sábado, 19 de maio de 2018

Dia de forte instabilidade no mercado brasileiro

A Bolsa caiu, negociações ficaram suspensas
e subiu o indicador de risco de calote


E a imprensa minimiza tudo. Partidarizou o noticiário?

O Banco Central do Brasil antecipa renovação de contratos de swans cambiais (equivalente a venda de dólares no mercado futuro). O BC informou ainda que poderá rever os montantes a serem vendidos e realizar outras atuações, se necessário.

O dólar continua subindo!


No mundo, o dólar subiu ante 25 das 30 principais divisas globais.

Na semana, o Brasil foi o quarto país que mais viu seu risco subir em uma relação com 46 países emergentes. Ficou atrás do Líbano, Turquia e África do Sul.

Tem alguma coisa no mercado cambial brasileiro.

É o que afirma Roberto Padovani, economista-chefe do Banco Votorantim.

Houve uma frustração de expectativa do mercado
com a manutenção da Selici em 6,5% ao ano.

Todos os comentários foram extraídos do artigo publicado na Folha de hoje, escrito por Danielle Brant e Maeli Prado.

A insegurança econômica aumenta na medida que os candidatos
a presidente da República vão ficando mais definidos.

Por falar em candidatos, ELEIÇÕES SEM LULA É FRAUDE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário