terça-feira, 3 de abril de 2018

Ditaduras no Egito e no Brasil

Eleições controladas pelos ditadores

Os jornais de hoje publicam o resultado das últimas eleições no Egito.

O ditador e presidente, general Al-Sisi, foi reeleito para novo mandato de quatro anos com 97% dos votos!

O detalhe é que APENAS 41% dos eleitores compareceram para votar.

A oposição boicotou a votação após vários candidatos serem presos ou terem registro negado.

Agora aliados do ditador estudam estender seu tempo na presidência para além do limite estabelecido pela Constituição.

As informações acima são sobre o EGITO.

Já no BRASIL

Os ditadores institucionalizados querem impedir que Lula seja candidato, e, para isto, inventam leis, inventam "interpretações de conveniência como o "domínio dos fatos" e processos fajutos".

Depois de um Golpe de Estado, qualquer que seja o governo, se não passar pelo crivo do povo não terá legitimidade. Talvez sequer legalidade, como é o nosso caso.

Nesta semana, os golpistas estão pagando matérias nos jornais convocando suas bases para pressionar o STF e inibir os juízes.

Democracia sem liberdade de concorrência não é democracia.

Eleições sem Lula é fraude.

Na Democracia, a última palavra é do povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário