sexta-feira, 28 de setembro de 2018

O lulismo respeitoso de Haddad continua crescendo nas pesquisas

O lulismo como sujeito de direito, e não de favor.

Vejam a tradição brasileira:

Os brancos pobres eram educados para obedecer e complementar as necessidades profissionais dos mais ricos.

Os negros, oriundos de longo período de escravidão, continuaram pobres, sem escolaridade e trabalhando no serviço sujo e pesado.

As mulheres foram condicionadas desde crianças a servir aos homens.

Um país imenso, rico, porém com profunda concentração de renda, sem escolaridade plena para as crianças, tendo ainda mais de 14 milhões de analfabetos. Se for levantar os analfabetos funcionais teremos mais de 40 milhões.

De repente, depois de mais de 500 anos de existência, o Brasil viu seu povo ser valorizado, prestigiado, ser tratado como cidadão e como sujeito de direito a alimentar-se, a estudar, a ter as coisas básicas dentro de casa, a viajar e ir ao cinema ou ao teatro. Lula possibilitou tudo isto em poucos anos.

O quê fez com que Lula melhorasse a vida de todos os brasileiros,
e os presidentes anteriores não fizeram?


Por que os outros presidentes ficaram ricos ou bem de vida, enquanto Lula continuou morando em São Bernardo do Campo,continuou lembrando da sua infância difícil e do Nordeste distante?

Não adianta responder que foi porque Lula soube aproveitar as exportações e os superavits comerciais para distribuir dinheiro e políticas públicas para o povo mais pobre, melhorando a vida de mais de 40 milhões de brasileiros.

Na verdade, no Brasil sempre preponderou a política de "levar vantagem pessoal" em primeiro lugar, e só depois vem o coletivo, o benefício da comunidade e do país. Crescemos ouvindo que pagar imposto é ser idiota...

As pesquisas estão apontando que vamos ganhar estas eleições presidenciais. Haddad é professor de direito, pessoa de paz e de ouvir as pessoas, já começou a mostrar por onde passa que o Brasil precisa ser pacificado, unificado, voltar a ter emprego e salários para quem precisa.

Haddad, com o apoio da sua vice, Manuela, com as orientações de Lula, nossa maior liderança, e com a participação do povo no governo, vai ajudar o Brasil voltar a crescer e a ter autoestima.

Haddad vai voltar a unificar o povo mais pobre com a classe média e com os mais ricos. Pagar impostos, ajudar a manter as cidades limpas e prazerosas, com pistas de ciclismo e praças para as crianças brincarem sem medo de ladrões e assassinos.

O lulismo vai deixar de ser coisa de pobre, para ser uma característica do povo brasileiro.

Haddad, um candidato oriundo da academia e que está aprendendo a amar e respeitar o povo.


Se cada um fizer sua parte, respeitando as diferenças, o Brasil voltará a ser um grande país e passará a ser uma grande nação. Somos um país de imigrantes e todos têm direito de dar e receber na construção do nosso Brasil.

Além de praticar escolas, precisamos praticar nossa aprendizagem teórica. Ao combinar a teoria, com a prática, com os desejos e planejamentos, veremos que ganharemos tempo e qualidade de vida. Para começar, o primeiro passo é votar em Haddad para presidente e nos demais candidatos que firmarem compromissos com estas bandeiras.

Brasil, o futuro é agora. Vamos voltar a ser feliz e solidário.





Um comentário:

  1. O blog voltou! Eeee
    Off topic - estou em SP, livre no fim da tarde e à noite de hoje (domingo), se der me dê um toque no numero de telefone que te passei ou pelo messenger. Abraço

    ResponderExcluir