quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Em nome de Deus ou do Dinheiro?

Pregadores religiosos fazem campanha eleitoral

O crescimento das Igrejas Pentecostais no Brasil
, na América Latina e na África, trouxe também algo diferente politicamente. Antes da presença dos pentecostais, havia a Igreja Católica, que faziam política à serviço do Papa e das oligarquias fundiárias e urbana. O importante era que a política era ação partidária...

Com a redemocratização do Brasil e de outros países
, os conservadores perderam a legitimidade política e viram seus partidos conservadores perderem eleições e não conseguiam reconquistar o poder democraticamente. Mesmo com golpe de Estado, os conservadores precisavam de militantes para se oporem aos militantes da esquerda e dos progressistas. Aí a direita endinheirada passou a pagar pela militância das Igrejas Pentecostais como forma de ganhar eleições e também a governar.

Os evangélicos pentecostais
são mais obedientes e não questionam a classe dominante... além da capacidade de não se opor a autoridade dos pastores de suas igrejas que não são transparentes.

O problema também é que começamos a perguntar:
Qual é a missão das igrejas pentecostais???


1 - Servir a Deus e aos pobres, ou

2 - Servir aos ricos, mesmo sendo agredidos por eles???


Além do golpe de Estado e da venda mercenária das nossas riquezas
e da nossa soberania nacional, o Brasil pode, depois de mais de 500 anos da sua constituição, ter, pela primeira vez, um protestante convicto como presidente da República eleito semidemocraticamente.

É a mesma situação do Egito.


Lá, pela primeira vez em milhares de ano, um muçulmano foi eleito presidente do país. Os governos ocidentais, liderados pelos Estados Unidos, não suportaram a ideia de perder o controle de tão importante país e assim patrocinaram e pagaram por mais um golpe de Estado. E acabou-se a democracia.

Aqui no Brasil,
pode haver a combinação dos militantes evangélicos se unirem aos militares golpistas, com o apoio do empresariado, do judiciário e da imprensa, mesmo estes sendo majoritariamente CATÓLICOS. Neste caso, os interesses corporativos conservadores e fisiológicos serão os estímulos para valer tudo pela chegada ao poder num país como o Brasil.

Esta aliança fisiológica, conservadora e corrupta pode levar o Brasil a muito sofrimento e subserviência. Pode levar o Brasil a perda da sua soberania nacional. Nem com os ingleses, nos séculos passados, fomos tão serviçais.

Vade retro satanás...

Nenhum comentário:

Postar um comentário