sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Bahia e Vitória perderam. Por quê?

Lutaram com dignidade, mas perderam

Todo mundo acha que o futebol brasileiro precisa melhorar e que este campeonato está muito fraco. Isto para o Brasil todos.

Imaginem para os times do Nordeste?

Há um desnível entre os times do Sudeste e Sul em relação aos times do Nordeste e Norte do Brasil. Reflexo sócio-econômico? Pode ser, mas não explica tudo. Na música e na literatura o equilíbrio é melhor...

Como tenho assinatura dos canais de futebol, o tal do pay-per-vew, acabei acompanhando os jogos de ontem simultaneamente.

O Sport conseguiu um empate importante contra o Santos. Os corinthianos agradecemos.

O Bahia,jogando no Rio de Janeiro e contra o bom Flamengo, resistiu bem até parte do segundo tempo. Depois, foi engulido pelo jogo rápido e eficiente do Flamengo. Talvez o Bahia tenha se superestimado e corrido muito sem conseguir manter o ritmo os 90 minutos. Afinal, o jogo só acaba depois dos 90 minutos. E isto requer muito esforço físico e mental.

O Vitória, jogando em Salvador, portanto, em casa, tomou um gol no início, reagiu, virou o jogo e depois foi cansando e o adversário foi envolvendo, envolvendo até virar o jogo. Uma pena!

O futebol brasileiro precisa desenvolver uma escola de técnicos mais estrategista e que tenha capacidade de fazer a bola correr mais do que os jogadores. Os times brasileiros abandonaram os pontas, deixam o meio de campo confuso e, na defesa, em vez de marcar os adversários, os jogadores ficam todos olhando para a bola em vez de olhar a presença do adversário na área.

Imaginem Neymar jogando pela ponta esquerda e Daniel Alves correndo pela lateral direita, transformando-se em ponta direita. Com passes longos, eles deixam os adversários malucos. Isto quando estão jogando na Europa. Parece que Tite resolveu aplicar o futebol europeu na seleção. Por isso que melhorou.

Da mesma forma que o Brasil precisa desenvolver formas de superar a seca no Nordeste e as enchentes no Norte, precisamos desenvolver uma nova escola de futebol para estas regiões.

O Brasil precisa ser de todos, com todos e para todos.

Inclusive no futebol.
Não podemos deixar os times do Nordeste serem rebaixados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário