segunda-feira, 8 de junho de 2020

Lula tem direito de mostrar a contradição

Censura, autocensura e transparência

A ditadura militar censurava, reprimia, prendia e até matava.

Sem liberdade de informação não há democracia.

Com a democratização, as censuras passaram a ser mais ideológicas. A direita escondia ou censurava à esquerda. As versões valiam mais do que os fatos. Mas, a liberdade de imprensa obrigava se garantir o direito de divergir, mesmo que fosse através de canais próprios.

A direita brasileira, que só passou a se assumir como direita a partir do golpe de Estado de 2016, decidiu fazer um combate aberto contra Lula e o PT. Isto porque comprovou que, no voto, Lula e o PT estavam imbatíveis. A direita partiu para o golpe e chegar ao ponto de prender Lula e muitos companheiros do PT.

Só que o presidente eleito pela direita mostra-se pior do que eles esperavam e já se articula um novo impeachment, devendo afastar Bolsonaro por incapacidade administrativa e falta de lucidez. O homem é mais louco do que se imaginava...

Só que, mais uma vez, apesar de tudo que se fez contra Lula e contra o PT, ambos continuam com grande aceitação da população. E a direita já se articula para tentar impedir que Lula e o PT voltem a ser eleitos. Esta tentativa passa necessariamente por uma "censura velada ou ostensiva"à presença de Lula e do PT nos meios de comunicação.

A Rede Globo tem tido um papel importante ao mostrar as loucuras de Bolsonaro, mas, quando se fala de Lula e do PT, a REde Globo reage grosseiramente. A Globo ainda não se adaptou plenamente à Democracia...

Apesar da idade, ainda sonho com o dia em que toda a imprensa brasileira, rádio, jornais e TVs, tratem todas as pessoas com respeito às suas posições ideológicas, gênero, raça e religiões. Isto deve valer tanto para a imprensa da direita como da esquerda.

Como o governo Bolsonaro está sendo uma tragédia, têm surgidos vários manifestos conclamando o povo a se unir na defesa da Vida, da Saúde, da Democracia, da Liberdade e do Estado de Direitos. Num deles, Lula não quiz assinar e ainda fez comentários indelicados.

Fiz meus comentários dizendo que, embora considere que Lula tem o direito de errar, deixei claro que não concordava com ele e que eu considero achando importante Lula e o PT fazerem parte de TODAS AS FRENTES AMPLAS contra Bolsonaro e seu governo fascistas, irresponsáveis nacional e internacionalmente.

Agora Lula está publicando uma nota do porque ele se recusou a dar uma entrevista a um jornalista da Globo. Gostei das ponderações de Lula contidas na nota.

IMPORTANTE QUE O MÁXIMO DE PESSOAS LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DE LULA. Em vez de ouvir falar...

Lula recusou dar entrevista ao jornal O Globo. Leiam a carta que ele escreveu a Bernardo Mello Franco:

“Prezado Bernardo,

Agradeço o convite para uma entrevista para o jornal O Globo em uma série sobre ex-presidentes da República. Seu convite destoa da censura imposta pelas Organizações Globo. Não confundo as organizações com as diferentes condutas profissionais de cada um dos seus jornalistas.

O que me impede de atendê-lo é o notório tratamento editorial que as Organizações Globo adotam em relação a mim, meu governo e aos processos judiciais ilegais e arbitrários de que fui alvo, que têm raízes em inverdades divulgadas pelos veículos da Globo e jamais corrigidas, apesar dos fatos e das evidências nítidas, reconhecidas por juristas no Brasil e no exterior.

As próprias sentenças tão celebradas pela Globo são incapazes de apontar que ato errado eu teria cometido no exercício da presidência da República. Fui condenado por ‘atos indeterminados’.

Ao invés de ser analisada com isenção jornalística, a perseguição judicial contra mim foi premiada pelo O Globo. As revelações do site The Intercept foram censuradas, escondendo as provas de que fui julgado por um juiz parcial, em conluio com os promotores, que sabiam da fragilidade e falta de provas da sua acusação.

Enquanto não for reconhecido e corrigido o tratamento editorial difamatório das Organizações Globo não será possível acolher um pedido de entrevista como parte de uma normalidade que não existe, pelos parâmetros do jornalismo e da democracia.

Luiz Inácio Lula da Silva”

Nenhum comentário:

Postar um comentário