sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Obama no Brasil

O que Obama veio fazer aqui?

O jornal Valor e o Banco Santander, articulados com as forças ocultas e o tal do mercado decidiram trazer Obama para o Brasil para fazer palestra. Provavelmente deve ter recebido algumas centenas de milhares de dólares para fazer a palestra. Faz parte das regras do mercado.

O curioso é que Obama representa o oposto do que é o atual presidente dos Estados Unidos. Enquanto Trump representa o atraso e o interior americano, Obama representou na Casa Branca o moderno e a Nova York americana.

E o que tem a ver Obama com o momento atual brasileiro?

Nada!

Vivemos sob um golpe civil, respaldado pelos Estados Unidos, com um congresso nacional que é o pior da nossa história, por ser ilegítimo e corrupto ostensivamente. Vivemos com um presidente da república desmoralizado, acusado de corrupção explicita e de chefe de quadrilha. Tudo isto não tem nada a ver com a modernidade de Obama e sua digníssima esposa.

Os empresários brasileiros que foram ver Obama, na sua ampla maioria, apoiou o golpe e está comprando os parlamentares golpistas para destruírem o Estado de Bem Estar Social brasileiro, estão corrompendo o governo para que privatizem tudo e entreguem a nossa soberania nacional.

Estão transformando o Brasil num México!


E Obama com isto?


Será que veio só ganhar dinheiro ou
porque quer defender um projeto democrático
e participativo como foi seu governo?

Um aspecto interessante desta visita comercial de Obama é que os empresários brasileiros devem ter pago uma bolada para assistir à palestra do primeiro presidente negro da história dos Estados Unidos.

Quando teremos um presidente negro no Brasil?

Será que os brancos deixarão isto acontecer?

A primeira mulher a ser eleita presidente do Brasil não acabou o mandato.
Foi derrubada pelos homens golpistas e reacionários.

Obama, seja bem-vindo e venha mais vezes.

Precisamos estimular os brasileiros a fazer uma grande política de inclusão dos negros na vida brasileira. Afinal, os negros são a maioria da população brasileira.

Já quanto à nossa Democracia, não sei se Obama pode ajudar muito...

Obama é mais para o "yesman" do que para o denunciador das injustiças.

Obama precisa aprender com o Papa Francisco.

O mundo precisa de mais gente como o papa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário