terça-feira, 9 de junho de 2020

Privatizar o Banco do Brasil é crime contra o Brasil

Tirem as patas do Banco do Brasil

Temos que enfrentar o virus.
Temos que enfrentar as loucuras de Bolsonaro.

Temos que enfrentar a política econômica irresponsável de Guedes.
Temos que enfrentar o desemprego e a economia parada.

Temos que enfrentar a destruição da Educação, da Cultura e da Saúde públicas...

E ainda temos que enfrentar a campanha sórdida que o atual presidente do Banco do Brasil está fazendo.

Querer privatizar o Banco do Brasil é crime de lesa pátria.

É crime contra a história do Brasil.
É crime contra a agricultura nacional.
É crime contra as exportações brasileiras.
É crime contra os pequenos e médios agricultores e empresários em geral.
É crime contra a Cultura nacional.
É crime contra o trabalho solidário.
É mais um crime contra o futuro do Brasil.

Resistiremos.

Mesmo não sendo funcionário do Banco do Brasil, tenho sido procurado por funcionários históricos do Banco, alertando para que todas as entidades sindicais, as entidades dos bancos públicos, como Cassi, Previ, AABBs e tudo que existir que tenha uma parte da história ligada ao Banco do Brasil, todas devem fazer parte de uma ampla campanha nacional em defesa do Banco do Brasil. Eu chamaria também as entidades do funcionalismo público em todos os níveis e chamaria as Forças Armadas.

Empresas como Banco do Brasil, CEF, BNDES, Petrobras, entre outras, são estratégicas para a SOBERANIA NACIONAL.

Precisamos combater esta mania de políticos venais se candidatarem dizendo que vão defender o povo brasileiro e, depois de eleitos, fazerem leis privatizando empresas estratégicas. Enfraquecendo tudo que é ligado ao povo brasileiro, enfraquecendo nossa competitividade internacional e a nossa soberania.

Pode ser mais uma provocação do governo Bolsonaro. Mas não podemos relevar. É preciso estar atento e forte... É preciso resistir.

Pode ser mais uma tentativa de enfraquecer o movimento pelo Fora Bolsonaro, enfraquecer o Basta!, enfraquecer o Todos Juntos... Elles querem nos confundir.

É hora de unidade nacional, é hora de colocar o Brasil e o povo brasileiro em primeiro lugar.

Vamos resistir, vamos nos organizar, vamos restabelecer o respeito às regras democráticas e o respeito ao voto livre e soberano do povo brasileiro.

Mexeu com o BB, mexeu comigo! Mexeu com milhões de brasileiros e brasileiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário