domingo, 29 de abril de 2018

BRF: Abilio e os Fundos de Pensão devem explicações

Abilio erra quando fala em brinquedinhos

e os Fundos de Pensão erram quando falam em se retirar de cena...


Todo mundo sabe que Abílio Diniz é um empresário polêmico e que sempre foi um vencedor. No entanto, depois que Abílio subestimou o especulador francês e perdeu o controle acionário do GPA - Grupo Pão de Açúcar, parece que sua sorte virou e Abílio acaba de levar outro tombo na vida empresarial ao ser derrotado pelos Fundos de Pensão e seus aliados.

Abílio erra e dá oportunidade para receber mais críticas da imprensa e de seus adversários. Depois de brigar e investir tanto dinheiro, tempo e viagens com o objetivo de assumir a gestão da BRF,

ABILIO NÃO PODE DAR UMA ENTREVISTA DIZENDO QUE
VAI ARRUMAR OUTROS BRINQUEDINHOS.



A BRF É UMA DAS COISAS SÉRIAS DO BRASIL


Não é um brinque, muito menos um brinquedinho. Até entendemos o desabafo de Abílio, mas a vida não nos permite falar coisas que nos fira e fira outras pessoas, mesmo sendo auto-crítica...

Depois da eleição dos novos e recondução de velhos conselheiros da BRF, Abílio Diniz deu uma entrevista coletiva à imprensa. O melhor artigo quem fez foi o Estadão. saiu no caderno de Economia, na página B10 de ontem, sábado, dia 28 de abril de 2018.

Como já disse antes, a BRF agora tem novos donos.


Agora o povo de Serra, aliado com o povo de Furlan, aliado com os Fundos de Pensão - que são controlados pelo governo liderado na economia pelo PSDB - mais os grupos estrangeiros e mais os novos investidores que Parente (de Serra) vai trazer da Ásia, do Oriente Médio, da Inglaterra e dos Estados Unidos.

Como dizem os tucanos do PSDB:

O Brasil não precisa ser um grande player, ao Brasil basta ser aliado subordinado dos Estados Unidos e da Europa. Nada de ser independente! Nossa vocação é ser subordinado. E o povo brasileiro que sirva de mão de obra reserva e operante.

Depois de tudo isto, se Abilio Diniz e os Fundos de Pensão tiverem o mínimo de compromisso com o povo brasileiro e a minima transparência como "Fair Play", devem convocar a imprensa e apresentar suas versões dos acontecimentos. Caso contrário, mais uma vez vai se comprovar que operações com ações na Bolsa de Valores no Brasil é coisa de profissionais de apropriações indébitas e das grandes...

Abílio, a Previ e a Petros com a palavra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário