domingo, 12 de abril de 2020

ITAÚ DOA UMA BILHÃO PARA COMBATER O VIRUS

Doação do Banco terá gestão própria

Nesta segunda-feira o Brasil verá pela primeira vez, uma empresa doar um bilhão de reais para ajudar a salvar vidas, ajudar a combater o vírus e ajudar o Brasil a voltar ä normalidade....

Confesso que esperava por algo assim do Itaú há mais tempo. O Itaú estava retraído...

- O Itaú tornou-se o maio banco do Brasil ainda no governo Lula-Dilma, quando associou-se ao Unibanco e deu espaço para Pedro Moreira Salles exercer uma cogestão, mesmo sendo bem minoritário no novo banco,
-
- está crescendo no exterior,
-
- foi o maior beneficiário das privatizações desde o governo Fernando Henrique Cardoso,
-
- bancou a candidatura de Bolsonaro como um risco necessário para evitar à volta do PT ao governo,
-
- passou pelo maior crescimento dos últimos anos sob a presidência de Roberto Setúbal, o maior Midas da história do Brasil,
-
- ao se juntar com o BBA, além de adquirir um bom banco, criou uma sólida parceria com uma das melhores famílias – a Família Bracher,
-
- é um grande aliado dos Estados Unidos,
-
- foi um dos primeiros bancos a assumir que não demitiria durante a crise do vírus, inclusive comunicou aos Sindicatos e à Contraf,
-
- já tinha doado para combater o vírus 160 milhões de reais,
-
- tem na família Setúbal médicos qualificados, educadoras respeitadas, e uma tradição cultural com museus, liderados por Milu Vilella, no MAM.
-

Por que então esperava isto do Itaú há mais tempo?

Ante o fracasso de Bolsonaro em administrar a crise do vírus, os empresários que bancaram a candidatura de Bolsonaro foram dando sinais de que “ tudo tem limite”, e ESTA CRISE TAMBÉM TEM LIMITE.

Com o Brasil ä deriva, o país caminharia para duas alternativas: ou o PT voltaria a ganhar as eleições municipais, governadores e presidente; ou, os militares derrubariam o governo e assumiriam o poder, voltando o Brasil a mais uma ditadura militar.
Como faltam empresários corajosos para por limite no governo Bolsonaro, ficou a pergunta: QUEM BOTARIA O GUIZO NO PESCORÇO DO GATO?

Esta pergunta vem circulando em todos os setores da sociedade. Ninguém está satisfeito com Bolsonaro. Nem os crentes, quanto mais os não religiosos.

O Itau vai trucar dezesseis. Vai dizer que topa entrar com tudo na luta pela vida e contra o vírus, DESDE QUE, o governo federal não atrapalhe.

E como não confia botar dinheiro, muito dinheiro, nas mãos de governantes, constituirá uma COMISSÃO DE GOVERNANÇA DO DINHEIRO, onde participarão profissionais da Saúde, como Drauzio Varella, o Hospital Sírio Libanês, entre outros, além de profissionais de outras áreas.

Um bilhão é muito dinheiro, a maior doação já realizada na história do Brasil.

É um bom começo. Deus queira que seja decisivo para derrotar o vírus e salvar o Brasil.

Mas precisamos tomar alguns cuidados:

- os bancos precisam explicar melhor o porque os juros no Brasil continuam tão alto?
-
- Porque os empresários e as pessoas físicas continuam reclamando que vão ao banco pedir empréstimos e não conseguem?
-
- Porque na Europa se consegue empréstimos a um por cento ao mês e no Brasil os juros chegam a 13 ou 14% ao mês, como nos cartões de crédito?
-
- Podem botar a culpa no Banco Central, mas quem manda no Banco Central são os banqueiros, mesmo no governo do PT. Lembram de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central e ex-presdiente do Banco de Boston no Brasil e no mundo.
-
- Com a grande concentração bancaria em São Paulo, os Estados brasileiros, todos menos São Paulo, ficam dependendo de São Paulo. Isto vale inclusive para o BB, a CEF e o BNDES...
-
- SE for mantido o esvaziamento orçamentário das administrações públicas e o fortalecimento de interferência privada com doações geridas por fundações, institutos e gestões familiares, o Brasil vai de fato ser administrado por uma minoria aristocrática que tutelará o aparelho do Estado. Aí a pouca democracia desaparece...
-
- O mundo tem vários modelos de bem estar. É natural que o Itaú queira copiar os Estados Unidos, mas há bons exemplo como o da Alemanha, da Holanda, da França, da Inglaterra, da Suécia e tantos outros.

Que Deus ilumine os dirigentes do Itaú, ilumine a todos que queiram contribuir com bilhões ou com “os ôbulos da viúva” conforme a Bíblia.

Sabemos que a Folha vem dando uma cobertura exemplar da luta contra o vírus, sabemos que o judiciário vem passando dos limites de vez em quando, sabemos que o sistema educacional brasileiro vem caindo de qualidade nos últimos anos, sabemos que a formação médica nacional, mesmo nas escolas públicas, vem priorizando mais a formação para a medicina privada do que para o SUS, sabemos que os militares andam irritados com Bolsonaro, sabemos que o desemprego e o arrocho salarial está matando tanto quanto o vírus....

Mas, juntos podemos superar tudo isto, juntos podemos DAR UMA TRÉGUA PELA VIDA E CONTRA O VIRUS.

Juntos podemos começar um novo Brasil. Um Brasil solidário e respeitoso.

Posso não ter milhões de reais para doar, mas tenho uma vida dedicada a um Brasil democrático, com plena liberdade, com respeito às diferenças e na construção do novo sindicalismo brasileiro e internacional, tenho mais de dez médicos na família e tenho certeza que todos eles topam estar juntos com os empresários nesta guerra contra o vírus, pela vida e pelo Brasil.

Nunca fui a favor dos extremos , nem da direita nem da esquerda, sempre defendi a economia de mercado e as liberdades democráticas, creio que tenho muito a contribuir , inclusive porque os problemas do vírus não são apenas médicos, também são sociais, econômicos e comportamentais...

Que venham os bilhões de reais!
Que venham as gestões participativas!
Que venham as urgências urgentíssimas!

Vamos salvar o povo brasileiro!
Vamos salvar o Brasil!
Sem medo de ser feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário