domingo, 9 de junho de 2019

Negocia-se antes ou depois da greve?

Negociar de verdade ou de mentira?

Será que este governo pretende negociar com seriedade?

Os conservadores, golpistas e interessados em ganhar dinheiro tirando direitos dos trabalhadores dizem que o governo deve estar à seus serviços e que o governo não deve negociar com as centrais sindicais nem com a oposição, pois, estes foram derrotados nas urnas.

As centrais sindicais acham que devem pressionar para que haja negociação séria ante tantas coisas que estão se propondo tirar dos trabalhadores. Este governo caracteriza-se amplamente como um governo à serviços dos patrões e dos Estados Unidos. Portanto, qualquer negociação será difícil, porém muito necessária.

Como a oposição partidária se comporta, não consigo dimensionar por falta de acompanhamento. Mas, presumo que também os partidos da oposição querem negociar com seriedade e transparência. Afinal, eles representam metade do eleitorado brasileiro e tem legitimidade para representar a parcela mais consciente do povo brasileiro.

Está evidente que estamos diante de uma grande frente conservadora que quer reduzir os direitos dos pobres e dos trabalhadores em geral.

Só o povo tomando consciência de quanto está sendo prejudicado pelo governo, terá força para se contrapor a tantos abusos.

A evidências de que parcela do povo, estimulada pela imprensa, considera que somos radicais e que não aceitamos negociar nada, o que não é verdade quanto a negociar ou não.

Devemos compor uma grande negociação nacional que tenha como principais negociadores os deputados e senadores mais os representantes dos trabalhadores através dos sindicatos, centrais sindicais e movimentos populares.

O povo não é bucha de canhão para ser queimado vivo com a perda de seus direitos.

O Brasil terá no próximo dia 14 uma das maiores greves da sua história. Vejam as orientações nas suas entidades sociais e na imprensa. Salário não cai do Céu.

Vamos à luta!


Greve geral no dia 14 de junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário