quinta-feira, 17 de maio de 2018

A partidarização do judiciário

Juízes assumem papel de provocadores

A regra tem sido de abuso das atribuições. Isto não acaba bem...

Quase todos os dias lemos nos sites e ouvimos nas rádios que a juiza fulana de tal, o juiz fulano de tal, todos de primeira instância, acataram pedidos loucos de advogados provocadores de direita contra manifestantes e militantes de esquerda.

O judiciário, que sempre foi um poder complementar, agora arvora-se de porta-voz da falsa moralidade e neutralidade. O mesmo judiciário que nega tudo ao PT, concorda em liberar e arquivar denuncias contra os políticos do PSDB.

O desafio para moralizar o judiciário é fazer maioria no Congresso Nacional e fazer nova Constituição, onde os poderes fiquem bem definidos e que haja normas claras contra pessoas que ousem abusar de suas funções. Precisamos acabar com as carteiradas.

Não são apenas os empresários que precisam de estabilidade para investir. É toda a sociedade que precisa de regras transparente para todos e todas. inclusive para a imprensa.

Vivemos sob uma desordem generalizada. Mas a Ordem que precisa ser restabelecia é a Ordem Democrática, onde a palavra final é do povo brasileiro.

E, só para lembrar, ELEIÇÃO SEM LULA É FRAUDE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário