sábado, 10 de março de 2018

Rússia, Alemanha e Brasil, a historia não perdoa

Guerras nacionalistas e acordos entreguistas

A Rússia capitulou e rendeu-se à Alemanha em 1918
, quando assinou o acordo de Brest-Litovsk, aceitando as condições humilhantes apresentadas pelos alemães.

A Rússia estava sob um governo recém instalado e que tentava viabilizar a primeira experiência comunista no mundo.

A Paz Vergonhosa salvaria a revolução comunista mundial, dizia Lênin.


Os alemães comemoram a grande conquista:


1/4 do território da Rússia, que incluía, grande parte da indústria de ferro. reservas de carvão, os russos tiveram que reconhecer a independência da Finlândia, da Ucrânia, da Polônia, da Lituânia e partes da Armênia.

Além das benesses acima, a Alemanha planejava transformar a Estônia, a Letônia e a Lituânia em principados, enquanto a Ucrânia e a Polônia seriam convertidas em ESTADOS VASSALOS. É mole?

Acontece que a Alemanha e seus aliados perderam a guerra
e os países capitalistas salvaram a Rússia do vexatório acordo, obrigando a Alemanha a anular o acordo de Brest-Litovsk.

Os russos perderam a guerra para Gêngis Khan
e aprenderam a usar o seu território como aliado estratégico.

Os russos perderam a guerra para a Alemanha em 1918
e salvaram o governo comunista de Lênin e seus companheiros.

Os alemães ganharam a guerra contra os russos em 1918
e não conseguiram manter suas conquistas tomadas dos russos. A Rússia recuperou seu território graças a interferência da Inglaterra, França e Estados Unidos.

Em 1941
, quando a Alemanha precisava concentrar todo seu poderia para enfrentar os Estados Unidos, que já era a maior potência militar e econômica na época, os alemães esqueceram-se de 1918, como nem sequer lembraram-se de Gengis Khan, os alemães decidiram humilhar, matar e ocupar TODO O TERRITÓRIO RUSSO.

Esta ambição custou-lhe a derrota para os russos e a ocupação da Alemanha por longo período.

O Brasil ainda não aprendeu a defender sua economia, suas riquezas e sua soberania.
O Brasil lutou em poucas guerras e ainda não teve uma guerra de dimensão nacional.

O Brasil ainda não aprendeu a "morrer pelo Brasil" e ainda não sabe o quê é uma Pátria Livre.


No Brasil atual, os golpistas estão fazendo acordos vergonhosos com os estrangeiros
como forma de salvar seu governo corrupto e ilegítimo.

Os empresários, chamados pela imprensa de "mercado", gostariam que não houvesse eleições em 2018 por saber que perderão as eleições.

O judiciário, articulado com a imprensa, manipula, mente e usa de força policial para prender, obrigar a calar e obrigar pessoas a se transformarem em delatores sem compromisso com a verdade. As Forças Armadas continuam caladas, rendidas como os russos da primeira guerra mundial.

Por incrível que pareça,
os russos aprenderam com a história e transformaram seu país numa liderança mundial. Os alemães também estão aprendendo com a história. Já se transformaram na principal economia da Europa, têm um país culto e exemplar politicamente. Mas o mundo ainda tem medo de a Alemanha voltar a ter suas Forças Armadas e querer voltar a morder os calcanhares da Europa e mesmo dos Estados Unidos.

O Brasil, talvez por ler pouco a História
, aprendeu somente o pouco que leu. E, pelo jeito, parou a leitura na primeira guerra mundial.

Um dia ainda aprenderemos a defender a nossa Pátria,

transformando este país numa grande nação e
tendo um povo apoiado pelas Forças Armadas que,

juntos, defenderemos nossa SOBERANIA NACIONAL.


Infelizmente, nem o Judiciário, nem a imprensa, entendem destas coisas...

Vai passar! Dizia nosso cancioneiro Chico Buarque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário