quinta-feira, 5 de julho de 2018

BRF começa a ser desmontada

SOB NOVA DIREÇÃO

Como parte da destruição das empresas públicas e privadas que contribuíram diretamente com os governos de Lula e Dilma, as "forças ocultas"

conseguiram DERRUBAR ABILIO DINIZ da presidência da BRF.

O novo presidente da BRF, PEDRO PARENTE
, homem ligado a José Serra, anunciou uma freada de arrumação para tirar a empresa da crise.

O que PROVOCARÁ DEMISSÕES DE MAIS DE 4.000 FUNCIONÁRIOS NO BRASIL.

COM A VENDA DE ATIVOS e outra medidas como a antecipação de recebíveis,

a BRF pretende obter R$ 5 bilhões ainda neste ano.


A BRF também pretende vender operações na EUROPA, na ARGENTINA, e na TAILÂNDIA.

Estas operações foram responsáveis por mais 3 bilhões de reais em vendas no ano passado.


A BRF VAI CONCENTRAR A ATUAÇÃO NO BRASIL, ONDE É A LÍDER COM AS MARCAS SADIA E PERDIGÃO.

No mercado, também há dúvidas sobre o sucesso da venda dos ativos na ARGENTINA, onde a BRF é dona de marcas líderes nas categorias de salsicha e hambúrguer.

No longo prazo, a saída da Tailândia poderá ser vista como um greve erro.


As informações acima foram colhidas do jornal VALOR de 30 de junho. Contando com o bom trabalho de Luiz Henrique Mendes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário