sexta-feira, 12 de junho de 2020

Objetivos das Guerras: França e Inglaterra na primeira guerra mundial

O poder das bombas valia mais que o poder dos votos


Depois de mostrar os principais objetivos da Alemanha na primeira guerra mundial, vamos mostrar as motivações da França e da Inglaterra.

Como sempre, as guerras servem para disputar poder e controle sobre povos, territórios e riquezas. E não existe "guerra boa". Toda guerra tem morte, destruição e perdas...

A Alemanha desde 1870, quando desmoralizou a França, conquistando Paris, decidiu disputar o poder mundial, até então concentrado na mão da Inglaterra/Reino Unido, tendo a França como aliada na Europa e os Estados Unidos como retaguarda.

O mapa do mundo estava sendo redesenhado com as colônias em todos os continentes, constituindo poderosos impérios.

Depois de dezenas de guerras localizadas nos Balcãs e no Leste europeu. A decadência do Império Otomano estimulou as disputas por territórios, países e povos europeus.

A primeira guerra mundial seria para redesenhar o MAPA DA EUROPA. E, por tabela, o mapa do Mundo.

Antes de mostrar os objetivos da Inglaterra, vou mostrar o tamanho imenso dos objetivos da FRANÇA.

1 - NÃO PERDER A GUERRA PARA A ALEMANHA - Militarmente a França era bem mais fraca que a Alemanha. Portanto, no mano a mano, a Alemanha derrotaria a França em poucos dias. Assim, um objetivo indispensável para a França ter condições de lutar contra a Alemanha era ter uma ALIANÇA com os ingleses. Os dois juntos teriam condições de derrotar a Alemanha.

2 - Para provar que este era basicamente o PRINCIPAL E ÚNICO objetivo da França em relação à Alemanha, escrevo abaixopequena parte do primeiro volume das Memórias de Churchill, escrita no final da guerra.

"Quase um milhão e meio de franceses pereceram em defesa do solo pátrio sobre o qual haviam resistido ao invasor.

Por cinco vezes em cem anos - em 1814, 1815, 1870, 1914 e 1918 - as torres de Notre Dame tinham visto o clarão dos canhões prussianos e ouvido o estrondo de seus disparos.

Agora, por quatro anos medonhos, 13 províncias da França haviam ficado sob o jugo rigoroso do comando militar prussiano.

Durante toda sua existência, eles viveram no medo do Império Alemão. Por quase cinquenta anos, eles tinham vivido em meio ao terror das armas alemãs.

Com a derrota dos alemãs, os franceses imaginaram que NUNCA MAIS passaria por tal violência novamente. Mas o futuro vinha carregado de maus presságios... Onde estava, afinal, aquela segurança sem a qual tudo o que fora conquistado parecia sem valor, e a própria vida, mesmo em meio ao júbilo da vitória, era quase insuportável?

A necessidade extrema era a segurança, a qualquer preço e por qualquer meio, por mais severo ou até implacável que fosse.

A França lutou com bravura, com mais dignidade que na guerra de 1870 e melhor do que na segunda guerra mundial. Mas ainda não conseguiu recuperar o espírito dos Batalhões Napoleônicos que transformou a Europa do século XIX.

Como ficou longo, vamos deixar os objetivos da Inglaterra/Reino Unido para mais tarde...

Nenhum comentário:

Postar um comentário