sexta-feira, 24 de julho de 2020

Lava Jato como farsa jurídica

Como, a partir de uma boa ideia, se faz uma palhaçada

Que o Brasil é um país corrupto ninguém nunca teve dúvidas.

Que há um grande clamor para se acabar ou a reduzi-la a 1 ou 2%, todo mundo também sabe disto.

Agora, ter consciência de que, a extrema direita neoliberal usa o discurso do combate à corrupção como forma de impedir ou dificultar que os setores progressistas ganhem eleições e governem, a grande maioria não tem. Em decorrência disto, a direita internacional, depois da implosão da União Soviética, ficou sozinha e com poderes quase que absolutos para executar seus planos diabólicos...

- Primeiro, passaram a usar os economistas para desqualificar o poder dos governos e do Estado fazer programas sociais e de redistribuição de renda;

- Segundo, passaram a priorizar nas contratações, pessoas que concordassem em divulgar o modelo teórico do neoliberalismo e do individualismo;

- Terceiro, intensificaram ajuda aos candidatos conservadores;

- Quarto, intensificaram as relações com o judiciário, garantindo assim que os juizes interpretem as leis conforme o manual neoliberal e político. O Brasil é o principal exemplo, com a operação Lava Jato.

- Quinto, decidiram que, entre uma ditadura que apoiasse o neoliberalismo e, uma democracia progressista e comprometida com o social, o conjunto de apoiadores das políticas neoliberais apoiariam a ditadura. Entre os mais diversos exemplos no mundo, o mais relevante são o Egito e o Brasil.


Nesta semana tivemos vários exemplos de como a direita se apropriou das instituições públicas para perseguir os que não lhes obedecem ou não são subservientes.

1 - O que parece mentira, mas, por motivos que ainda desconhecemos, o ministério público em São Paulo, decidiu denunciar Serra e Alckmin por corrupção, formação de quadrilha e caixa 2. O judiciário está à serviço da direita que quer destruir o PT e a liderança de Lula. O PSDB, partido de Serra e Alckmin, apoiou e votou a favor de tudo que a Lava Jato representa. O feitiço está virando contra o feiticeiro? Ainda não sabemos.

2 - Buscando acumular processos, decisões, denúncias nacionais e internacionais, Lula e seus advogados entraram com mais recursos jurídicos onde prova que os delatores contra Lula e o PT, além de serem delatores sem provas, também foram PAGOS para que concordassem em DELATAR, e ASSINAR seus depoimentos, jurando que TUDO ERA VERDADE. Ao fazerem o que os juizes e procuradores queriam, os delatores da Odebrecht passaram a receber salários de até mais de cem mil reais por mês. Ao mostrar mais uma farsa da Lava Jato, Lula e o PT mostra que todos aqueles que fizeram coro apoiando os processos contra ele, sabiam o que estavam fazendo. E agora ficam de bico calados.

3 - Além da desmoralização da Lava Jato com a publicação dos documentos chamados operação VASA JATO, onde ficava claro que o processo era uma farsa, alguns jornalistas que já vinham questionando a manipulação jurídica e política, como Reinaldo Azevedo, na Folha e na Bandeirantes, intensificou o alerta de que "é preciso por fim à FARSA da operação para que à corrupção se dê de forma legal".

4 - Esta semana, mais uma vez o ministério público e a polícia federal tentou invadir o Senado para vasculhar o gabinete de Serra, do PSDB. O STF negou autorização e suspenderam a invasão. Mas, quando foi contra o senador do PT, Delcídio Amaral, foi autorizado. O mesmo aconteceu quando invadiram o gabinetes do senador Fernando Bezerra do MDB, e do deputado Fernando Bezerra Filho. Fica claro que a questão política se sobrepõe a questão jurídica, tornando-se relação de conveniência em vez de direitos iguais para todos.

5 - O Brasil tem 13 mil promotores e procuradores mais 17 mil juizes, mais dezenas de milhares na PF. Neste novo embate entre decisões que protegem os tucanos (PSDB) e abusam dos poderem contra outros, foi a determinação para que a Lava Jato compartilhasse as informações com a PGR - Procuradoria Geral da República. Aí veio à luz da sociedade de que 20.137 pessoas jurídicas e 17.897 pessoas físicas foram e estão sendo investigadas ao bel prazer do pessoal da Lava Jato. Inclusive que eles operavam e operam em parceria ilegal com o FBI americano.

Reinaldo Azevedo, ousadamente registra:

"É preciso pôr fim à farsa publicitária da Lava Jato para que o combate à corrupção seja eficaz e se dê nos marcos da legalidade".

Como estamos vendo na pandemia, a corrupção continua solta no Brasil. Como várias ilegalidades foram realizadas pelo pessoal da Lava Jato.

E o povo continua morrendo e pagando a conta. E muitas vezes sendo feito de otário e massa de manobra.

Precisamos fazer com que no Brasil as leis sejam iguais para todos e que os que violentarem as leis, sejam igualmente punidos. Fazer isto, significa construir uma Nação onde o povo seja sua principal referência e sustentação. E povo aqui somos todos nós, desde o maior banqueiro, ao general, ao político ou ao pastor religioso.

Precisamos contribuir para que os governos, as instituições públicas e privadas estejam à servi;o do povo, da democracia e da liberdade. Dá trabalho, mas é a melhor solução e a melhor forma de governar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário