quarta-feira, 29 de julho de 2020

Golpes que compensam para alguns...

A verdade, quando demora para aparecer, custa caro

A operação Lava Jato foi uma operação de guerra articulada entre políticos inescrupulosos brasileiros, empresários mercenários mesmo que de luxo, o judiciário e a imprensa. Tudo isto para derrubar o governo petista e impedir a reeleição de Lula.

O resto são consequências de um mesmo objetivo. Entre este resto está a destruição da Petrobras e o fim da soberania nacional.

Aos poucos, os fatos verdadeiros vão aparecendo, as pessoas vão percebendo o quanto foram usadas e as disputas facilitam conhecer os detalhes.

É importante dizer que não há inocentes nesta brincadeira. Há mais ou menos grau de envolvimento, mas não há inocentes úteis.

Neste artigo publicado na UOL, que é da Folha, Sakamoto que é um bom jornalista divulga a versão dos procuradores e dos críticos a Aras, procurador geral da República. A matéria não está na íntegra porque o dono do jornal condiciona aos assinantes.

"Aras usa Lava Jato para centralizar poder na PGR, dizem procuradores

Leonardo Sakamoto Colunista do UOL 29/07/2020 14h07 RESUMO DA NOTÍCIA

Procurador-geral criticou Lava Jato e falou em documentos inacessíveis e 38 mil nomes investigados

Em live com advogados, Aras ainda comentou sobre lista tríplice, em que o MPF indica nome à PGR Procuradores ouvidos pelo UOL veem tentativa de ampliar poderes da PGR sobre o MPF

Em meio a um discurso crítico à Operação Lava Jato, Augusto Aras está em campanha para centralizar poder na Procuradoria-Geral da República e reduzir a independência do Ministério Público.

A avaliação foi unânime entre procuradores e subprocuradores-gerais da República ...

- Veja mais em https://noticias.uol.com.br/colunas/leonardo-sakamoto/2020/07/29/aras-usa-lava-jato-para-centralizar-poder-na-pgr-dizem-procuradores.htm?cmpid=copiaecola"

Na história, sempre se matou em nome de Deus e da Liberdade.

A história recente também continua cheia de golpes civis e militares...

Como exemplo de golpes de Estado que deram certo para os envolvidos, cito o golpe militar de 1964, que também não tinha nada de comunismo envolvido e sim a vontade dos Estados Unidos de assumir o controle efetivo sobre o Brasil e a América Latina, liderando uma série de golpes militares na região...

Outro exemplo foi um golpe no início do século 20, na Alemanha, quando eles mataram várias lideranças de esquerda e depois o golpe foi derrotado, mas as lideranças já estavam mortas, facilitando assim a hegemonia da direita no país e o advento das duas guerras mundiais.

Para muitos que hoje demonstram arrependimento com o apoio a Bolsonaro, raro é o que você ver fazer autocrítica ao golpe de Estado de 2016. Eles tentam justificar-se dizendo que Dilma no segundo mandato facilitou a derrubada. Como se o crime compensasse.

No caso dos golpistas contra Dilma e o PT, por enquanto, o golpe compensou, isto é, o crime contra a Constituição valeu a pena. Valeu? Só o tempo irá provar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário