segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Bancários, CUT e Eleições Presidenciais, tudo a ver

O que uma coisa tem a ver com a outra?


1 – Bancários em Campanha Salarial

Os bancários estão em campanha salarial e, depois de muitas negociações e pressões dos bancários, os representantes dos bancos foram recuando, recuando, até concordarem com as principais reivindicações dos bancários de todo Brasil.

Finalmente ficou garantida a manutenção de tudo que faz parte da Convenção Coletiva Nacional, além de ficar garantida a reposição da inflação e a produtividade deste ano ficou em 1,18%, que acumulada com a inflação(INPC) de 3,8% dá um total de 5%, índice que vai corrigir os salários e demais verbas. A convenção coletiva nacional fica valendo por dois anos, em 2019 o reajuste será o INPC mais 1%. Os bancários realizarão assembleias em todo Brasil nesta quarta-feira, dia 29 de Agosto.


2 – A CUT completa 35 anos de idade amanhã.

Amanhã, dirigentes da CUT de todos os Estados brasileiros, mais dirigentes de ramos profissionais de todas as categorias, estarão reunidos em Brasilia comemorando os 35 anos de fundação da CUT.

Não foi por acaso que a CUT foi criada no dia nacional dos bancários, dia 28 de Agosto. Com a existência de Bancos Estaduais, Bancos Federais e Bancos Privados em todos os Estados brasileiros e considerando a boa formação escolar, ficou fácil para os bancários exercer papel relevante nas lutas pela redemocratização do Brasil e, consequentemente, na criação da primeira central sindical da nossa história.

A CUT, em unidade com as demais centrais sindicais e com os movimentos populares, tem sido fundamental na resistência ao golpe de Estado e nas lutas contra as reformas criminosas que o governo ilegítimo de Temer vem promovendo. Sem contar as privatizações e a perda da soberania nacional.

A CUT tem sido fundamental na organização e defesa da Classe Trabalhadora nacional e internacional.


3 – Eleições Presidenciais

O quê levou os banqueiros intransigentes a mudar de postura e voltar a negociar com seriedade?

Há vários motivos:

1 – a mobilização dos bancários e a possibilidade de uma grande greve nacional dos bancários;

2 – o desgaste dos bancos com a alta taxa de juros, principalmente no período mais recente;

3 - o crescimento de Lula nas pesquisas eleitorais e a possibilidade de a candidatura ser mantida.

4 – se Lula pode ganhar já no primeiro turno, para que os bancos vão hostilizar os bancários, se estes têm tradição de ser lulista?

5 – os demais empresários devem seguir o exemplo dos banqueiros: aguardar Lula ganhar e negociar depois das eleições. Negociar com Lula é melhor do que negociar com fascistas ou corruptos.

Vamos intensificar a campanha: Olê, olê, olê ou lá, Lula, Lula.


Vamos votar 13 de ponta a ponta...

Um comentário:

  1. Andrezinho, que é muito sagaz, percebeu que o dia das assembleias é quarta-feira, dia 29 desta semana. Obrigado, Andrezinho.

    ResponderExcluir