sexta-feira, 1 de junho de 2018

Marcha para a direita. Jesus era de esquerda

Os políticos fazem demagogia na Marcha evangélica

O cinismo como prática eleitoreira.

Todo mundo sabe que Alckmin é católico beato. Dizem até que é da Opus Dei. Todos sabem que Doria não é evangélico. Todos sabem que Bruno Covas não é evangélico.

Por votos, vestem até camisa evangélica.

Quando Lula e o PT iam para as atividades da Igreja Católica, diziam que era política e que era USO INDEVIDO.

Quando são os políticos conservadores, de direita e estão ostensivamente usando os evangélicos para se elegerem é tudo normal? Pode até ser para Bolsonaro que é evangélico. Mas os outros políticos que não são evangélicos, são na verdade, oportunistas.

Afinal, Jesus era de direita ou de esquerda?


É evidente que jesus era franciscano e de esquerda. Lembram da frase?

"É mais fácil um rico passar pelo fundo de uma agulha do que entrar no reino de Deus".


Se isto vale para os ricos, imaginem para os inescrupulosos e manipuladores do povo?

Ao presenciar estas cenas brasileiras, Jesus deve ter ficado envergonhado do mal uso de seu nome.

E Jesus faz questão de lembrar que ele disse:

"Eu sou o caminho, a verdade e a vida.

E ninguém chegará a casa de meu Pai,

se não for através de mim."


E, na cruz, Jesus ainda disse:

"Oh, Pai, perdoai porque eles não sabem o que fazem."

A verdade nos libertará. E por falar em verdade,

ELEIÇÕES SEM LULA É FRAUDE

Nenhum comentário:

Postar um comentário