segunda-feira, 22 de julho de 2019

Morreram João Gilberto, Barelli e outros famosos...

Nossa geração está ficando velha

"Ai, ai, ai Isaura
assim não posso ficar,
se eu cair em teus braços,
não há despertador que me faça acordar.

Eu vou trabalhar!"

Sempre que ouço João Gilberto cantando esta música lembro-me de duas coisas: primeiro de nossa mãe que também cantava muito bem afinada e com ritmo; segundo, eu sempre me pergunto se esta música é ou não do tempo do Estado Novo. Já que cultiva o trabalho, e sacrifica o amor e o prazer. Trabalhar é fundamental para levantar o Brasil...

Por falar em trabalho, uma das alegrias que o sindicalismo me deu foi conhecer e conviver com Barelli, o economista do Dieese. Fui diretor do Dieese e convivemos fatos interessantes. Prisão no Dops, reuniões com o Senador Montoro, depois com o governador Montoro, Joelmir Beting, Jorge Coelho - da CUT-SP, quando acertamos que o Dieese iria para o parque Água Branca. Foi Barelli que convidou-me para participar da Fundação Mário Covas e aceitei com prazer.

Da família, só não conheci o filho o Pedro. Lourdinha foi orientadora da nossa filha no Vera. Vim morar na Rua Caropá, onde os Barelli viveram por mais de 30 anos.

Que o Céu seja pequeno para pessoas como Barelli e João Gilberto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário