sexta-feira, 1 de maio de 2020

O Brasil precisa de um gesto. Este Primeiro de Maio foi o gesto que precisava...

Um gesto pode mudar a vida das pessoas e dos países...

O gesto entre o ter vontade e realizar, ou um gesto entre a teoria e a prática pode definir a vida.

Dirigir alcoolizado sem pensar nos outros, é um gesto.

Não fazer acompanhamento médico regulamente é também um gesto de sérias consequências.

Casar ou juntar os trapos para ir morar juntos, eis um dos gestos mais difíceis da vida...

Mais difícil do que casar ou juntar os trapos, é separar-se. Que gesto difícil de se fazer!

Apoiar golpes civis e militares para impedir que a esquerda cresça, é um gesto.

Querer levar vantagem em tudo, é outro tipo de gesto.

Mudar de cidade e de emprego, para melhorar de vida, é também um gesto determinante...

Escolher a profissão que vai seguir na vida também é um gesto dificílimo...


O que faz uma pessoa escolher este ou aquele caminho, tomar esta ou aquela decisão?????

Neste primeiro de Maio de 2020, o Brasil presenciou um gesto que pode mudar tudo para melhor...

As Centrais Sindicais, provavelmente motivadas por necessidade de defender os trabalhadores e também sobreviver como instituição, conseguiram unir as entidades de esquerda, com as lideranças de centro-direita, com representantes religiosos, entre tantas pessoas, artistas de mundo inteiro...

Os setores mais radicais, tanto da esquerda como da direita, não participaram do primeiro de Maio Unificado, em defesa da Vida, da Saúde, do Emprego e da retomada do crescimento econômico.

O pessoal está dizendo que este gesto será CAPA DA FOLHA amanhã, dia 02, sábado.

Sair na Capa da Folha é como sair no Jornal Nacional da Globo. Todo mundo reclama, mas bem que gosta quando aparece. E, para aparecer nestes locais tem um preço caríssimo! Tem que fazer o que os donos querem do jornal e da TV querem. Não vale trair a sua classe, nem abandonar seus companheiros, mas significa fazer concessão,FAZER UM GESTO.

Tanto a Folha como a Globo não se arrependeram do gesto de apoiar o golpe militar de 1964, nem o golpe civil de 2018... Mas, elas também tem que fazer o seu gesto, mesmo que temporário... A Folha e a Globo sabem que SEM DEMOCRACIA elas também não sobreviverão... serão compradas pelas multinacionais. Afinal, se podem privatizar tudo, o mesmo vale também para a imprensa.

Gestos caros à própria vida...

Fernando Henrique, para ser eleito presidente do Brasil, teve que virar neoliberal, privatista, fazer aliança com Antonio Carlos Magalhães e aliar-se publicamente aos americanos, deixando os franceses em segundo plano. Negou até o que tinha escrito e veio a apoiar golpes de Estado. Não deve ter se arrependido.

Lula, para ser eleito presidente do Brasil, também teve que fazer sua Carta aos Brasileiros, prometer respeitar as leis do Plano Real e do respeito ao Estado conservador nacional. Como heresias como dar autonomia à Polícia Federal e muito espaço para o Ministério Público... Foi o melhor presidente que o Brasil já teve. Seu grande erro foi apoiar Dilma candidatar-se para um segundo mandato. Suicídio político dela e dele... As Forças Ocultas avisaram que Dilma "não passaria..." O gesto mais caro que o PT já pagou desde sua fundação.

A maioria do povo brasileiro e suas instituições guinaram para a direita - conservadora, fascista, golpista, entreguista e tudo que se possa imaginar como forma de derrotar o PT e impedir que um candidato moderadíssimo ou quase tucano ganhasse.

Este gesto de insanidade coletiva trouxe o Brasil para o que é hoje...

Estamos todos perdendo, mesmo os que venceram as eleições. Mas tudo isto é aprendizagem...

O Brasil e o povo brasileiro merecem este gesto.

A unidade nacional em defesa da Vida, da Saúde e do Brasil deve estar acima de nossas vaidades, de nossa birras, de nossas invejas e de nossas ambições e de nossos preconceitos.

A decisão das Centrais não foi um gesto fácil. Foi uma necessidade coletiva.

A condição para este gesto crescer e servir de base para um novo Brasil é o respeito às diferenças, a pluralidade e a diversidade.

Sem medo de ser feliz e com o coração aberto, sangrando de dor em ver tantos brasileiros morrendo, tantas famílias sem poder acompanhar seus entes queridos na hora dos enterros e nos hospitais.

Neste momento, que falta que Dom Paulo Evaristo Arns faz.

Façamos o gesto que Dom Paulo adorava, vamos nos unir por um mundo melhor, um mundo de paz e de solidariedade.

Um comentário: