sexta-feira, 2 de março de 2018

Revista Época contra a manipulação?

É possível o novo vir da Globo?

Fiquei sabendo que a "nova" revista Época será também distribuída encartada no jornal Valor nos fins de semana. Considero o jornal Valor atualmente o melhor do país, melhor até do que a Folha.

Hoje, quando abri o Valor para pegar o caderno de Fim de Semana, caiu a edição da Época. Ao começar a folhear a revista fui sendo provocado página por página...

A capa começa com Marcelo Odebrecht e a revista dizendo que ele quer vingança...

Vira a capa e aparecem duas páginas de propaganda do Itaú Personalité, a gente vai constatando que tudo neste Brasil passa atualmente pelo Banco Itaú. Roberto Setúbal é o maior exemplo de sucesso de um herdeiro...

Virei a página e encontrei duas páginas de propaganda da Honda. Lembrei-me que está na hora de trocar nossa velho Fit por outro mais novo. No entanto, fiquei preocupado com as propagandas estarem dialogando comigo...

Ao virar mais uma vez a página, deparei-me com duas páginas de propaganda da BRF, Perdigão. O mais importante desta propaganda é que, pela primeira vez a BRF coloca UM NEGRO em sua propaganda. Isto é um marco histórico. Uma revolução! Tirei uma foto da propaganda e editei no Facebook.

Finalmente virei mais uma página, que depois vi que eram a 8 e 9, com uma chamada de "Carta da diretoria" e um título "Contra a manipulação", além de destacarem uma foto de uma mulher que, depois de ler o texto, deduzi que é a nova Diretora de Redação. Pela primeira vez uma mulher como diretora de redação. Seu nome é Daniela Pinheiro. Sinal dos tempos?

O texto parece mais ser algo do New York Times do que de qualquer jornal brasileiro. Muito menos sendo de uma revista que pertence a Rede Globo.

Vejam alguns exemplos:

- em momentos de intolerância, de individualismo exacerbado e certo obscurantismo,
- o jornalismo profissional se faz mais urgente do que nunca.

Um longo parágrafo começa dizendo que a revista Época se espantará com o economês, não deixará de mostrar o que muitos quer esconder e muitas outras coisas belas. Mais na frente afirma que "queremos saber o que você tem a dizer."

Vou dizer à Época o que sempre falo para a Folha e o Estadão:

- sempre defendi imprensa livre, respeitando as posições dos proprietários e a linha editorial, mas, sem aceitar que se minta, esconda a verdade ou se manipule as informações.

- a Folha já foi o melhor jornal do Brasil, mas perdeu o lugar para o jornal Valor.

- o Estadão foi o mais tradicional porta-voz da elite paulista, com ótimos cadernos internacionais e econômicos, sem contar a qualidade do Caderno 2. Atualmente é um panfleto de baixa qualidade, porta-voz do PSDB, especialmente da turma de FHC e Serra.

- Sempre achei que a Época poderia ser infinitamente melhor do que a Veja. Mas, sempre achei que a revista tinha fracassado na possibilidade de realizar meu desejo.

Finalmente, não olhei todas as páginas, não sei se há jornalistas negros trabalhando na revista. Mas torço muito para que as palavras escritas por Daniela se tornem realidade.

Se a Globo acertou com o jornal Valor, também pode acertar com a revista Época. Embora diga o filósofo que a história não se repete...

Eu, que sempre acreditei na democracia plural, na liberdade econômica e na diversidade de etnias, de religiões, de partidos e de movimentos sociais, faço meu voto de boa sorte para os novos sonhadores desta época tão apocalíptica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário