terça-feira, 24 de abril de 2018

BRF e o DESMONTE da era Abílio

CEO renuncia e abre caminho para guinada na gestão da BRF

A Folha,
que sempre atuou em oposição a Abilio Diniz, da uma chamada no caderno "mercado", mais uma vez contra Abílio. Nunca entendi porque tanta oposição, mesmo quando Abilio ainda estava no Pão de Açúcar.

Serão as Forças Ocultas?

O primeiro parágrafo do artigo da Folha diz:


"O desmonte da era Abilio Diniz à frente da BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, continuou nesta segunda-feira (23) com a saída do presidente-executivo da empresa."

Já o segundo título deste blog, corresponde à matéria no jornal Valor,

também deixando claro que, com Parente (de Serra) na presidência do Conselho, haverá nova estratégia para a BRF.

O Estadão, que em economia sempre foi mais cuidadoso que a Folha
, destaca também no caderno Economia:

"Presidente da BRF renuncia aós 4 meses."


Segue um bom artigo em que aparece a seguinte informação:

"Desde 2013, quando Abilio assumiu a presidencia do conselho de administração COM O APOIO DA TARPO (gestora que tem hoje cerca de 7% das ações da BRF)...

O interessante é que,
enquanto o artigo sobre a BRF saiu na página direita do caderno (B9), na página esquerda, aparece a relevante informação:

"Kroton compra Somos por R$4,6 bi.."


No meio do artigo aparece uma informação ainda mais interessante:

"Do valor total da Somos, a Kroton pagará R$.4,6 bilhões
para o ANTIGO DONO DA COMPANHIA,
A GESTORA DE RECURSOS TARPON"

ENTENDERAM?

A TARPON VENDEU A SOMOS e com isto liberou 4,6 bi que podem ser aplicados na BRF,
que está com as ações desvalorizadas e que terá uma nova administração a partir desta quinta-feira, dia 26.

Todos juntos contra Abilio e, por tabela, também jogando para comprarem mais ações e assumirem a maioria das ações e também do controle da maior exportadora de frangos do Brasil. Com certeza, contando com amplo apoio do governo atual e de suas instituições.

Jogada de mestre para assumir grandes negócios, com lucros bilionários...


Nenhum comentário:

Postar um comentário