quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Petrobras – A imprensa mente

Em defesa da Petrobras e da Soberania Nacional

Os jornais tomaram a seguinte decisão em relação à greve nacional dos petroleiros: esconder, não deixar aparecer, boicotar e derrotar os petroleiros.

Não sabemos se os jornais são aliados, contratados, ou estão seguindo ordens do governo, mas temos certeza e convicção que esta censura explícita é uma agressão à democracia e à liberdade.

Enquanto a greve nacional dos petroleiros cresce a cada dia,
a pressão do governo, do judiciário e
da imprensa contra a greve fica mais explícita.

Estão destruindo a Petrobras e seu patrimônio.
Estão destruindo nossa soberania nacional.
Estão destruindo nossos empregos e nossos trabalhos.
Estão tentando destruir a liberdade duramente conquistada.

Vamos denunciar a guerra suja contra a Petrobras e contra os petroleiros.
Vamos denunciar os entreguistas.

Vamos defender o Brasil e a nossa Soberania Nacional.

Vejam abaixo as informações fornecidas pelo FUP e Comando de Greve:


Em greve
Petroleiros voltam a subsidiar combustíveis a preços justos

Desde o início da greve, os petroleiros já realizaram ações semelhantes no Paraná, em Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Espírito Santo e Rio Grande do Sul

Publicado: 13 Fevereiro, 2020 - 09h53 - Escrito por: FUP

Nesta quinta-feira, 13, quando os petroleiros completam 13 dias em greve, a FUP e seus sindicatos realizam novas ações solidárias para que a população possa ter acesso a combustíveis com preços justos. O objetivo é alertar os consumidores sobre os prejuízos causados pela política de preços que a Petrobras adota desde 2016 e que faz parte do pacote de desmonte e privatização da empresa.

Ao longo da manhã de hoje, os sindicatos estarão subsidiando descontos de botijões de gás e gasolina em seis estados do país – Amazonas, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Na sexta, também haverá subsídios de combustíveis no Rio Grande do Norte e Ceará.
Desde o início da greve, os petroleiros já realizaram ações semelhantes no Paraná, em Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Apesar de extrair petróleo com um dos custos mais baixos do planeta, a Petrobrás reajusta os preços dos derivados nas refinarias de acordo com as variações do mercado internacional e, consequentemente, do dólar, que já chegou a R$ 4,30.

Além disso, a empresa vem reduzindo o uso de suas refinarias, que operam hoje abaixo de 70% da capacidade. Há seis anos, as refinarias operavam com 95% de capacidade.

Ou seja, o Brasil está importando combustíveis que poderiam ser produzidos no país, o que nos deixa ainda mais expostos aos efeitos das crises internacionais. A situação ficará ainda mais grave com a venda de oito das 15 refinarias da Petrobrás.

Confira os locais das ações solidárias dos petroleiros nesta quinta:

Belford Roxo (RJ)
Horário: 9h Local: Rua Padre Egídio, 78 - bairro Lote 15 (Paróquia São Simão) Combustível: Gás de cozinha – 50 botijões

Salvador (BA)
Horário: 11h Local: Posto BR – Avenida Vasco da Gama, em frente à antiga Coca-Cola Combustível: Gasolina – 100 vouchers
Manaus (AM)
Horário: 10h Local: Avenida José Lindoso (antiga Avenida das Flores), s/n, Loteamento das Orquídeas Combustível: Gás de cozinha – 200 botijões

Esteio (RS)
Horário: 10h Local: Rua Rio Grande, 2092, Centro Combustível: Gás de cozinha – 100 botijões

Jaboatão dos Guararapes (PE)
Horário: 10h Local: Rua Boa Esperança, s/n - em frente à Escola Estadual Nestor Gomes de Moura - bairro Vila Rica Combustível: Gás de cozinha – 200 botijões

São Mateus (ES)
Horário: 8h Local: BR-101, km 67,5 (portaria da Base 61, sede da Petrobrás em São Mateus) Combustível: Gás de cozinha - 100 botijões

Nenhum comentário:

Postar um comentário