sexta-feira, 5 de junho de 2020

Para falar de flores, de pássaros, pandemia e política

Disseram por aí que o mundo ía se acabar...

1 - Que o Trump, perdeu a guerra para a pandemia, ficou desmoralizado e, quando pensava que sendo hostil com a China ganharia as eleições presidenciais, eis que um maluco como ele resolve dar uma "joelhada" num cidadão americano, afro-americano e que gostava de basquete e de crianças...

O que seria um simples "joelhaço" se transformou no segundo maior problema da vida de Trump.

2 - O imitador de Trump no Brasil, Jair Bolsonaro, blefou que era capaz de fazer um grande governo como presidente do Brasil. A conjuntura nacional onde quase ninguém acredita em mais ninguém, fez com que o povo votasse no novo "cacareco". Mas o homem está conseguindo ser pior do que o "cacareco".

3 - Ontem, o Brasil passou a Itália e agora está em terceiro lugar no ranking de qual país vai morrer mais...

Confesso que a cada número alto que é divulgado aumenta minha tristeza. No início eram números de mortes. Ante o clamor do povo, a imprensa e as entidades começaram a mostrar que, por trás de cada número, tinha uma pessoa e seus familiares. Por trás de cada número tem uma história.

E a Folha começou a buscar a vida destas pessoas. Enfermeiras, médicas, enterradores de mortes - na Bahia a gente chama de "coveiros", agora os jornais chamam-nos de "enterradores de mortos". Todos os dias, eu leio mais as histórias dos que morreram do que as opiniões dos políticos.

Tão bonito ler uma jovem brasileira estudante na Europa postar que "a tia avó morreu uma semana depois que o tio avô morreu em função do virus, isto em Pernambuco... Mas, já é muito triste ver o pai de nossa colega de trabalhar morrer por causa do virus... Como é horrível ver os hospitais lotados com gente esperando salas de UTI para internar parentes...

4 - Como é desesperador ver tanto sofrimento e, ao mesmo tempo, ver todos os dias que o presidente da República, em vez de estar cuidando do povo, ele está provocando os juízes, agredindo os jornalistas, ameaçando os congressistas, e ameaçando à todos dizendo que vai armar o povo.

5 - Ao mesmo tempo é bonito ver o povo brasileiro, do Amazonas ao Rio Grande do Sul dizer que não aguenta mais o Brasil ser governado por um louco, inapto para governar. O povo em coro vai gritando: Fora Bolsonaro! E, tirando um punhado de louquinhos, a grande maioria não vai para as ruas defender Bolsonaro.

6 - Aí aparecem os advogados dizendo BASTA; os artistas dizendo: Estamos Juntos"; Os trabalhadores dizendo: Queremos trabalhar, queremos emprego, saúde e educação para todos. Até as torcidas de futebol estão unidas pelo afastamento de Bolsonaro e pela volta da paz no Brasil.

7 - E os 70% que são contra Bolsonaro, começam a discutir calendário de atividades. Os mais jovens querem ir para as ruas, já! Os mais velhos recomendam aguardar a suspensão da quarentena, dia 15 de junho, e assim preparar grandes manifestações a partir do dia 16.

8 - E, enquanto a gente não pode ir para as ruas, sobra tempo para cuidar de casa, atualizar as leituras, e, principalmente cuidar das plantas, dos jardins e das flores. Ainda não aprendi como colocar fotos nos textos. Antes eu conseguia, depois, com tantas atualizações, ficou tudo complicado. Mas, no Face é possível acompanhar as flores e as plantas.

9 - Hoje pela manhã, quando fui varrer as escadas da frente, que diariamente amanhece cheia de cocô de pombos, ao abrir a porta, ouvir um som de pombos conversando, sendo que um deles trazia um galhinho no bico. Estava fazendo um ninho na árvore em frente de casa? E não me falaram nada? E tendo que limpar a sujeira deixada por eles, já que eles escolheram um galho da árvore bem sobre nosso portão de entrada. Já tivemos ninho de rolinhas no quintal. Já tivemos ninho de Sanhaço na árvore da frente. Agora vamos ver se vai dar certo o ninho dos pombos selvagens. Isto mesmo, não é pombo comum, não. São pombos enormes e selvagens. Ao os ver, voam para longe, mas, ao amanhecer cantam muito.

10 - Com tanta coisa para contar, com tanta coisa para fazer, ainda tem gente que gosta de infernizar a vida dos outros. Ontem hackearam a conta de whatsapp de FEIJÓO, nosso grande companheiro sindicalista metalúrgico da Ford de São Bernardo, foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, foi presidente da CUT-SP, vice presidente da CUT Nacional e hoje está ajudando a Secretaria Sindical do PT. Vários colegas já tiveram este mesmo problema. É um inferno!

11 - Parece que começaram a liberar para quem trabalha em escritórios... Se der certo, volto às atividades no Sindicato dos Bancários e na CUT já na semana de 15 de junho. Estou em casa desde 05 de março. Eu quero voltar a ter uma vida normal! Mesmo que tenha que usar máscaras, levar marmitas, voltar para casa mais cedo, eu topo fazer mais sacrifícios, mais quero voltar a poder ir no restaurante japonês, quero ir ver os colegas de trabalho e de vida.

12 - Hoje acaba a eleição do Sindicato dos Bancários de São Paulo. É a primeira eleição com voto eletrônico e com senhas. Uma verdadeira revolução. A categoria estimulou, votou bem e vai continuar contando com o belíssimo trabalho destes jovens bancários e bancárias.

13 - Como este é o item 13, quero dizer a todos que eu adoro o Lulinha Paz e Amor. Que sempre gostei do Lula sindicalista combativo que sabia entender os desejos dos trabalhadores. Que também estou muito puto com os golpistas, mas que precisamos voltar a praticar um pouco de "Paz e Amor". Eu sou daqueles que "perdoa 70 vezes 7", como diz a Bíblia, mas eu não esqueço nenhuma. Democracia é conviver com as diferenças, respeitando as regras do jogo. O pessoal chama isso de Fair Play. Saber jogar e respeita as regras do jogo.

O Brasil não tem tradição de fair play.
Aqui no Brasil, manda quem pode e obedece quem tem juízo.
Mas isto tem que acabar.

Como superamos o golpe de 1964, vamos superar o golpe de 2016.

Daqui pra frente, tudo vai ser diferente..
Negro e pobre também vai ser gente.
E o preconceito dos brancos não vai valer nada, nada.

Com muito amor, muita solidariedade, muita cidadania
Muita liberdade, Saúde, Educação e Democracia.
Fora Bolsonaro!

Viva o Povo Brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário