quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Os golpistas comemoram mais um golpe contra o povo

A sentença foi escrita para ser usada pelo PSDB

E a imprensa diz que "a decisão foi técnica". Além de mentirosa, é cínica!

Mataram e enterraram o famoso "Brasileiro Cordial"
. Daqui para frente é LUTA DE CLASSE!

Como não conseguem derrotar Lula nas URNAS,
o pessoal do PSDB continua dando golpes na democracia e na Constituição. A imprensa diz alegremente que Lula, além de ficar inelegível por 8 anos, também poderá ser preso à qualquer momento. A imprensa quer sangue e mortes...

O Brasil vive um período parecido com 1968
, quando a ditadura militar se consolidou e acabou de vez com qualquer margem de liberdade e de neutralidade.

A diferença é que em 1968 era uma ditadura militar assumida explicitamente, enquanto que agora é uma ditadura civil, dirigida pelo PSDB e parte majoritária do Judiciário, tendo a imprensa como porta-voz e doutrinadora.

Como em 1968, o povo assiste passivamente, porém desconfiado. A economia continua ruim, o custo de vida continua insuportável, o emprego de qualidade é substituído pelo emprego temporário e a qualidade de vida só piora.

A direita saiu do armário e assume-se como ditadura civil.
Mais uma vez usam a experiência do Egito.


Ao condenar Lula e ameaçar prendê-lo,
obriga o partido a secundarizar a conciliação social e partir para a explicitação da falta de liberdade e de respeito ao Estado de Direitos. A luta de classe chegou no Brasil e o PT não pode ignorá-la, se quiser sobreviver. Não há mais espaço para o "brasileiro cordial" e a conciliação. Democracia sem cidadania não é democracia. Direito se conquista, não se ganha de presente...

Por enquanto, a palavra de ordem continua a ser:

Eleições sem Lula é fraude.


Nenhum comentário:

Postar um comentário