sexta-feira, 26 de junho de 2020

Itaú e XP: Confiança é a base de tudo

A maior doença do Brasil atual é a falta de confiança

- Nós vivemos com um governo que não merece a confiança de 70% da população.

- Somos obrigar a votar em pessoas sem programas e sem compromisso com a verdade.

- Estas pessoas, quando eleitas, fazem leis totalmente contrárias a quem os elegeu...

- Como não se confia nos governos - municipais, estaduais e federal - também não se confia nas polícias militares.

- Como não se confia nos governos nem nas polícias, acaba sendo natural também não se confiar no Judiciário.


- Ainda se confia nos médicos, nos professores, em alguns comentaristas da imprensa, nos padres e pastores.

- Deveríamos confiar nos bancos onde deixamos nosso dinheiro e nossas economias. Deveríamos, mas temos motivos para não confiar - ou desconfiar - já que os bancos - sejam privados ou públicos - vivem cobrando TARIFAS BANCÁRIAS ABUSIVAS, muitas vezes descontam nas suas contas SEM a sua autorização...

Vamos fazer algumas considerações sobre estas duas instituições financeiras de mais sucesso no Brasil. O Itaú e a XP Investimentos.

- A imprensa mostrou um anúncio do Itaú criticando os agentes autônomos que atuam nos bancos de investimentos de forma diferente dos bancos comerciais. Ontem, a XP resolveu sair em defesa de seus profissionais e bateu duro no Itau publicamente.

- Diz o ditado que "roupa suja se lava em casa" e, o Itaú como sócio da XP com 49,9% das ações, precisaria ter avaliado melhor o impacto desta sua campanha de marketing... Da mesma forma que o pessoal da XP, antes de "soltar os cachorros para cima do Itaú", deveria ter uma conversa entre os dois...

- A resposta do dono da XP põe em dúvida o SISTEMA FINANCEIRO e os BANCOS. Isto é: SOBROU PARA TODOS OS BANCOS...

Vejam esta parte da declaração de Guilherme Benchimol, presidente e fundador da XP, publicada na Folha de ontem, dia 24:

"Estamos há 20 anos lutando contra UM SISTEMA FINANCEIRO concentrado que NUNCA inovou e NUNCA se preocupou com o que realmente importa: O CLIENTE!

- Tenho certeza de que os bancos preferem o Brasil do passado, com juros altos e baixa concorrência, explrando ainda mais os empresários e os investidores individuais.""

- "Tenho uma certeza: se tem algo que o banco (Itaú) não é, NEM NUNCA FOI, É SER FEITO PARA VOCÊ".


QUANDO SE PERDE A CONFIANÇA nos bancos ou nas corretoras, o normal é ter CORRIDA PARA SAQUES, como já aconteceu com dezenas de bancos e corretoras brasileiras nos últimos 50 anos.

Negociei com os bancos por mais de quinze anos e só assinávamos os acordos salariais depois de muitas negociações, e todas elas partindo do pressuposto da confiança entre as partes. Isto é, o que se falava valia.

Vivemos a guerra contra a pandemia...

Vivemos a guerra contra um governo irresponsável...

Vivemos a guerra contra o desemprego e a paralisia da economia...

Não precisamos de mais guerras... ainda mais no sistema financeiro...


Se houve "quebra de confiança entre os interlocutores do Itaú e da XP", é necessário que as duas instituições se resolvam, mesmo que tenham que trocar alguns profissionais...

O Banco Central, a CVM, a Fenaban e todos que são diretamente atingidos por este tipo de guerra, precisam exigir respeito às regras democráticas e de mercado.

A gente sempre sabe como as guerras começam, mas jamais sabemos como elas acabam.E, geralmente, as guerras começam a partir de pequenos problemas, principalmente de birras pessoais... que levam a milhões de mortes e milhares de empresas fechadas.

Quem avisa, amigo é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário