integração, mais respeito e consideração com segmentos relevantes da sociedade americana.

É a primeira vez que uma MULHER NEGRA concorre à vice-presidente, e também a primeira vez que uma candidata tem origem indiana.

As mulheres são 55% do eleitorado americano. Entre os eleitores negros, Biden tem quase 80% da preferência.

Biden será o mais velho presidente a tomar posse, com 78 anos em janeiro, enquanto a senadora e vice na chapa de Biden tem apenas 55 anos. O velhinho que se cuide porque o destino pode estar sinalizando que as mulheres merecem mais espaço na política e na vida.

Além de mulher, Kamala é filha de uma pesquisadora da Índia e um professor da JAMAICA, engajados no movimento pelos direitos civis. Em seu primeiro mandato como senadora, é hoje a mais conhecida entre as mulheres negras na política americana.

Da mesma forma que havia uma resistência a Hilary Clinton nas eleições passadas, nesta eleição, há uma forte decepção com Trump, facilitando a eleição de Biden e Kamala.

Quando o povo quer, não adianta marqueteiro inventar provocações... Que os democratas não errem durante a campanha.

Mesmo a eleição sendo apenas para presidente de um país, este país pode levar o mundo para a paz e progresso, como Roosevelt fez, como pode levar o mundo para a incerteza e a violência.

Nesta conjuntura de pandemia e de estupidez, os democratas sinalizam mais diálogo e mais parceria.

Faltam apenas 90 dias para a liberdade vencer o ódio.

Obs. Este artigo foi construído a partir da publicação da Folha de página inteira na edição de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário