sexta-feira, 20 de abril de 2018

Nova gestão na BRF

Dia 26 vai homologar nova composição do Conselho

Com a definição de Pedro Parente para a presidência do Conselho de Administração da BRF, os acionistas agora estão fechando os demais nomes para compor o Conselho:

1 e 2 - A Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras e maior acionista individual com 11,4%, terá a presidência com Pedro Parente, terá a vice-presidência, ocupada por Augusto Cruz, atual presidente da BR Distribuidora.

3 - Com o acordo, haverá uma chapa informal, definida por Petros, Previ, Tarpon, Aberdeen, Península, mais os herdeiros da Sadia, chegando a quase 45% de participação na BRF.

4 - Somados às gestoras nacionais, como a Jardim Botânico, chega-se a 50%.

5 - Reunidos na manhã de ontem, os conselheiros aprovaram, além de Parente e Crus, QUATRO remanescentes do atual colegiado. Entre eles Flávia Almeida, da Península, o advogado Francisco Petros, e o vice-presidente do Banco do Brasil, Walter Malieni.

6 - Além de ter o nome mantido no conselho, FURLAN conseguiu emplacar o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues. Destaque-se que tanto Furlan, como Roberto Rodrigues, foram ministros no governo Lula.

7 - Também foram indicados ara a eleição do conselho os executivos Roberto Mendes, da Localiza, Dan Ioschpe, da WEG, além de José Luiz Osório, ex-presidente da CVM - Comissão de Valores Mobiliários.

Estas informações estão no bom artigo do jornal VALOR, desta sexta-feira, 20 de abril de 2018.

Ainda estamos esperando declarações dos fundos de pensão e de Abílio Diniz.

A imprensa também precisa informar quais são as mudanças relevantes com esta nova composição de direção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário