sexta-feira, 17 de abril de 2020

Chegamos a 2141 mortes, novo recorde

Uma gripinha que já matou mais de dois mil brasileiros

Agora o presidente diz que se abrir o comércio e morrer mais gente, pode botar na conta dele, ou no colo dele. É mole?

As famílias estão perdendo avós, pais, filhos e filhas e o presidente brincando com a miséria do povo...

O que interessa é que já são mais de 2 MIL MORTES!

Mesmo considerando a hipótese mais otimista de que tenhamos daqui para frente 200 mortes por dia, na próxima sexta-feira, 24 de abril, já tenhamos passado de 3.500 mortes.

Os números, além de servir para contar, também criam fantasias, esperanças, etc.

Antigamente existia o úmero Mappin: 1,99; 149,00; 499,00; 999,99; com o tempo, os postos de gasolina passaram a usar os números Mappin para esconder o quanto a gasolina vai ficando cara no Brasil. Por exemplo: a gasolina aparecia no painel do posto de gasolina como sendo $3,99, mas o posto estava rancando 4,00 do seu bolso, ou conta bancária, ou ainda do cartão de crédito...

Sobre as mortes atuais os números destacados pela imprensa são: 10; 100; 200; 500; 1000; 1200; 1500; 1950: 2000!!!

Logo, logo chegaremos a 3000!!! Depois a 5.000!!! e mais tarde a 10.000!!!

E o presidente do Brasil vai poder dizer que o Brasil está parecendo os Estados Unidos, onde as mortes já passaram de dez mil.

E enquanto as mortes vão aumentando diariamente, o Congresso Nacional vai aprovando um tal de ORÇAMENTO DE GUERRA, onde, mais uma vez o governo Bolsonaro mete a mão nos bolsos do povo, principalmente dos mais pobres. Estas medidas que aumentam o desemprego e arrocham os salários estão sendo aprovadas sob o pretexto da guerra contra o virus, mais os próprios deputados e representantes do governo Bolsonaro já avisam que pretendem manter estas leis contra o povo durante mais alguns anos ou que fiquem até enquanto der...

Estes são verdadeiros enganadores do povo! Falsos profetas! Mercenários que prestam serviços aos empresários e aos estrangeiros.

E, enquanto os cães latem, o povo vai morrendo... até quando????

Nenhum comentário:

Postar um comentário