terça-feira, 10 de setembro de 2019

Pré guerra ou guerra declarada?

Sozinho, ninguém está protegido, nem garantido...

Ao pesquisar sobre quais países têm alguém lendo os textos que publico neste blog nos últimos dias, deparo-me com dois destaques:

1 - Mesmo sendo "carneirogilmar.com.br",
há sempre alguém no exterior lendo o que publico. Por exemplo: Estados Unidos; Rússia; Canadá; França; Emirados Árabes; Alemanha; Ucránia; Israel; Região Desconhecida; Hungria; Irlanda e China.

2 - Observem a ausência de países da África e da América Latina.
Por acaso estão estes países ausentes da pauta internacional ou é que são mais pobres que os demais???

Constatamos que a Ásia está disputando econômica e politicamente com a Europa e os Estados Unidos seu novo espaço no mercado internacional. Se somarmos os PIB's da China, do Japão e da Índia, e compararmos com a Europa e os Estados Unidos percebemos bem a diminuição da diferença;

Constatamos também que, quanto mais a tecnologia avança, menos competitivos os países da África e da América Latina ficam...

Como reverter esta tendência negativa?

Os países do BRICS, que, juntos, pretendem melhorar a capacidade de intervenção no cenário internacional, por um lado, sentem o impasse na economia da África do Sul, por outro lado, estão sentindo o retrocesso que está acontecendo com o
Brasil. Como evitar que estes tipos de retrocessos aconteçam? Como consolidar a participação popular na defesa de seus projetos? Acabou o sonho da "burguesia nacional"? Ou o correto seja criar uma grande classe média, ampliando sua formação escolar e competitividade produtiva, além de consolidar a participação na gestão da economia e das instituições públicas?

Todos seguimos algum caminho.


Em função de muitos negarem o clima pré-guerra,
milhões morreram na segunda guerra mundial.

Já passamos por 1929, 1933, parece que chegamos a 1936...
Começou na Espanha,
passou pela Itália e se espalhou pelo mundo.

E não foi por falta de avisos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário