domingo, 16 de dezembro de 2018

Sebastião Salgado, a Folha e os textos

Sebastião Salgado na Amazônia. Lindas fotos e textos estranhos.

A folha, quando não está falando de política nacional e dos Estados Unidos, normalmente é muito boa. Mas, hoje fiquei confuso com as lindas fotos - de Sebastião Salgado - e textos - da Folha - estranhos.

Por exemplo:


" após ter sido DIZIMADA e PERSEGUIDA NOS ANOS 1970..." , isto vem de um "olho", texto que vem abaixo do título para facilitar a identificação da abordagem e estimular a leitura.

Já o título grande diz: "O povo ressuscitou, cresceu e ganhou a aldeia global".
Ué? se foi dizimada e perseguida, como foi que ressuscitou e vive seu renascimento cultural????

É um caderno completo sobre a Amazônia de Sebastião Salgado e destes índios... Mas a capa do caderno pode facilitar ou não...

Vejam mais detalhes. Detalhes???


"Na contramão do que se costuma ouvir sobre índios brasileiros, os YAWANAWÁS, habitantes da Terra Indígena Rio Gregório, no ACRE, são hoje um exemplo de exuberância cultural e populacional.

Reduzidos a 120 indvíduos no auge da ditadura militar, no início da década de 1970, esquecidos de suas tradições e sofrendo com uma altíssimo índice de alcoolismo e uma grave desagregação social, ELES ESTAVAM VIRTUALMENTE EXTINTOS.

Entenderam? Eles estavam VIRTUALMENTE EXTINTOS!!!



Vou guardar o Caderno Especial para ver e ler mais tarde, durante a semana. Ler sobre política já está muito difícil, ler sobre o Natal mais difícil ainda, agora tem o João de Deus e os índios da Amazônia.

E eu só queria ler o jornal de domingo...



Nenhum comentário:

Postar um comentário