sexta-feira, 4 de maio de 2018

Argentina e Brasil sofrem com o Câmbio

Descontrole econômico e social

A economia volta a tirar o sono dos argentinos e dos brasileiros.

Com a desvalorização cambial, a classe média paga mais para viajar para o exterior e para comprar seus produtos importados.

Os pobres verão o desemprego aumentar e o trabalho informal crescer, como reflexo do câmbio na composição dos custos de produção e nas importações como um todo.

Aumentando a inflação e com a desvalorização das moedas locais, a crise social volta a rondar as grandes cidades, aumentando a violência individual e coletiva.

Os governantes atuais são neoliberais conservadores que ganharam eleições ou deram golpe de Estado alegando que a crise era da esquerda.

E agora? Vão botar a culpa nas loucuras de Trump?

Dias piores virão...

E no Brasil ainda temos (teremos?) eleições presidenciais no pior clima da nossa história.

Como o povo reagirá?

Os brasileiros preferem Lula, mas os golpistas estão usando todos os artifícios para não deixar Lula ser candidato.

O que sabemos é que cada dia é um dia e o futuro está imprevisível.

Vivemos um dilema econômico de inflação baixa e custo de vida altíssimo. Pode?

Nenhum comentário:

Postar um comentário