quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Um Natal cheio de incertezas. Faça a diferença.

Um ano de VACAS MAGRAS mas cheio de vontade

Coincidindo com o final de ano, a imprensa destaca o aumento do desemprego, o aumento da violência, a perda de qualidade de vida e, principalmente, um Natal sem muita alegria, sem muita esperança e sem acreditar nos governos.

Teremos mais Natal de Vacas Magras,
do que Natal de fartura de comida e de presentes...


Como nos casamentos na Igreja, o Natal é o momento de avaliação, de conciliação e de compromissos. É o momento de lembrar que devemos estar juntos, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. O Natal é a festa mais bonita do cristianismo.

Jesus nasceu num estábulo, entre os animais e pessoas. A pobreza material foi compensada pela riqueza espiritual. A mãe de Jesus viveu muitos anos onde hoje é a Turquia, como gesto de aproximação entre o Ocidente e o Oriente.

É possível e necessário que saibamos respeitar as diferenças religiosas, políticas e étnicas. O mundo precisa de Paz e Prosperidade. O mundo precisa de mais solidariedade e menos violência. O mundo precisa de mais equidade e menos concentração de renda e de poderes.

A solução para a economia não é o endividamento das pessoas e dos governos.
A solução da economia passa pelos setores estratégicos e imprescindíveis para produzir aquilo que absorva mais mão de obra, gerando mais empregos e mais trabalho.

A solução da economia passa pela ampla participação da população na definição das políticas púbicas, como educação, saúde e infraestrutura.

Para saber que existem vacas gordas e vacas magras é necessário que uma pessoa possa ser comparada com a outra e procurar saber os fatores que fazem com que tenham histórias e resultados diferentes...

Como José fez no Egito ao interpretar os sonhos do Faraó, precisamos aprender a planejar e a implementar o planejamento de forma coletiva e desenvolvimentista.

Das vacas magras podemos construir um mundo melhor e um Brasil melhor. Da convivência com os políticos destrutivos e mercenários, podemos aprender a eleger pessoas verdadeiramente honestas, que cumpram os compromissos assumidos e que acatem as decisões da maioria.

Um ano diferente: 2020!

Sejamos diferentes.
Vamos fazer um novo compromisso,

vamos começar um novo ano contribuindo
na construção de um ano melhor para todos e todas.

É preciso amar e ser solidário.
Com a Família, no trabalho e na vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário