sábado, 3 de março de 2018

Golpistas "por acaso"?

O Brasil nas mãos dos golpistas "por acaso"

O jornal Valor desta sexta-feira, 02 de março, trás no caderno de fim de semana uma entrevista de Wanderley Guilherme dos Santos a Maria Cristina Fernandes.

Wanderley Guilherme dos Santos, entre tantos fatos relevantes tem o mérito de ter previsto o golpe de 1964 em primeiro lugar, quando lançou um livrinho com o título pergunta: "Quem dará o golpe no Brasil", isto em 1962...

Já a jornalista Maria Cristina Fernandes,entre outros méritos, é a melhor jornalista do jornal Valor.

Dois gigantes que poderiam ter um grande furo jornalístico, mas, não sei porque a entrevista saiu "chatinha", provocativa e atirando para todos os lados.

é claro que haverá muito espaço na imprensa para os acadêmicos e personalidades que quiserem criticar Lula e o PT. Isto faz parte da visão conservadora e manipuladora da imprensa brasileira. Eles acham que a sua visão é a visão verdadeira, e não a visão conservadora de uma classe dominante que tem medo do povo e da democracia moderna.

Respeito o direito de qualquer pessoa de esquerda dar entrevista à jornais da direita, mas não aceito a ideia de que tudo que foi falado também seja a verdade absoluta. É uma das verdades...

Portanto, vou citar algumas partes da entrevista.

1 - "O Judiciário toma decisões indevidas.
Não cabe ao Judiciário, efetivamente, vetar nomeação de um ministro."

2 - "O presidente da República (Temer), que é um perverso fútil, toma decisões absolutamente LEVIANAS, e delas recua também com toda a LEVIANDADE."

3 - "Mantenho a tese de que, em sequencia ao impedimento de Dilma, ninguém sabia o que fazer."

4 - "A decisão de implementar, de maneira absolutamente brutal, UM PROGRAMA QUE HAVIA SIDO DERROTADO NAS ELEIÇÕES
desmancha não apenas um Sistema de Proteção Social que foi costurado ao longo de governos petistas, mas que vinha desde a década de 30... tinha como objetivo a desarticulação das políticas sociais e do sistema político, além de impedir a volta da Centro-esquerda ao circuito de poder no Brasil." Só faltou dizer que foi um golpe de Estado!

5 - "O problema é que, para os grupos no poder (atual), essas eleições NÃO PODEM RESULTAR NA VITÓRIA DA CENTRO-ESQUERDA."

Logo, a única condição para a centro-esquerda não ganhar é impedindo que Lula seja candidato. O que reforça o carater ditatorial deste governo e dos golpistas.

6 - "As declarações do presidente da República me envergonham como brasileiro".


7 - Numa democracia, você tem que conversar com adversários ideológicos e com competidores políticos.Você não pode conversar amanhã, produtivamente, com alguém que hoje você chamou de LADRÃO, DE FASCISTA. NÃO PODE.

9 - "No Brasil atual, você não tem manifestações a favor de nada, só contra, fica difícil construir uma ação coletiva."

10 - É INJUSTO O LULA NÃO TER DIREITO DE CONCORRER
. TODOS ESTÃO DE ACORDO. MAS O TEMPO ESTÁ PASSANDO. E SÓ LULA PODE ACABAR COM ISSO."

"O QUE TEM QUE SER FEITO HOJE É ABRIR MÃO DA CANDIDATURA DE LULA, MAS NÃO PRECISA LANÇAR OUTRA AGORA."

11 - prestem atenção nas palavras acimado professor Wanderley Guilherme dos Santos: Ele quer que Lula abra mão do direito de ser candidato e de ser eleito no primeiro turno.

O professor quer que Lula, o PT e a militância ACEITEM O VETO DOS GOLPISTAS!!!!


12 - "Fernando Henrique Cardoso está tentando desesperadamente livrar a direita de uma derrota. Talvez tenha a percepção, ou o temor, de que neste caso o grupo que vai perder, tal como já violou a Constituição antes, viole de novo. Peça para violar."

O professor quase reconhece o caráter ditatorial do golpe, mas a auto-censura não deixa.


Porque setores da intelectualidade têm medo de assumir o caráter ditatorial do golpe?

Porque setores da intelectualidade se recusam a assumir que a Lava-Jato é um farsa pré-estabelecida para impedir que Lula seja candidato e que o PT não ganhe as eleições de 2018?

Porque estes mesmo setores da intelectualidade preferem falar sobre a intervenção militar no Rio de Janeiro a falar no Golpe de Estado de 2016 e na violência que este governo ilegitimo estão fazendo no Brasil. O que inclui a venda e a destruição da Soberania Nacional?

Falar de uma ditadura civil-jurídica-midiática é bem mais difícil do que falar de ditaduras militares.


Nem o Brasil está nas mãos do acaso.


Nem o golpe foi por acaso.


É claro que os erros de Dilma facilitaram o golpe, como a desarticulação do PT e das esquerdas facilitou a destruição do "Brasil do Bem Estar Social". O povo não reagiu como era necessário. O tempo vai mostrar os motivos. Mas...

Os tempos são outros...


As ditadura já não são militares, são civis-judiciárias-midiáticas e o povo fica olhando de soslaio desconfiando de quase todos. O povo quer Lula de volta. Os ditadores não querem deixar Lula concorrer, e para isto manipulam a Constituição, o Estado de Direitos e a versão das notícias. Quem deve decidir se Lula merece ser eleito ou não é o povo.

Eleições sem Lula é fraude, professor.





Nenhum comentário:

Postar um comentário