quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Folha manipula resultado eleitoral no Chile

Cantou vitória antes da hora

A Folha virou um jornal do "pensamento único" em relação à política e ao neoleiberalismo.
Uma pena, já que a Folha foi durante bom tempo o melhor jornal do Brasil.
Agora virou jornal de visão única, mesmo que tenha que manipular as informações.

O exemplo das eleições no Chile,
repete a forma de noticiar as eleições na Argentina e também nos demais países.
A Folha cantou vitória antecipada do candidato conservador - de direita - antes das eleições. Afirmava que não haveria segundo turno e que a vitória seria exemplar.

Afinal, vivemos um momento histórico em que o POVO está votando na DIREITA NEOLIBERAL,
fazendo aquilo que antes só acontecia com golpes militares. Isto é, o povo chileno iria votar nos candidatos conservadores que apoiam Pinochet e a ditadura militar chilena. Na Argentina, pela primeira vez o povo votou na direita em oposição aos peronistas. E assim vai a farra do boi na Folha.

Quando saiu o resultado eleitoral no Chile, a Folha ficou perplexa.


O que aconteceu de errado?
Confesso que eu também não sei.
O Brasil ficou refém do noticiário conservador.

Já o Estadão, que na parte internacional é bem melhor que a Folha
, informou com neutralidade.

No caderno Internacional da terça-feira, a manchete foi:

"Pinera diz que quer votos da EXTREMA DIREITA para vencer segundo turno no Chile".


Isto é, o jornal não esconde que Pinera é de direita e que quer o apoio da extrema direita...

O Estadão também publica uma pequena matéria com o título:

"Para analista, segundo turno vai FAVORECER a esquerda no Chile"


Até o artigo do The Economist publicado no Estadão, tambémé cuidadoso com o resultado eleitoral no Chile.

"Chilenos entram em terreno desconhecido"


Realmente o mundo anda imprevisível, inseguro, imponderável e tudo indica que caminhamos para mais turbulências. Principalmente quando a imprensa deixa de informar e passa a manipular informações.

Como já dizia um ilustre jornalista inglês:

"Na guerra, a primeira vítima é a verdade."

Nenhum comentário:

Postar um comentário