quarta-feira, 3 de junho de 2020

Cansei! O movimento contra os abusos

A moda agora é participar de movimentos

Eu resolvi participar de todos que buscam à vida, à saúde, à qualidade de vida e à liberdade...

Agora está surgindo o pessoal do Cansei!

Cansei de ler jornais com tantas notícias ruins.

Cansei de ver o governo fazer baixarias.

Cansei de ver policiais intimidando jovens em manifestações.

Cansei de ver gente que tem dinheiro, se fazer de pobre para pegar 600,00.

Cansei de assistir passivamente estas loucuras de tanta gente morrendo por omissão dos governos.


Queira o governador de São Paulo ou não, vou ficar na quarentena até o próximo dia 15 de junho.

A partir do dia 16 volto a trabalhar no Centro de São Paulo, onde frequento desde janeiro de 1970.

Aceito até trabalhar meio período, ir de carro e voltar mais cedo, mas não fico mais enclausurado. Já estou em casa desde o dia 05 de março.

Quero poder abraçar nossa filha, nosso genro, nossos colegas de trabalho e nossos vizinhos...

Quero poder ir num restaurante japonês e comer um sushi com sashimi e chá verde...

Quero que nossa filha volte a almoçar com a gente no fim de semana.

Quero voltar a ter vida saudável...


O que eu não cansei:

Cuidar das plantas e das flores.

Preparar o café da manhã,

Varrer o quintal e fazer faxina

Ler os jornais para fazer o resumo do dia.

Telefonar para as pessoas.

Fazer meus exercícios de Tai Chi e minhas caminhadas na nossa rua.

Ler os livros, especialmente os quatro volumes de David Stevenson, A História da Primeira Guerra Mundial. Que farei mais comentários quando acabar o último dos quatro.

E como a história da humanidade é uma história de guerras, estou pensando quando acabar os livros da primeira guerra, vou tentar ler a história da guerra mais famosa de todos os tempos. Vou começar a ler Odisseia. Descobri que há quatro edições diferentes em casa, mas pretendo ler a mais bonita que é da Cosacnaify. Espero que até o final do ano eu consiga terminar.

Se a Odisseia traça a volta ao lar de Odisseu, depois de vinte anos, eu quero ver como ele fez para não se cansar.

Uma coisa eu sei, depois desta pandemia, NADA SERÁ COMO ANTES, NADA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário