sexta-feira, 6 de julho de 2018

Brasil perdeu com dignidade

A Bélgica jogou mais e mereceu vencer

Estava previsto que seria um dos jogos mais difíceis do Brasil.

Estava previsto que, se ganhasse da Bélgica, enfrentaríamos a França, que vem comendo pela beirada nesta Copa.

Estava todo mundo contente com a evolução dos meninos de Tite
, desde quando Tite assumiu com a responsabilidade de encontrar jogadores com condições de recuperar a autoestima no futebol brasileiro.

Tite optou em manter os meninos que levaram 7 a 1 da Alemanha.


Desafio grande que Tite fez muito bem, sendo classificado em primeiro lugar nas preparatórias, depois ganhando quase todos os jogos amistosos e sendo classificado na primeira fase também em primeiro lugar. Ganhou também do México com firmeza e tudo sinalizava que ganhariamos da Bélgica.

Por que não ganhamos da Bélgica?


- primeiro porque eles jogaram melhor;

- segundo porque eles fizeram gols em momentos importantes;

- terceiro porque eles souberam marcar com competência, aproveitando-se das grandes estaturas de seus jogadores;

- quarto porque, quando não podia errar, Tite errou em manter Gabriel Jesus por muito tempo quando ele não vinha bem;

- quinto porque, mesmo todos percebendo que hoje Willian não estava brilhando, Tite demorou em substitui-lo;

- sexto porque, os meninos, apesar de reagirem bem melhor do que nos 7 a 1, os meninos ainda não estão maduros e os nervos tomaram conta do futebol.

Pior foi ver o goleiro do Uruguai falhar.
Nós choramos juntos. Um erro num momento que nunca poderia acontecer... Nossa solidariedade. Com Mujica, viramos todos uruguaios.

Onda pessimista na América Latina.


Da mesma forma que as ditaduras civis e os governos de direita estão tomando conta da América Latina, no futebol, todos fomos derrotados e não haverá latino americano nas finas da Copa da Rússia.

Os europeus vão dançar um tango, depois um samba e um chá chá chá, regadas à picanha maturada com chá e muito sol do Caribe.

Devemos reconhecer que estamos numa fase ruim.

Mas Tite e seus meninos estão de parabéns!


Perdemos no jogo, mas PERDEMOS COM DIGNIDADE.


Algo que vem faltando muito no Brasil atual.

Há momentos da vida que perder é ganhar ou que ganhar é perder.

Daqui a quatro anos teremos nova Copa do Mundo e, se o mundo não estiver em guerra, Tite e seus meninos estarão mais maduros e poderão ser campeões do mundo mais uma vez.

Esta Copa promete ser de um dos países que investiram em inovação, juventude, preparo físico e ousadia.

Que venha 2022!

Nenhum comentário:

Postar um comentário