sábado, 21 de março de 2020

O virus tomou conta de nossa vida?

As informações desorganizadas mais confundem  que esclarecem.

- Quem pode sair de casa e quem não pode?
- Quem pode pegar metrô e ônibus e quem não pode?
- Quem pode ir para o local do trabalho e quem não pode?

- Quais cuidados precisamos ter nos locais de trabalho?
- Álcool gel, toalhas descartáveis, alimentos saudáveis, banheiros limpos, janelas abertas em vez de ar condicionado?
- Não participar de reuniões com muita gente. Evitar conglomerados, incluindo atos religiosos, políticos e culturais...

- Quando devemos ir ao hospital?
- Onde podemos encontrar “quadros informativos de confiança”?
-Por que os jornais não publicam diariamente estes quadros informativos?
- Por exemplo, construir uma linha de tempo onde as informações vão sendo acrescentadas, mantendo o passado, o presente e o futuro, assim podemos comparar o que foi falado com o que realmente aconteceu.

- Todos concordam que a prioridade é combater o virus,
- Como evitar que os políticos interfiram negativamente neste combate ao virus?
- Como evitar que as empresas aproveitem o desespero para demitir mais gente?
- Como evitar que as empresas tenham tanto prejuízo que tenham que fechar?

Afinal, a prioridade nacional é salvar vidas, salvar a economia, aprender a lidar com tragédias e evitar a desagregação social. Além dos virus, temos as tragédias das enchentes, dos acidentes de trânsito, etc.

Por enquanto, o virus tem atacado mais a classe média e os ricos, já pensaram quando o virus chegar no povão?

O povão já está sentindo os impactos da “guerra ao virus”, o povão já está perdendo empregos, já está ficando sem bicos e sem dinheiro, sem aula para as crianças sem igrejas para rezar e sem locais para fazer as compras...

Precisamos organizar melhor as informações, senão, quando o virus chegar, já estaremos exaustos e sem condições emocionais para enfrentá-lo. Façamos como os filmes nos ensinaram, juntos e com planejamento, poderemos derrotar o virus de forma mais rápida e com menos tragédias...


Que tal todo mundo assistir novamente ao filme “Sete homens e um destino”? Além de outros clássicos... Na quarentena, da tempo até para assistir novamente “Os dez mandamentos”, com as pragas do Egito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário